16/03/2016

O.M. AÏVANHOV - As Crianças e a Luz -

"A grande maioria dos bebês a nascer este ano
 são, já, seres de Luz(...)"



O.M. AÏVANHOV 
 – Parte 1 - (a)

13 de mar de 2016

Nota: S. de Estr. - Esta relevante mensagem de Aivanhov foi dividida em 4 parte e eu a subdividi em parte alfabética para facilitar a leitura da mesma, já que ela nos traz importantes informações).


Bem, caros amigos, estou extremamente satisfeito de encontrá-los todos aqui, e alhures, é claro, para aqueles que terão a oportunidade de experimentar, se posso dizer, nossas trocas.

Permitam-me, primeiramente, dar-lhes todas as minhas bênçãos, e comungar com vocês em um espaço curto de silêncio e de paz, antes de trocar, e eu diria, mesmo, debater, durante toda essa ocasião que temos, hoje, em relação à sua Ascensão, que está bem avançada agora, então... e sua Liberação, para aqueles que não ascensionam.



Façamos esse momento de paz e, em seguida, escutaremos, todos juntos, as questões que vocês se colocam, uns e os outros, e eu tentarei ali aportar as respostas as mais claras que sejam, não é?

Então.

… Silêncio

Então, antes de começar, devo dizer que tudo o que vocês ouvirão, tudo o que nós trocaremos, uns e os outros, durante este período, nada mais tem a ver, se posso dizer, com ensinamentos ou técnicas, ou o que quer que seja do desenrolar histórico.

Porque tudo isso lhes foi dado há alguns meses, no mês de dezembro, no mês de novembro, com etapas precisas que deviam desenrolar-se e que se desenrolam exatamente como previsto.

Nós teremos a oportunidade, ao invés disso, através de suas questões, mas, também, do que nós lhes diremos, uns e os outros, entre nós, Anciões, e entre as Estrelas e os Arcanjos, é apenas, eu diriaregulagens e ajustes vibrais finaisse posso dizer, em relação ao que vocês vivem presentemente, na superfície dessa Terra.

Então, primeiro, eu espero que tenhamos questões interessantes que nos permitirão avançar, se posso dizer, um pouco para o Coração do Coração.

Então, vamos escutar a primeira questão.

Questão: uma mãe que se nutre de Luz pode continuar a amamentar seu bebê?

Então, se compreendi bem, é uma mãe que tem um bebê, que se nutre de Luz – isso é perfeitamente possível – e ela quereria nutrir seu bebê de Luz, se bem compreendi, é isso?

Sim.

Então, um bebê é, já, Luz.

Você sabe que as moleiras assinalam o fechamento e a compartimentação da pessoa em torno dos dois anos, e que o corpo astral vai estruturar-se progressivamente – o corpo etéreo, estando estruturado bem antes, a partir de cinco ou sete anos.

A partir daquele momento, é claro, não há mais Luz que nutre, ou apenas um filete de Luz, você sabe, por causa do confinamento.

Mas um bebê que toma corpo é Luz, e o que ele tem necessidade é de matérianão é de Luz.

Ele já é, ele mesmo, Luz, enquanto a moleira não está fechada.

Portanto, é preciso, imperativamente, nutrir esse bebê; mesmo se a mãe nutra-se de Luz, o bebê tem necessidade de nutrição que se chama «o leite» e nada pode substituir esse alimento nessa fase, na qual se constrói um corpo físico, mesmo se seja neste período específico da Ascensão.

Portanto, não é porque a mãe nutre-se de Luz que o bebê tem necessidade apenas de Luz.

Ele não é capaz de fazer crescer, se posso dizer, sua matéria, seu corpo, unicamente com a Luz.

Há imperativos de funcionamento, imperativos fisiológicos, não é... que devem ser respeitados.

Portanto, é indispensável nutrir fisicamente uma criança, e um bebê, razão a mais, no período em que o corpo não concluiu a estruturação do corpo etéreo, do corpo astral e, mesmo, do corpo mental.

