07/02/2015

ARCANJO ANAEL - A MASCARA -

"Cabe a vocês ... retirar a máscara ou 
continuar a portá-la".

Eu sou Anael,
Arcanjo.
Transmitido por
Air

Eu venho a vocês para abrir o espaço da Celebração.

A Celebração é reconhecer que a Liberdade sempre esteve aí, vocês tinham apenas que acolhê-la.

A Celebração é reconhecer que a Paz sempre esteve aí, e que vocês podem, a partir de agora, fazer dela sua morada.

A Celebração é reconhecer que sua natureza é o Amor e a Sabedoria.

A Celebração é reconhecer que, entre o Um e vocês, nada há que não o Um, que os coloca, assim, na Unidade.

A Unidade, reconhecimento do Um pelo Um, que sempre esteve aí e que não para de ser celebrada.

Celebração, ainda, do reconhecimento de que o outro nada é que não o Um.

Reconhecer, igualmente, que, entre vocês e nós, vocês pensavam que havia uma distância, mas que, em definitivo, nada há.

Nós somos vocês, como vocês são nós, não no corpo de carne, não em qualquer manifestação, mas o que vocês são por essência, nós o somos.

Então, a Celebração convida-nos a acolher o Um.

Tanto nesse mundo como no Céu há apenas Um, que nós somos.

A Celebração é enterrar o que jamais foi Verdade, e que vocês podem verificar por si mesmos.

É enterrar com as consequências da crença de viver isolado, separado.

Porque, como o Um poderia ser separado do Um?

O Um reencontrado, Celebração da Unidade, Celebração da Paz, porque não há que se assegurar, não há mais guerra a fazer.

Isso vocês veem, essa é sua Verdade.

Então, tudo é leve, tudo é Humildade porque, como o Um poderia ver-se maior do que o Um?

Tudo é Simplicidade, porque o Um não pode complicar-se a Vida.

Tudo é Transparência, porque o Um reconhece-se no jogo dos espelhos, no Jogo da Criação.

Tudo é Infância, porque o Um maravilha-se do Um.

Ele acolhe todos esses espelhos com Alegria, admiração e Amor.

Então, o que vocês querem esperar?

O fim de uma ilusão que jamais foi Verdade?

O que vocês querem esperar, enquanto a Verdade sempre esteve aí, esperando o fim de sua experimentação da ilusão?

O Um fez o Juramento e a Promessa de reconhecer-se.

E isso apenas pode ser Agora, porque, tão verdadeiro como o passado jamais existiu, nenhum futuro pode apresentar-se.

A Celebração coloca-se no Eterno presente, Canto de Glória, Dança da Vida.

Aí está não o que lhes é prometido, mas o que está aí, assim que o lugar é dado ao Um.

Não que ele tenha partido, mas, simplesmente, que ele brincou de esquecer-se.

Mas, qualquer que seja a máscara que vocês tenham portado, o Um sempre esteve colocado exatamente aí, atrás, a olhar brincar o esquecimento.

Cabe a vocês e essa é sua liberdade, liberdade que sempre esteve aíretirar a máscara ou continuar a portá-la.

Vocês querem, ainda, guerrear contra si mesmos, contra a Vida?

Ou vocês querem celebrar?

O Banquete está pronto, ele sempre esteve.

Cabe a vocês decidir.

Essa é nossa Fraternidade, Fraternidade do Um, que jamais parou.

Qualquer que seja a máscara que tenha sido usada, sempre a Fraternidade ressoou.

Então, se tal é seu desejo, nós os esperamos no Banquete da Vida.

Até já, no Amor.



Post. e Formatação

http://semeadorestrelas.blogspot.com
22/02/2014

Tradução e Divulgaão
Célia G.

Imprimir ou Salvar em PDF

3 Mais Lidas do Blog

DOAÇÃO/MANUTENÇÃO


– DOAR – Abro este canal para doações espontâneas para este blog, sem qualquer compromisso, qualquer valor auxilia a manutenção deste espaço.
Opção de deposito: Caixa E.Federal - Ag:0505 -
Conta:013-00007103-7 L.A.P.M.B.
Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...