11/11/2017

DE QUE FORMA AJUDAR OS OUTROS?

"É preciso que não façam mais do que 
podem fazer, seja a que nível for"!


Mensagem dos
Seres de Luz. 

Através de:
Monique Mathieu

Falaremos da ajuda que podem dar aos outros.

A ajuda aos outros deve ser feita com discernimento. 

Quando ajudam os outros, não devem ser o salvador!

Muitas pessoas pensam que a missão é a ajuda permanente aos outros. 

Não seremos nós que vos diremos para não ajudarem, pois isso faz parte do Amor que devem oferecer àqueles que vos rodeiam. 

No entanto, repetimos mais uma vez, é preciso dar com discernimento e não se desgastarem.

As pessoas que estão com grandes dificuldades precisam, de certa forma, de alimentar-se da energia de pessoas que estão de boa saúde e que têm uma frequência vibratória relativamente elevada ou mesmo elevada. 

Nessa altura, há transferência de energia de uma pessoa para outra; é nem mais nem menos o princípio dos vasos comunicantes!

Nem sempre compreendem a forma como funcionam como seres de energia porque se veem sempre como seres de matéria!

As pessoas que estão “no menos” solicitam, mesmo inconscientemente, aqueles que estão “no mais” e, automaticamente, tornam-se uma espécie de vampiros energéticos.

No entanto um ser que, de forma inconsciente, se alimenta de certa forma da energia do outro, não está necessariamente mal de saúde

Essa transferência de energia pode acontecer simplesmente quando uma pessoa está cansada ou revoltada e que a outra não o está!

 A pessoa revoltada, sem ter necessariamente uma desarmonia, alimenta-se da energia do outro, que está na serenidade, na calma e no Amor.

Como fazer quando são solicitados? 

Como fazer para ajudar de forma justa, equilibrada e com discernimento? 

Simplesmente questionando-se: “posso ajudar

Não irei desgastar-me na ajuda que darei a essa pessoa? 

A ajuda que lhe vou oferecer será realmente útil para a sua evolução? 

Será realmente um ato de Amor ou ajudo para provar a mim mesmo que sou capaz de dar?”

Várias outras questões podem ocorrer-vos. 

Claro, é difícil dizer “não”!

 É muito mais fácil dizer “sim” do que “não”, mas é sempre preciso ir além da ajuda que desejam dar ao outro, e refletir sobre as consequências que essa ajuda poderá gerar na vossa própria vida.

Está na sua natureza: o ser humano precisa de ajudar, porque no mais fundo de si mesmo encontra-se um grande Amor que deve oferecer, mas nem sempre sabe como fazê-lo.

O bom discernimento deve ser sempre posto à frente! 

O ser humano está sempre à espera do Amor, do Amor dos outros e, evidentemente, procura também oferecer o dele.

Muitas vezes ajudam porque esperam inconscientemente reconhecimento ou Amor da parte do outro. 

Isso pode glorificar o vosso ego!

 Podem pensar: “ajudei”, mas a que nível a ajuda se situa?

 É pelo vosso próprio ego ou o vosso próprio prazer, ou essa ajuda foi dada com um total desinteresse, no Amor e sem cálculo?

Por vezes é bem difícil para vocês saberem se a ajuda que dão é desinteressada ou se, por detrás dessa ajuda, esperam igualmente reconhecimento ou uma pequena glória pessoal.

Existe um outro assunto a abordar a respeito da ajuda a dar aos outros:

Podem ajudar, mas sem se investirem totalmente fisicamente; podem ajudar à distância pois, à distância, não são solicitados da mesma forma. 

Podem ajudar os outros tranquilizando-os, enviando-lhes Amor, falando-lhes para os ajudarem a resolver eles mesmos os seus próprios problemas.

No entanto muitas vezes, quando querem ajudar demasiado os outros, impedem-nos de viver a sua experiência!

 Isso torna-se uma falta de discernimento! 

O equilíbrio deve existir entre o bom e o mau discernimento.

Muitas vezes, no ensinamento que vos damos dissemos-vos que é preciso amar e ajudar os outros, mas há tantas formas de ajudar!

Por vezes, ajudam de forma totalmente positiva, que ajuda realmente uma pessoa, e outras vezes não a ajudam pois mantêm-na num estado de fraqueza e de dependência em relação a vocês, assim ela continua a alimentar-se da vossa energia.

Esse assunto é para nós muito importante porque os seres que estão nesse caminho espiritual têm como principio – e é um princípio muito bom – dar a mão àquele que sofre, ajudá-lo … mas não carregá-lo!

Um dia, o vosso Grande Irmão de Amor disse ao nosso canal: “não posso carregar-vos, mas posso caminhar ao vosso lado e levar-vos pela mão. 
São vocês que caminham! 
Se vos carrego nos meus ombros, não farão o que têm de fazer na Terra! 
Ao contrário, posso estar ao vosso lado, mesmo invisível!” 

É o que queríamos dizer-vos, também nós.