É claro, existem alguns seres que, a partir dos 14-15 anos, a partir da adolescência iniciada, podem não mais comer e nutrir-se de Luz, mas é difícil a conceber e a imaginar, e ainda mais a realizar, antes desse período, no qual a estrutura física está em crescimento, como se diz, não é?

Portanto, não é que seja possível, é impossível; é preciso, imperativamente, alimentar um bebê de modo o mais correto que seja.

É claro, o bebê nutre-se, também, de pensamentos, de emoções da mãe e, também, da Luz da mãe, mas isso não é, absolutamente, suficiente.

É preciso, verdadeiramente, que o alimento essencial esteja presente para aportar a matéria, simplesmente.

Caso contrário, o bebê arrisca não poder, verdadeiramente, metabolizar a Luz, o que não é a mesma coisa quando você é adulto e reabre as moleiras, quando você ativa, em especial, a Coroa da cabeça.

Naquele momento, efetivamente, e isso nós temos dito há anos, que comer, para alguns de vocês, não era nem uma necessidade nem uma obrigação.

Eu os engajo, aliás, neste período, para aqueles de vocês que têm preocupações com seu mental, com seu corpo, com seus pensamentos, com as emoções ou nas relações uns com os outros, a verificarem, por si mesmos, eu diria, a potência do jejum na resolução das resistências à Luz, independentemente, justamente, de seus pensamentos.

O que eu quero dizer com isso é que um simples jejum total, de quarenta e oito a setenta e duas horas, é perfeitamente capaz de dar um impulso magistral no que pode restar de resistências conscientes ou inconscientes no interior de seus casulos de Luz aqui, nesta Terra.

Ao privar seu corpo de alimento durante um tempo muito curto, você vai reorientar o metabolismo energético ligado ao chacra do baço para uma nutrição-Luz, não de prana, mas uma nutrição vibral.

Vocês têm, todos, assim que tenham uma Coroa que esteja ativa ou que vocês tenham percebido – mesmo sem falar da Coroa do coração, mesmo sem falar da Onda de Vida e mesmo sem falar do Canal Mariano – a capacidade para nutrir-se diretamente de Luz.

E vocês observam, aliás, independentemente daqueles de vocês que têm hipoglicemias, porque a estrutura é limitada, mas mesmo para aqueles, se vocês vão..., se vocês se opõem, não lutando, mas deixando passar os sintomas de uma hipoglicemia, muito rapidamente, no espaço de menos de doze horas, vocês vão constatar que não têm mais fome, real e concretamente, e que a necessidade de nutrição não está mais presente.

E, sobretudo, sua estrutura, ao nível dos casulos de Luz, aí onde se situa a interface entre o corpo de Existência e os casulos de Luz sutis, mas efêmeros desse mundo, ou seja, o corpo causal, isso vai transformar as coisas, com extrema rapidez.

Aliás, há muitas pessoas que fazem da energética ou da nutrição, que conhecem a virtude do jejum, por exemplo, em algumas doenças graves.

Mas, ao nível da própria consciência, o fato de parar de introduzir o que quer que seja em seu corpodurante quarenta e oito a setenta e duas horas, vai permitir purificarse posso dizer, tudo o que pode restar, doravante, ao nível tanto de sua cabeça como de suas histórias passadas ou como das dificuldades de posicionamento na Eternidade.

Eu concluiria, aconselhando a essa mãe – obviamente, ela pode continuar a nutrir-se de Luz, porque a Luz será metabolizada em leite, para ela, e para o bebê – mas não se deve pensar em nutrir, exclusivamente, um bebê com a Luz, uma vez que ele já é Luz, e ele tem necessidade é de matéria.

Qualquer que seja o grau, digamos, de pureza das almas que descem durante este período, que é muito específico e que, eu já havia dito, há numerosos anos, o bebê de uma mãe que está aberta ao nível vibral e que vive alguns estados de consciência, tem todas as chances, e eu diria, a quase certeza, de que seu bebê será idêntico à Luz original ao crescer.

