29/10/2016

- ARCANJO MIGUEL -

"Não procurem mais qualquer data, porque
 tudo isso está em curso".

"O Apelo de Maria, como vocês sabem, 
realizar-se-á assim que os sinais 
celestes e as Trombetas 
forem ouvidos".

"O tempo do esquecimento terminou".

Eu sou Miguel,
 Príncipe e Regente das Milícias Celestes.

29 de set de 2016

Bem amadas Sementes de Estrelas, na Festa dos Arcanjos, eu me apresento a vocês.

Por minha Espada de Fogo e de Amor, recebam bênçãos, saudações.

… Silêncio…

Eu venho, por minha presença, significar-lhes minha vinda em seu céu, de modo formal e material, para liberar o que deve ser liberado nessa cena final da Terra, e mostrar, aos seus olhos e à sua consciência, a vitória da Luz, quaisquer que sejam as circunstâncias nesse mundo.

Cada consciência humana encarnada está, hoje, no local que lhe foi atribuído pela Luz e pela Verdade.

Nos eventos que se desenrolam, atualmente, em sua Terra, como em seu Templo, realiza-se o conjunto de profecias editadas há numerosos séculos, e que ilustra a última batalha resultante da vitória da Luz – entre aqueles que se opõem entre si, servidores da sombra ou servidores da ignorância, que atualizam e que dão a ver a realidade da instalação da Luz, da dissolução iniciada a partir das Núpcias Celestes.

Eu tenho a honra, neste dia, não, unicamente, de significar a minha presença em seus céus, (Obs: S. Estr. Miguel se manifesta na forma física nos "meteoros" na energia desses corpos do espaço que rasgam os campos magnéticos que nos limitam e aprisionam nesta dimensão.)preliminar à limpeza do Éter – não sobre a Terra, mas nos planos intermediários – dos resíduos das Forças Arcônticas, precipitados sobre a Terra para ali viver, por sua vez, a purificação, a transformação e a Liberação.

Quaisquer que sejam as circunstâncias individuais de suas vidas e de suas consciências, tenham certeza de que lhes será feito, muito exatamente, segundo sua fé, segundo sua consciência e segundo sua escolha de alma ou de Espírito.

Nada foi deixado ao acaso, nada foi desviado do que devia ser corrigido e retificado.

Desenrola-se, doravante, no plano o mais denso da Terra não, unicamente, a realidade e a verdade das profecias, mas os Tempos Finais, que veem a revelação do que lhes é, ainda, escondido nesse plano, que revela, no mesmo tempo, o que lhes resta a revelar ao nível de sua consciência, do que vocês são, de sua história além da história terrestre, e do futuro para além de todo confinamento.

Os sinais e as premissas que se vivem, agora e já, coincidem, mais ou menos, com o Apelo de Maria.

Ele sobrevirá e vocês sabem disso – apenas quando o último sinal celeste não puder ser ignorado por quem quer que seja.

Contudo, antes que essa visibilidade seja efetiva com seus olhos de carne, eu venho arar o céu, para abrir o que restava a abrir ao nível da última camada isolante da Terra.

As perturbações nomeadas geofísicasque são a nenhuma outra similares na história da humanidade – são apenas os testemunhos da expansão da Terra, a partir de seu plano físico até sua dimensão final.

Não tenham qualquer temor, tanto no plano da matéria como no plano do que vocês são.

Paralelamente a esses eventos, o processo da fé, o processo do Amor vai tocar cada vez mais irmãos e irmãs humanos que, até aí, nada viam, nada sentiam e nada ouviam.

Essa mensagem não se dirige, unicamente, a vocês, irmãos e irmãs humanos abertos, despertos ou liberados, mas, também, ao conjunto de consciências ainda adormecidas, por medo, por esquecimento ou, simplesmente, porque, para elas, o tempo não havia chegado.

Seu posicionamento, de vocês, despertos, onde quer que vocês estejam nessa Terra é, muito exatamente, o posicionamento que é necessário, não para vocês – porque vocês nada têm a temer, nada a recear – mas para permitir, por sua vez, não mais serem, unicamente, Ancoradores ou Semeadores de Luz, mas, sim, como foi anunciado, os Pilares de Luz em um mundo que desaparece para deixar o lugar para um novo, quer seja nessa Terra ou em seu destino final.

