07/02/2017

OMRAAM (Aïvanhov) Parte II - A Liberação -

"Mas o que é que acontecia quando vocês morriam"?

"Vocês aterrissavam do outro lado e vocês continuavam
com exatamente as mesmas ideias,
 os mesmos pensamentos".

"Simplesmente, não havia mais o corpo".

"O ambiente era mais luminoso, mais atraente, reencontrava-se
 as pessoas que se havia perdido de vista, etc.."

"Mas era também um confinamento".

"Isso não é a Liberdade".

"É a liberdade em relação a este lado aqui, onde vocês 
ainda estão, mas não é a Liberação".

"É uma certa forma de liberdade, quer dizer, que fez vocês
 passarem da prisão para o pátio da prisão".

"Mas há outra coisa, ainda depois". 

OMRAAM (Aïvanhov) 

Pergunta: aqueles que agora, hoje, estão em negação sobre o que acontece, viverão a Translação? e em quais Dimensões eles estarão, eles podem retomar um caminho de despertar?

Esse momento final, que você chama de Translação, os faz aterrissar em um lugar, isso é tudo.

Agora, se vocês viveram a Infinita Presença, se vocês são Absoluto com forma, vocês sabem muito bem o que vocês São.

Nesse momento, vocês não têm de se colocar a questão onde vocês vão, uma vez que vocês já chegaram.


É o mundo que deve chegar em algum lugar, mas não vocês, uma vez que vocês, vocês não são mais deste mundo.

Vocês estão sobre este mundo, mas vocês já são, como vocês o experimentam, de outros lugares.

Não em renúncia deste mundo, mas em espiritualização deste mundo.

Vocês estão à frente um bilionésimo de segundo.

E nós jamais lhes dissemos que a Humanidade ia Transladar.

Nós dissemos que a Humanidade estava Liberada.

O que é que isso quer dizer “estar Liberada”?

É reencontrar essa reminiscência da Luz, reencontrar o que vocês São.

Quando vocês reencontram o que vocês São, não há mais questões, onde quer que vocês estejam, onde quer que vocês vão, o que quer que vocês se tornem como forma, ou sem forma, isso não tem nenhuma espécie de importância, uma vez que vocês estão, realmente, ali onde vocês São.

Isto quer dizer não mais somente este corpo, não mais somente esta Dimensão, não mais somente uma outra Dimensão, ou o Sol, como aqueles que aí passearam no Corpo de Estado de Ser, no final das Núpcias Celestes (aí houve muito poucos, nesse momento, em todo caso deste país, mas muito mais de outros países que, eles, estavam já muito mais Liberados)

Portanto, a Liberação da Terra, é a Ascensão da Terra em sua nova Dimensão de vida.

Sua Liberação, a sua, é viver, não unicamente a Translação (uma vez que a Translação ou a Ascensão, ela os conduz a um destino que é íntimo e próprio a vocês), mas no nível da Liberação, é restabelecer, pelo Coração Ascensional, pelo Canal Mariano, a filiação, como disse MARIA, à Luz. 

Esta filiação à Luz, vocês o compreenderam, ela o repetiu, está ligada essencialmente ao ponto ER da Cabeça e ao ponto ER do Timo, quer dizer o 9º Corpo.

É aqui que se situa a multidimensionalidade e não em outro lugar.

Então, é claro, houve condições prévias que permitiram reunir o ponto ER.

É também o que o Arcanjo ANAEL lhes desenvolveu largamente e ele chamou isso, em latim, de HIC e NUNC, quer dizer, Aqui e Agora. 

Mas Aqui e Agora, o tempo presente, a potência, o poder do Instante Presente, vocês têm muitos seres sobre a Terra que vivem o Despertar e que o testemunham.

Vocês têm muitos (alguns dos quais são muito conhecidos hoje) e que dissociaram esse Despertar de qualquer noção, não de espiritualidade, mas do Espírito.