Essas crianças são nutridas, de qualquer modo, pelas circunstâncias da Terra e, é claro, no ventre da mãe, se ela já está desperta a ela mesma.

Portanto, é perfeitamente possível dar o leite, ao mesmo tempo fazendo crescer a Luz, porque se a mãe está na Luz, o leite se tornará, como dizer, mais eficaz, mais vibral, ele também.

Mas é preciso o suporte da matéria física, o que não é o caso quando você é adulto.

Se você se priva de alimento, durante um jejum curto, você vai observar, mais do que nunca, mudanças extremamente importantes no que pode estar sofrendo ou resistindo em você, quer seja na cabeça ou no corpo, não é?

Escutemos a questão seguinte.

Questão: pode-se ingerir a água durante o jejum?

Eu falei, meu amigo, de jejum total.

Um jejum curto não tem necessidade de se sobrecarregar de líquido.

Não é a mesma coisa que dizia Anael, há muito numerosos anos, há oito ou nove anos, quando ele falava de privilegiar, por exemplo, os alimentos aéreos, não as raízes, não os animais, mas os vegetais, que davam frutos ou legumes que crescem no alto.

Isso, nós havíamos explicado à época.

E nós falávamos, também, de jejum com uma suplementação em água, em líquidos.

Aí, eu não falo da mesma coisa, eu falo de um jejum extremamente curto, ou seja, quarenta e oito a setenta e duas horas, no máximo.

Mas você constatará as mudanças ao final de vinte e quatro horas, ou mesmo antes.

A partir de dezoito horas, quando você nada absorveu pela boca, você constatará uma forma de purificação e de alívio de tudo o que pode resistir, tanto no corpo como na cabeça, como nos pensamentos, não é?

Você pode fazer a experiência disso muito facilmente.

É claro, os almoços e jantares, as refeições têm uma função simbólica, é o momento em que se fala, o momento em que se interage também; então, é claro, faça isso quando você não é perturbado por outras pessoas que comem.

Decida nada absorver, absolutamente, em sua boca, durante vinte e quatro horas, já, e você constatará, com extrema rapidez, a subida vibratória, em um primeiro tempo, e o esclarecimento do observador ou da testemunha, se ele está presente.

E, se você já é liberado vivo, aí também, você constatará uma muito nítida diferença.

E, para aqueles que, ainda, nada vivem, absolutamente, de maneira tangível, ao nível vibral, aí também, você vai aperceber-se de que as vibrações são onipresentes.

Aliás, você constata, houve, já, um fenômeno como esse no momento da ativação total das Portas Atração e Visão, no mês de dezembro do ano 2012, quando alguns viveram, durante várias semanas ou meses, perturbações digestivas que dificultavam a alimentação.

Aí, hoje, coma o que você quiser, é claro, mas faça o teste, para aqueles de vocês que têm algumas dificuldades, de qualquer natureza que seja, de nada absorver, absolutamente, durante vinte e quatro a quarenta e oito horas, ou, mesmo, setenta e duas horas.

Mas, como eu disse – e eu o redigo – ao final de pouco mais de dezoito horas, dezoito horas, aproximadamente, sem nada entrar em seu ventre nem em sua boca, você verá o que vai acontecer.

É o mesmo princípio que o que eu havia dito no mês de dezembro, concernente..., e novembro, concernente à autocura, não é?

Se você não come da matéria, há uma espécie de equilíbrio entre a matéria e a Luz.

Você vai subir em Luz, mesmo permanecendo perfeitamente presente.

Se você supera as primeiras sensações de fome, as primeiras sensações, mesmo, de hipoglicemia ou de sentimento de fadiga, você reencontrará uma vitalidade que a nada é comparável.

Eu o lembro de que há, por exemplo, nos ensinamentos distantes, também concernentes ao Intraterra e aos modos de vida dos intraterrestres, quer eles sejam delfinoides ou não, que eles tinham conservado uma forma de refeição «ritualística», se posso dizer, hebdomadária, de maneira a reunirem-se e festejarem, de algum modo, o alimento em si mesmo.