O conjunto das Forças Arcangélicas, assim como da Confederação Intergaláctica dos Mundos Livres está, doravante, posicionado não, unicamente, em torno do Sol – como foi o caso há numerosos anos –, mas, diretamente, na atmosfera de sua Terra.

Isso significa que, além da visibilidade pontual de alguns desses elementos, qualquer que seja a dimensão deles, inúmeros de vocês, despertos ou não, são chamados a viver encontros de outro tipo, que não correspondem mais, unicamente, à abertura à multidimensionalidade, tal como representada pelos contatos com a natureza e seus povos, mas, também, de maneira muito mais direta e incisiva, se posso dizer, com as forças plurais da Confederação Intergaláctica dos Mundos Livres.

Nesses contatos, qualquer que seja a forma deles – visual ou aproximada, multidimensional ou terrestre – cada um de vocês é levado, nas semanas que vêm, a ser contatado por diversos contingentes da Confederação Intergaláctica dos Mundos Livres.

Não se trata de uma abdução, propriamente dita – porque, vocês sabem, cada um de vocês deve passar pela Porta Estreita do Apelo de Maria –, mas, bem mais, de um condicionamento, de uma contextualização que vem reforçar sua base, sua certeza, sua fé.

Nós o dissemos, em múltiplas reprises: quaisquer que sejam os véus que haviam sido colocados sobre suas consciências e sobre a Terra, vocês jamais estiveram sós, vocês jamais foram abandonados por quem quer que seja.

Tudo isso vai revelar-se nos próximos dias e nas próximas semanas, tanto na intimidade de seu leito como ao longo de seus dias, em suas cidades e em seus campos, em qualquer ponto da Terra.

Os sinais celestes, que traduzem a minha presença em vocês e em seu céu, intensificam-se, doravante, como jamais existiu, por dezenas de milhões de anos.

Tenham certeza de que, qualquer que seja o aspecto aparente de uma destruição qualquer, não é nada disso.

Todos esses eventos participarão, quer seja a Confederação Intergaláctica dos Mundos Livres em presença, quer seja o que vocês nomeiam asteroides ou meteoritos, fazem apenas preparar e instalar a atmosfera que eu qualificaria de propícia ao recolhimento e, em definitivo, à estase.

Vocês constatarão, por vezes, de maneira paradoxal e muito lógica, do ponto de vista da Luz que, progressivamente e à medida da sobrevinda desses eventos físicos, geofísicos, celestes e humanos, quaisquer que sejam o teor e a importância deles, sua consciência expandirá, cada vez mais, para a Alegria, a Felicidade e a Eternidade.

Vocês não têm, portanto, nesse nível também, nada a temer, nenhuma privação; a Luz nutrirá vocês, a Luz vai guiá-los, a partir do instante em que vocês a acolhem sem restrições e sem condições, entregando, assim, seu Espírito nas mãos da Fonte.

O paradoxo será o seguinte: a cada elemento que for tocado, em uma das estruturas de seu planeta, corresponderá um despertar, em vocês, dos últimos elementos da própria Existência (estado de ser), situada, eu os lembro, ao nível de seu sacrum.

Quaisquer que sejam os sinais físicos, energéticos, vibrais, o mais importante não está aí, mas nos resultados obtidos na qualidade e no afinamento de sua supraconsciência em manifestação e em encarnação agora, na totalidade, em sua consciência comum.

O desenrolar de suas vidas, o desenrolar de seus dias e de suas noites mudará, radicalmente.

Eu não falo, aqui, de consequências diretas de minha vinda, mas, bem mais, do ajuste de sua consciência à Existência, à Eternidade, com muito mais facilidade e evidência do que até agora, mesmo se, hoje, vocês vivam o Si ou a Liberdade.

Sua irradiação de Luz será onipresente, e mantém uma Alegria e um estado de Paz que nenhuma ferida, que nenhum dano, que nenhuma circunstância social, geofísica ou celeste poderá alterar, bem ao contrário.

Há, portanto, em vocês, agora e já, as premissas de minha ação, não mais através das Núpcias Celestes, mas, bem mais, através da realização completa e final de sua eternidade, aqui mesmo, no plano em que vocês estão, de momento.