O que quer dizer que eles viveram o Despertar e eles transcreveram o que eles viveram para conduzir as pessoas em seus intelectos, em seus pensamentos, para se aproximar e talvez viver o que eles viveram. 

Mas nós sempre dissemos: “o Despertar não é a Liberação”.

Não parem em um caminho para compreender que não há caminho.
A negação, hoje, em um dado momento, o que é que isso vai se tornar?

Ou o medo, ou a raiva. 

Aquele que se preparou Interiormente não tem necessidade de sinais exteriores, mesmo se der prazer ver os sinais exteriores e mesmo se alguns sinais lhes foram dados, para estes momentos extremamente específicos, para confortá-los (intelectualmente, mas não Vibratoriamente) no que se vivia no Interior de vocês.

Houve várias ocasiões e várias oportunidades para isso.

Seja pela presença de MIGUEL (que não terminou de se manifestar), seja pelas Linhas de Predação das quais eu falei: tudo isso lhes dá marcadores.

Mas os marcadores não estão destinados a fazê-los ir a tal lugar ou a tal outro lugar: são marcadores, para vocês, Interiores. 

Portanto, quando vocês vivem a Luz (eu não falo de ver a Luz com o terceiro olho ou de sentir um chakra que faz cócegas), mas verdadeiramente quando vocês estão Liberados, vocês o sabem, vocês não têm de se colocar questões.

Vocês não se colocam mais a questão de saber: “eu estou Liberado, eu não estou Liberado, eu vivo isso, eu não vivo isso”.

Isso não pode mesmo lhes aflorar.

Mas, para isso, é necessário compreender que se vocês estão assim, vocês não têm, sobretudo, necessidade, nem desejo, de manifestar o que quer que seja além do que vocês São: nem a potência, nem o poder. 

Mas, para retornar a essa questão, a Ascensão da Terra, a Ascensão da Humanidade, e, antes de tudo, um processo de Liberação, quer dizer de Reconexão que foi pacientemente preparado desde tempos extremamente antigos.

Quer dizer que essa preparação, ela está ligada às Núpcias Celestes e às primeiras chegadas do Espírito Santo sobre a Terra em 1984 .

É algo que se preparou desde mais de 300.000 anos de tempo Terrestre, que necessitou, portanto, não de um trabalho, mas de ajustamentos, cada vez mais finos, da Luz, até a etapa que nós chamamos hoje, de justaposição ou de sobreposição ou de sobreimpressão (não importa)

O momento em que se reaproxima o que vocês creem ser e o que vocês São (para a Terra como para vocês, individualmente): quando ocorre esse Encontro, é claro, se o encontro for muito forte, tudo o que está em baixo explode, literalmente.

O objetivo era restabelecer essa Reconexão e viver a Liberação como uma possibilidade de ser Absoluto, em uma outra forma Dimensional ou sem forma: isso não tem nenhuma importância.

Mas aqui, aí onde vocês estão, é claro, havia cinco etapas dessa Revelação da Luz.

E essas cinco etapas lhes foram exprimidas e você exprimiu a primeira: é a negação. 

O que é que vem depois?

É a raiva.

O que é que vem depois?

É a negociação. 

O problema (não é um problema), a vantagem, eu diria, que houve em retardar (e como vocês o realizaram, nós o realizamos com vocês) o momento da Liberação, não é para fazê-los esperar ou para deixá-los como castanhas na brasa, era para permitir, justamente, que essa sobreimpressão e essa Dissolução eventual ocorra sem obstrução, sem medo, sem angústia, sem interrogação.

É claro, a humanidade está Liberada.

Agora, falar da Ascensão, cada um aí vai por sua representação, quero dizer vocês se imaginam retornar, por exemplo, à sua origem estelar, por exemplo, retornar para Sírius, por exemplo, aqui ou ali, ou, por exemplo, permanecer na Terra na 5ª Dimensão.

Mas tudo isso são apenas projeções. 

Busquem o Reino dos Céus.