Mas seu corpo nutre-se de Luz, quer você esteja aberto ao nível das Coroas ou não, porque a energia-luz vibral, como você sabe, condensou-se na Terra; nós falamos disso todo o ano passado.

E o que é que acontece agora?

Seu chacra do baço, eu não falo, mesmo, mais das Coroas, eu não falo mais do Canal Mariano ou dos chacras centrais, eu falo do chacra do baço, o chacra do baço é aquele que mobiliza e que metaboliza e põe em funcionamento as energias prânicas que entram pelo chacra do baço, mas, devido à abertura da porta Atração e Visão, que foi constante ao nível da Matriz Crística, ao nível individual, em 2012, e, sobretudo, no ano passado, ao nível coletivo, dá a todos e a cada um a possibilidade de viver um jejum curto total, para com isso viver as transformações.

E você verá que é muito rápido e suficientemente significativo para ser identificado por não importa quem, independentemente das vibrações daqueles que as vivem, hein?

Você terá efeitos, em alguns casos, mesmo, muito espetaculares, sobre algumas perturbações ou sobre algumas perturbações físicas ou perturbações mentais, como eu disse, não há diferença, mas o jejum, nesses casos, deve ser total.

Não é um jejum líquido, não é uma alimentação líquida ou aérea, como dizia, à época, Anael, e isso não é, tampouco, o que é chamado de alimentação prânica, porque, aí, é uma nutrição vibral.

O baço é perfeitamente capaz de distribuir no corpo, independentemente de sua alimentação em Luz, pela Onda de Vida ou as Coroas, por seu Coração do Coração, mas, também, ao nível do corpo vital.

O que entra, doravante, pelo chacra do baço ou a Porta Atração, não é o mais o prana, unicamente, são as partículas vibrais.

Você tem a possibilidade, dada a abundância da Luz na superfície da Terra, de nutrir-se delas também.

Mas é preciso que o jejum seja total.

Outra questão, então.

Questão: você pode falar das crianças que vão encarnar nos tempos que vêm?

Com prazer.

Eu já havia falado das mulheres grávidas, em 2011, em várias reprises.

Mas, aí, é um pouquinho diferente, porque, quer você seja uma mãe ou um casal aberto ou não, nada muda, absolutamente, na criança que está na mãe.

Porque aí também, eu o lembro de que assim que há concepção, a alma, ou o Espíritose não há alma, envia dois fios de Luz no que vai ser o bebê, a partir da concepção.

Um fio de Luz par a mãe, um fio de Luz através do pai, a partir da fecundação.

Ora, esses fios de Luz, hoje, são, também, nutridos de Luz.

Portanto, eu posso dizer, completando a resposta anterior, que os bebês que estão a caminho, é assim que se diz, hein? Para as mulheres grávidas, esses bebês a caminho estão, já, a par, é claro, do que há a viver durante este ano – e, como você sabe, antes deste verão.

Portanto, quer eles nasçam antes, durante ou logo após, quer as mães estejam abertas ou não, você verá que essas crianças são profundamente diferentes.

Eu já havia dito isso em 2011.

Eu lhes havia dito que as crianças que nascem abrem os olhos imediatamente, com um olhar extremamente presente.

E bah, aí, elas estão na Luz, ao nascer, qualquer que seja o meio social, familiar ou qualquer que seja o estado, eu diria, da mãe ou do pai.

Porque a Luz vibral e a justaposição do efêmero e do Eterno é cada vez mais consequente e importante.

Portanto, esses bebês vêm com todo conhecimento de causa.

Eu o lembro de que todos os desencarnados, depois das Núpcias Celestes, foram despachados para viver a liberação no corpo astral ou no corpo causal, se eles superaram o corpo astral e mental.