Inúmeros mecanismos serão, para vocês, novos; eu não falo, unicamente, de acessos aos planos invisíveis, de acessos à minha Presença ou de acesso à Confederação Intergaláctica dos Mundos Livres, mas, sim, de uma mudança radical da consciência global, quer ela seja limitada, quer ela seja Eternidade.

O que foi nomeado supramental ou a supraconsciência tornar-se-á, para inúmeros de vocês, uma evidência e uma segunda natureza, que toma o lugar da natureza humana efêmera.

Lembrem-se de que nada há a praticar, não há qualquer treinamento nem qualquer preparação, e apenas acolher a Verdade.

Tudo isso será apoiado pela presença inumerável, tanto dos povos da natureza como da Confederação Intergaláctica dos Mundos Livres, em qualquer dimensão que seja, mas, sobretudo, pelo que eu acabo de descrever como elementos novos, que se insuflam em sua consciência, que põem fim ao esquecimento, que põem fim aos últimos véus de separação, talvez, ainda presentes.

Minha presença põe fim, também – de maneira muito rápida e, em alguns casos, de maneira fulguranteporá fim às últimas resistências, às últimas dúvidas, aos últimos medos e aos últimos elementos de atração a esse mundo, de atração à vida nesse mundo.

Não há qualquer questão a colocar-se em relação a isso, porque a evidência disso será tal, que ninguém poderá dizer que não sabia.

Sua emanação de Luz como ser eterno tornar-se-á visível, espontaneamente, sem alinhamento, sem condição preliminar, sem meditação; essa se tornará, como eu o disse, sua nova natureza ou uma segunda natureza.

A Alegria, a Paz, a serenidade serão as testemunhas palpáveis disso.

Não se aborreçam se, nas semanas a vir, certo número de elementos de suas vidas, ainda consciente ou inconscientemente resistentes, vejam-se removidos, de maneira que vocês poderiam qualificar de mágica.

Mesmo nisso, vocês nada têm a temer, mesmo nisso, vocês nada têm a recear, vocês têm apenas que estar presentes em sua vida, no que ela os exortará a ser, pela Inteligência da Luz porque, em definitivo, vocês sabem, mesmo sem vivê-lo, que vocês são essa Eternidade.

O processo do Fogo do Espírito, além das Coroas radiantes do coração e da cabeça, acende-se, doravante, e focaliza-se ao nível das Portas inferiores de seu corpo, do mesmo modo que o Fogo do Espírito toma o lugar da Onda de Vida ao nível de seus pés.

Os mecanismos similares a sensações de queima, a sensações de aquecimento ou, mesmo, de mal-estares extremamente intensos e rápidos, não devem afligi-los desmesuradamente.

Sua saúde nada arrisca, qualquer que seja a importância dos sinais vividos que vão, eu o repito, até o mal-estar, fazem apenas traduzir a instalação definitiva da Existência (estado de ser).

O que lhes era, ainda, escondido em sua intimidade, ao nível do que vocês nomeiam subconsciente ou inconsciente, aparecer-lhes-á claramente, em toda clareza e em toda lucidez.

Quer seja sob a forma de flashes, de intuições, de sonhos, os eventos precitados tomarão um aspecto brutal e rápido, que não tocará a Alegria que, ela, será concomitante.

A cada evento pessoal e íntimo, qualquer que seja, corresponderá um aumento nítido e visível da Alegria, da Paz e da serenidade.

Mais do que nunca, neste período, é-lhes solicitado, por sua consciência e pela Luz, para estarem no acolhimento, sem condições, do que se produzirá nesse corpo, nesse corpo e em sua consciência.

As provas flagrantes da instalação da Luz não poderão ser negadas.

Mas cuidado para não recaírem na dualidade, mantenham a Unidade, não procurem compreender, mas vivam, plenamente, o que há a viver, para cada um de vocês.

Como nós estamos, há anos, de maneira cada vez mais visível, vocês poderão, nesses momentos, acelerar o processo chamando-nos, não para apagar uma dor ou um mal-estar, mas para que ele, mesmo ao custo de um apogeu importante, encontre-se resolvido em um tempo muito curto.