Estabeleçam-se, agora, de maneira ainda mais evidente, na Infinita Presença ou no Absoluto.

Todo o resto será varrido como poeira.

Mesmo os prazos astronômicos não irão lhes importar mais, nem o prazo do Basculamento final, uma vez que vocês o vivenciaram e vocês, vocês sabem, nesse momento, que todo o jogo da Ilusão vai desaparecer, quer queira ou não. 

É o mesmo princípio.

Vamos retomar um exemplo que foi dado, eu creio, por SRI AUROBINDO ou por algum outro, esta manhã.

O exemplo, eu o retomo também: vocês vão morrer, anuncia-se que vocês vão morrer.

Vocês dizem: “Não é verdade, não é possível”.

E em seguida, vocês estão na negação, portanto, vocês recusam ver que é o fim desta vida, deste corpo.

Em seguida, após a negação, há a raiva: “não é possível que isso chegue a mim”.

É semelhante para a mudança Dimensional deste mundo e para a Ascensão, mas, sobretudo, para a Liberação. 

Como é que alguém que não vive algo pode imaginar, representar, que isso é verdadeiro?

Se vocês vão, por exemplo, falar das Cruzes Elementares, vocês sentem, realmente e concretamente, os pontos das Estrelas da cabeça, por grupos ou todas juntas.

Vocês têm, portanto, algo no nível dessa Coroa, desse chakra, se vocês preferirem, que jamais, quase nunca, foi descrito em lugar algum.

Similar para a Onda da Vida.

E quando nós chamamos isso de Onda da Vida, de Onda do Éter (essa energia que sobe do Núcleo Cristalino da Terra), em todo caso, vocês, vocês a percebem sob seus pés.

E há algum vestígio em algum lugar?

Eles são extremamente raros. 

Portanto, é claro, todos aqueles que estão instruídos para dizer que a Liberação, é o despertar da Kundalini, que a Realização, é acessar o astral e ver o astral, eles não compreenderam nada: mas eles não o podem compreender, uma vez que eles não vivem isso e como vocês querem que eles tenham a possibilidade, de outro modo a não ser por uma adesão mental ou um princípio de negação mental, de dizer que isto é verdadeiro. 

Vocês aceitam que isso seja verdadeiro (para aqueles de vocês que estão aí e que vivem isso) uma vez que vocês o vivem e talvez mesmo vocês o tenham vivido bem antes de nós falarmos através do Autres Dimensions.

Se não, para vocês, isso não quer dizer nada, lhes é mesmo impossível representar o que é a Ascensão.

Por outro lado, aquele que vive a Dissolução da sua consciência, aquele que vive as Comunhões, aquele que vive o seu próprio desaparecimento, ele não tem mais questão a se colocar por que ele sabe o que ele É, mesmo se a aparência deste mundo lhe mostrar o contrário

O problema, é que vocês têm seres que estão submissos à aparência, por meio das visões ditas astrais, com grandes arquétipos.

Como se chama aquele que lhes falou dos grandes arquétipos? Jung.

E vocês têm também aqueles que fizeram experiências com produtos, com técnicas, com drogas, que viram todos, a mesma coisa.

Mas é por que eles viram todos, a mesma coisa, que é a Verdade?

Se eles não vivem outra coisa, para eles, é a verdade.

É tão simples assim. 

Então, após a negação, eu lhes garanto que após a raiva, o medo, a negociação e a aceitação, vocês serão todos, sem nenhuma exceção (todo este sistema solar), reconectados, reconectados à Unidade.

É o que a FONTE chamou, eu creio, de seu Juramento e de sua Promessa. 

Depois, vocês façam o que vocês quiserem.

Vocês estão Livres.

Mas compreendam bem que, como alguém que vai morrer, quando lhes dizem: “vocês façam o que vocês quiserem”, se vocês disserem que amanhã vocês vão dirigir um automóvel esporte, enquanto vocês estão quase em coma, isso coloca uma preocupação, não é?