Alguns desses seres decidiram voltar a tomar um corpo para viver na carne física a Liberação e a Ascensão.

Outros, enfim, vêm de muito longe, não tanto para terem o tempo de experimentar uma vida, mas para, eu diria, ancorar ainda mais a Luz nesta Terra, que é seu papel, de todos, mas que é o papel de quase todos os bebês.

É por isso que não pode mais haver, eu diria, nascimento, por exemplo, de híbridos reptilianos ou, ainda, bebês que sejam obtusos e cujo programa de alma seja demasiado afastado da Luz, se posso dizer, ou seja, uma alma voltada para a matéria.

A grande maioria dos bebês a nascer este ano são, já, seres de Luz, quer eles sejam reencarnações daqueles que estavam na pré-estase, nos planos intermediários, ao lado de nossas embarcações, quer eles tenham vindo de alhures para viver, no corpo de carne, a Liberação.

Era essa a questão?

Questão seguinte.

Questão: qual é o impacto na digestão, no cotexto atual?
São as causas lógicas de absorver uma alimentação seletiva e repetitiva a cada dia...

Isso faz parte do programa do Espírito também.

Questão: … e, apesar de tudo, com dificuldades digestivas?
Pode haver riscos de carência?


Absolutamente não, para um adulto que vibra.

E mesmo que não vibre.

É claro, você observou que vocês têm, todos, mais ou menos, uns ou os outros e, em todo caso, para aqueles que vibram na Coroa radiante da cabeça, já, dificuldades digestivas, como foi o caso no fim do ano 2012.

Mas isso é uma injunção da Luz, também, para fazer um jejum curto e total.

Então, não se queixe de distúrbios digestivos.

Por exemplo, você observa que alguns alimentos que lhe faziam bem não lhe fazem mais, verdadeiramente, bem, e outros, ao contrário, que você rejeitava, que você reabsorve.

Olhe entre vocês, por exemplo, aqueles que, hoje, não bebiam mais café e bebem café, ou aqueles que não comiam mais tal alimento e que voltam a comê-lo.

Ou outros, ao contrário, que ficam incomodados por esses alimentos que eles, no entanto, tinham prazer em comer.

É um convite da Inteligência da Luz, de seu Coração do Coração, para não mais alimentar-se durante dois a três dias, e você verá que todos os distúrbios digestivos não terão mais razão de ser, quaisquer que sejam.

Não, unicamente, digestivos, todas as funções que estão situadas nessa parte do corpo, mas, como eu disse, também, nos pensamentos, no mental e nos casulos sutis.

Então, é claro, pode haver carências, reais, se esse jejum dura demasiado tempo.

Mas, aí, eu não falo da mesma coisa que uma alimentação seletiva como, por exemplo, havia sido dado pelo Arcanjo Anael e eu mesmo, há numerosos anos.

Nutrir-se de prana, isso já existe, há cada vez mais testemunhos.

Eu não lhe digo para nutrir-se de prana, eu lhe digo para nutrir-se de partículas vibrais, não é, absolutamente, a mesma coisa.

E seu baço é perfeitamente capaz de metabolizar isso.

Eu o lembro de que o que é importante não é mais o quantitativo.

Por exemplo, eu vou tomar um exemplo: há padrões de açúcar no sangue.

Há irmãos e irmãs que têm açúcar no sangue muito elevado – isso se chama diabetes, não é? – E, no entanto, não têm qualquer desequilíbrio ligado a esse excesso de açúcar.

E há seres que têm hipoglicemias.

Mas, o que é importante, é que a Luz, quando ela entra, a partícula vibralquando ela entra pelo baço, ela é metabolizada no estômago e no segundo chacra, e no fígado.

E essas partículas vibrais vão – são fótons, as reunidos, você sabe – elas vão, de algum modo, tornar mais vivas as moléculas fisiológicas normais de seu sangue, quer seja o açúcar no sangue, quer sejam as vitaminas.

E, naquele momento, todos os padrões fisiológicos que você conhecia, que a medicina tem estudado, não têm mais curso, se posso dizer.