Os momentos de Silêncio, os momentos de jejum, os momentos de recolhimento (sozinho ou em grupo), os momentos de oração, os momentos na natureza, os momentos de contato, quer seja com os povos da natureza ou conosco, serão tantas ocasiões privilegiadas para reforçar sua fé, sua base, e finalizar, se já não foi feita, sua transubstanciação.

O Apelo de Maria sobrevirá no início, no curso ou no final desse período porque, como vocês sabem, não é nem a Terra nem nós, nem Maria, nem a Fonte que decide, nem vocês, mas é da interação desse desvendamento da Luz completo e das reticências ou reações coletivas que poderão manifestar-se, que ditará o calendário da sucessão dos eventos que devem advir.

Os sinais serão inumeráveis: nos céus, sobre a Terra, em seu corpo, em sua consciência e na sociedade.

Não vejam nesses sinaisquer eles sejam os mais detestáveis, na pessoa ou na sociedade, como na Terra e no céu – qualquer aniquilação, mas, bem mais, a ressurreição da Luz, na totalidade.

Eu começo, nesses dias, a tocar sua Terra por minhas contrapartidas que vocês nomeiam celestes, a saber, asteroides e meteoritos.

Lembrem-se: em cada circunstância em que isso lhes pareça difícil – apesar da Paz e da serenidade –, que lhes basta acolher, sem condições, o que quer que se desenrole em seu corpo, o que quer que se desenrole em sua consciência.

É por esse Abandono total à Luz que vocês crescerão, que experimentarão a Alegria, sem qualquer reticência, sem qualquer obstáculo, qualquer que seja o evento que vocês tenham a viver nesses tempos.

Assim, vocês são convidados a recolher-se, quando o desejarem, a cada dia, cada noite, ainda que apenas cinco minutos, não para conectarem-se uns aos outros, mas para conectar-se, de maneira direta, ao que resta de Existência a descer em vocês ou a ressintetizar-se em vocês.

O que foram nomeadas as Portas e, em especial, as Portas inferiores de seu corpo, ao nível do sacrum, tornam-se, atualmente, extremamente ativas.

Não se preocupem com os mecanismos que os acompanham, qualquer que seja a forma, seja a mais penosa ou a mais alegre.

Mantenham sua atenção e sua consciência no acolhimento da Luz, nos momentos de Paz, nos momentos de Silêncio, nos momentos de jejum, nos momentos de recolhimento.

Qualquer que seja sua dose de atividade, ser-lhes-á indispensável recolher-se, em si, sem pedido, simplesmente, estando aí.

O Apelo da Luz torna-se uma injunção formal da Luz pela qual vocês demonstrarão, não uma submissão, mas um reconhecimento para consigo mesmos.

Assim conclui-se, em um tempo muito próximo, o Face a Face que vocês todos vivem, qualquer que seja seu estado, qualquer que seja sua idade, já há numerosos meses.

Em nada vejam uma negligência qualquer, em nada vejam um ataque qualquer de uma sombra, qualquer que seja.

É-lhes solicitado, neste período específico, não para terem a força, não para serem potentes, mas para serem doces e humildes; é o melhor modo de recolher-se, de acolher a Luz e de acolher a Verdade.

A vibração Arcangélica acompanha-os especificamente, de um modo diferente que os povos da natureza.

Nós vimos até vocês para pacificar, de maneira forte e rápida, o que deve sê-lo, para pô-los em adequação total, ao mesmo tempo, com o que vocês têm a viver nestes tempos e o que vocês têm a tornar-se nestes tempos, que prefiguram, de algum modo, seu destino, seu percurso e sua liberação.

É desejável, durante este período, quaisquer que sejam os estímulos exteriores, permanecer no acolhimento e no recolhimento.

A oração, no sentido o mais nobre, será eficaz, além de toda expectativa, sobretudo se essa oração venha, é claro, de seu coração e não da satisfação pessoal de uma circunstância correspondente à pessoa.

Vocês são convidados, como eu dizia, à humildade, ao desaparecimento, vocês são convidados a deixar ser, real e inteiramente, o que vocês são, de toda a eternidade, como foi repetido inumeráveis vezes.

Assim, o plano do Eterno, o plano da Ascensão da Terra, o plano da Liberação coletiva chega à sua fase encarnada e material.

Não procurem mais qualquer data, porque tudo isso está em curso.