De momento, a ajuda que dão àqueles que vos rodeiam não é ainda muito consequente. 

Chegará um momento em que muitas coisas desmoronar-se-ão à vossa volta!

 A vossa família, os vossos próximos, os vossos amigos poderão ficar arrasados

Não poderão fazer fogo com qualquer lenha! 

Nessa altura, deverão simplesmente ser um pilar que tranquiliza, porque não poderão oferecer a vossa ajuda da mesma forma que agora.

Quando esse momento chegar, aqueles que, como vocês, foram preparados há muito tempo, verão as portas abrirem-se neles.

 Nessa altura, a ajuda que oferecerão àqueles que estão realmente com dificuldades será uma ajuda feita com discernimento, justa e com Amor, e estarão à escuta.

Quando tiverem essa abertura de consciência, (o que não irá tardar, mas falaremos de novo disso), a ajuda que trouxerem àqueles que precisarem virá da vossa irradiação e da vossa frequência vibratória. 

Os seres não vos vampirizarão pois a vossa frequência vibratória oferecer-lhes-á a ajuda necessária sem que fiquem “esvaziados” ou afetados de qualquer forma que seja.

Vocês, seres humanos, sofrem – sobretudo neste momentoo cansaço físico, sofrem do cansaço psicológico e mental, e também podem sofrer de cansaço espiritual.

O que representa esse cansaço espiritual? 

Falaremos disso um pouquinho porque também isso é necessário.

O cansaço espiritual manifesta-se quando querem avançar muito depressa, quando querem subir os degraus da escada de quatro em quatro e se esgotam porque não conseguem atingir a meta que se fixaram.

No domínio espiritual como no do vosso próprio avanço, é preciso que tenham discernimento.

 É preciso que não façam mais do que podem fazer, seja a que nível for!

Cada um pode evidentemente, tomar as suas decisões e a sua responsabilidade em relação a esta ou àquela experiência.

Também podem trazer uma ajuda importante simplesmente escutando o outro. 

Quando estão à escuta (o que acontece muitas vezes ao telefone) e quando estão em frente a uma pessoa extremamente deprimida, é desejável que ponham um véu de Luz e de Amor na vossa comunicação verbal. 

Podem igualmente fazê-lo quando comunicam verbalmente com os que vos rodeiam.»

Por vezes não ousamos dizer “não”!

 Não é porque existe no fundo de nós um sentimento de culpa?

«Absolutamente, porque, na óptica dos seres humanos, sobretudo quando estão num caminho espiritual, é preciso sempre dizer “sim”. 

Para eles, é inconcebível não estar aí para estender a mão àquele que precisa.

Dizemo-lo de novo, há várias formas de estender a mão: com ou sem discernimento! 

Podem adquirir esse discernimento à medida da vossa evolução.

Imaginem um ser que quer verdadeiramente ajudar um amigo.

 Fará tudo o que pode para ajudá-lo; pouco a pouco, esse amigo tomar-lhe-á a sua energia, enfraquecê-lo-á cada vez mais. 

Esse ser não se dará conta que não pode dar mais! 

Esgotar-se-á, e não só não ajudará mais a pessoa que quer ajudar, mas poderá ele mesmoficar doente ou criar uma desarmonia.

Não devem dar mais do que podem dar!

 É preciso seguir a via do meio; dar com discernimento aprende-se!

Mais uma vez – e talvez não se deem conta de imediato – a ajuda a pessoas com grande dificuldades esgota.

 Alguns encontram a força no Amor que põem na ajuda que dão mas, a certa altura, eles não podem restaurar-se como o desejariam.

Então reflitam! 

Ajudem, sim, estamos completamente de acordo, mas ajudem sempre com discernimento! 

Aqueles que têm certas capacidades, como o magnetismo por exemplo, podem ajudar, eles não ficam “vampirizados” porque têm uma alta frequência vibratória e, nessa altura, têm a proteção dos Curadores da Luz que vêm para assisti-los e ajudá-los.

Assim, aqueles que magnetizam ou que simplesmente dão Amor (mas sem intervir de outra forma) serão sempre ajudados.

 Usamos a palavra “magnetismo” mas vai muito além do magnetismo!

 As pessoas que ajudam através da imposição das mãos e da palavra são inspirados, protegidos; muitas vezes são transmissores de energias superiores, de vibrações muito mais altas, é por isso que não ficam afetadas quando dão uma ajuda.








Post. e Formatação
http://semeadorestrelas.blogspot.com

Fonte: http://ducielalaterre.org
Monique Mathieu 

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Comentários não relevantes com a mensagem e possuidores de links não serão publicados, assim como comentários ofensivos a quem quer que seja.

Imprimir ou Salvar em PDF

3 Mais Lidas do Blog

DOAÇÃO/MANUTENÇÃO


– DOAR – Abro este canal para doações espontâneas para este blog, sem qualquer compromisso, qualquer valor auxilia a manutenção deste espaço.
Opção de deposito: Caixa E.Federal - Ag:0505 -
Conta:013-00007103-7 L.A.P.M.B.
Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...