É claro, não para toda a humanidade, mas para certo número de vocês; é a você que cabe verificar.

Eu creio que o humano está tão habituado a comer que, mesmo se ele não tem fome, ele vai ter o prazer de trocar, de colocar coisas na boca.

Suprima esse desejo e esse prazer durante dois dias, sem se violentar, e você verá.

Portanto, ao nível da alimentação, respeite a Inteligência da Luz e a inteligência de seu corpo.

Não reaja mais, dizendo-se «mas se eu não como isso, eu vou ter uma carência nisso».

Isso não é maisabsolutamente, verdadeiro, uma vez que as moléculas, mesmo se sejam insuficientes, vão tornar-se mais vivas, se posso dizer e, portanto, mais eficazes.

Portanto, não se preocupe com isso.

Aliás, muitas doenças ditas metabólicas, eu creio, ou de sobrecarga, quer seja em açúcar, em gordura, em álcool, no que você quiser, são profundamente melhoradas, já, pela nutrição prânica, então, você pode imaginar bem o efeito da nutrição vibral em relação aos seus alimentos.

Você sabe, em minha vida, eu não fazia uma única refeição sem abençoar essa refeição.

Será que você pensa em abençoar sua refeição?

Porque isso transforma, jáo alimento que você vai ingerir.

E se você suprime os alimentos, você verá que é ainda mais eficaz.

Mas não faça isso durante dez dias, hein?


Você não poderá manter; mesmo aqueles que têm o hábito de fazer jejuns.

Faça isso por dois ou três dias, e você verá as transformações, se você já jejuou, que serão muito mais rápidas no que pode estar deficiente, ainda, em você, quer seja uma doença, emoções, mental ou, mesmo, percepções que você não tem, ou percepções que o incomodam.

Você verá que você se tornará mais forte, mais luminoso e mais íntegro também, no que você é.

Você vê, efetivamente, que as necessidades fisiológicas são profundamente transformadas, quer seja para o sono, quer seja para a própria atividade de todos os dias, quer seja para seu humor, quer seja para o que o incomodava anteriormente e que, agora, faz apenas superficialmente ou, ao contrário, se você resiste, faz-lhe ainda mais mal do que antes.

Mas a solução está em você.

Ela não está em um alimento, ela não está em seu cônjuge.

E tudo o que permite aumentar sua Autonomia e sua Liberdade deve ser privilegiado.

Aproveite disso, enquanto ainda há tempo.

E, depois, isso lhe permitirá, também, se há uma defasagem entre a Ascensão, propriamente dita, quer seja nos Círculos de Fogo ou alhures, a intervenção dos irmãos Arcturianos ou Vegalianos ou Andromedianos na Terra permitirá a você manter-se sem sofrer, se não há sincronia total.

Mas nós fazemos de modo que haja uma sincronia total para todo mundo, é claro.

Então, sim, o jejum curto total é importante durante este período.

Aliás, você está no período da quaresma, eu o lembro, hein?

Você está antes da Páscoa; não há melhor período do que agora.

E depois, se você constata que tem distúrbios digestivos, faça, também, o teste do jejum, você nada arrisca.

O que é que você quer arriscar?

Uma doença?

Morrer?

Mas é uma chance inesperada.

Questão seguinte


Questão seguinte.

Questão: há uma ligação entre a eletro-sensibilidade e a químico-sensibilidade?
Se sim, qual é e como sair disso?


Post. e Formatação
http://semeadorestrelas.blogspot.com

Tradução e Divulgação
Célia G.

Imprimir ou Salvar em PDF

3 Mais Lidas do Blog

DOAÇÃO/MANUTENÇÃO


– DOAR – Abro este canal para doações espontâneas para este blog, sem qualquer compromisso, qualquer valor auxilia a manutenção deste espaço.
Opção de deposito: Caixa E.Federal - Ag:0505 -
Conta:013-00007103-7 L.A.P.M.B.
Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...