O Apelo de Maria, como vocês sabem, realizar-se-á assim que os sinais celestes e as Trombetas forem ouvidos.

Mas já, anteriormente, ou seja, a partir de hoje, o que eu disse concernente à proximidade das Forças da Luz insuflará sonhos e intuições, insuflará a Visão do coração, a visão da Eternidade, a visão de quem vocês são, de maneira cada vez mais nítida e cada vez mais intensa.

Retenham, sobretudo, que qualquer que seja a importância das manifestações de seu corpo ou em sua vida, elas, estritamente, nada são, a partir do instante em que vocês acolham e recolham-se, a partir do instante em que vocês orem, para uma ajuda ou, simplesmente, para estar em acordo total com a Eternidade.

Isso não é um pedido, é uma comunhão, é uma fusão, é um estado de Graça.

O que quer dizer, também, que aqueles entre vocês, ainda adormecidos, despertos, que vivem o Si ou que são liberados vivos, terão uma capacidade nova e flagrante de permanecerem conectados, de permanecerem ligados, qualquer que seja o estado de seu corpo e de sua vida.

Nessa ocasião, vocês reapreciarão, de maneira evidente, o que é efêmero e o que é eterno, o que os leva, pela revelação da Eternidade – cada um em função de sua fase e de seu grau – a manter, sem esforço, um estado de Amor como só, até agora, as Chamas gêmeas, alguns contatos com os povos da natureza e algumas experiências místicas eram capazes de revelar.

Quando vocês forem tocados, será de modo rápido e imediato, sem aviso prévio.

Retenham que, naquele momento, o recolhimento e o acolhimento são, se posso dizer, seus principais trunfos.

Não há necessidade de palavras, não há necessidade de pensamentos, não há necessidade de gestos, há apenas necessidade da pureza de intenção de seu coração, que lhes demonstra, assim, a si mesmos, sua capacidade real para ser o que vocês são, de toda a eternidade.

Assim dissolver-se-á, em vocês, tudo o que pode restar de efêmero, tudo o que pode restar de controle, tudo o que pode restar de resistências ou de medos.

Eu os convido, então, a comunicar essa mensagem por forma escrita ou por forma oral, da maneira a mais intensa e mais rápida possível.

Aí está a breve mensagem que eu tinha a transmitir-lhes; ela é concisa, precisa, nítida, e não sofre qualquer discussão.

Permitam-me, antes de deixá-los em sua vida, apresentar-lhes o Fogo de minha Espada, o Fogo da Redenção, o Fogo do Espírito e o Fogo de Cristo.

Nisso, eu termino minha intervenção de hoje, abençoo a todos, sem qualquer exceção – quer vocês estejam em oposição ou em acordo total com o que eu acabo de dizer, nada muda.

… Silêncio…

Eu terminarei por essas palavras: é tempo de lembrarem-se de que vocês são apenas pura Luz, em qualquer forma, em qualquer manifestação que seja.

O tempo do esquecimento terminou.

Eu sou Miguel Arcanjo,
 Príncipe e Regente das Milícias Celestes, seu servo.

… Silêncio…

Nós estamos aí, doravante.

… Silêncio…

Em nome da Luz, em nome de Cristo, em nome de Maria, em nome da Verdade, recebam e acolham.

… Silêncio…

Estejam presentes, a si mesmos e ao Amor.

Todo o resto tornar-se-á apenas vaidade e vã esperança.

… Silêncio…

Eu os saúdo.

… Silêncio…

Até breve.




Post. e Formatação
Semeador de Estrelas

http://semeadorestrelas.blogspot.com

Tradução e Divulgação
Célia G.
Leitura Para os Filhos da Luz

Um comentário:

Comentários não relevantes com a mensagem e possuidores de links não serão publicados, assim como comentários ofensivos a quem quer que seja.

Imprimir ou Salvar em PDF

3 Mais Lidas do Blog

DOAÇÃO/MANUTENÇÃO


– DOAR – Abro este canal para doações espontâneas para este blog, sem qualquer compromisso, qualquer valor auxilia a manutenção deste espaço.
Opção de deposito: Caixa E.Federal - Ag:0505 -
Conta:013-00007103-7 L.A.P.M.B.
Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...