Portanto a Liberação, é a reconexão, se eu puder dizer, com o que vocês São.

Agora, depois, vocês façam o que vocês quiserem.

Aí está a Liberdade da Luz e não a pseudo liberdade, o livre arbítrio ou do karma.

É necessário de início estarem conscientes do que vocês São.

Aqueles que estiveram conscientes um bilionésimo de segundo antes, na história da Humanidade por que eles viveram a Liberação ou por que, desde anos, eles vivem as transformações (quer seja o som nos ouvidos, quer sejam as Vibrações na cabeça, as dores na cabeça, os calores no corpo, os tremores do peito, o acesso a outras esferas no nível dos sonhos), tudo isso lhes dá uma prova, mas aquele que não vive isso, que aí adere ou não, isso nada muda.

Ele não o vive.

O que é que vocês querem que ele encontre através disso?

É por isso que eu insisto, nestes últimos tempos, sobre essa noção: porque interessar-se pelo que vocês não vivem?

Eu poderia e poderiam, todos, ter lhes contado não importa o quê.

Qual é a prova da veracidade do que nós lhes dissemos?

Não é o que nós lhes dissemos, é o que vocês vivem, nada mais e nada menos.

Simplesmente, o que vocês vivem é em função de circunstâncias particulares que acompanham o retorno da Luz.

Essas circunstâncias particulares criaram circunstâncias que foram nomeadas, eu creio, históricas.

Essas circunstâncias históricas, vocês as vivem ou não.

Mas, em um dado momento, tem beleza, por exemplo, quando vocês estão agonizando, dizer: “eu não morro, eu não vou morrer, este corpo vai escapar”, é no que chega a maioria das pessoas, é claro, por que há uma negação da morte,uma negação do desaparecimento. 

Mas, se vocês aceitarem desaparecer, o que é que vai acontecer?

O momento da sua morte (eu falo da morte, eu não falo da Translação) vai ser muito mais pacífico, muito mais feliz e o lugar em que vocês vão se reencontrar depende inteiramente da maneira como vocês deixam um outro ambiente.

É por isso que vocês têm livros antigos (como os livros dos mortos egípcio e tibetano) onde certo número de ensinamentos foram se deixados ler para aqueles que partem. 

De algum modo, nós lhes demos o que havia para deixarem-se viver e ler, antes de partir.

É exatamente a mesma coisa.

Então, em um dado momento, vocês não podem fazer de outro modo (quer vocês tenham estado na negação, na raiva, na negociação) senão dizer: “efetivamente, isto é verdadeiro”. 

Mas, mais uma vez, as condições dessa passagem não são as mesmas.

Se tomamos o exemplo anterior às Núpcias Celestes: aqueles que morreram se encontravam no Astral e se reencarnaram, viam suas vidas, reencontravam os parentes, os Anjos, a Luz ao longe e se lhes dizia: “não, é necessário retornar”.

Bem, eles reencarnavam. 

Mas o que é que acontecia quando vocês morriam?

Vocês aterrissavam do outro lado e vocês continuavam com exatamente as mesmas ideias, os mesmos pensamentos.

Simplesmente, não havia mais o corpo.

O ambiente era mais luminoso, mais atraente, reencontrava-se as pessoas que se havia perdido de vista, etc..

Mas era também um confinamento.

Isso não é a Liberdade.

É a liberdade em relação a este lado aqui, onde vocês ainda estão, mas não é a Liberação.

É uma certa forma de liberdade, quer dizer, que fez vocês passarem da prisão para o pátio da prisão.

Mas há outra coisa, ainda depois. 

Então, eu vou retomar todas as expressões de BIDI, referentes ao teatro, ao observador, àquele que está sentado, àquele que joga, mas é exatamente a mesma coisa. 

Agora, lembrem-se de que a vida, não é estar no teatro, ou ser o espectador sentado em sua poltrona, ou estar no teatro, é perceber que o teatro não existe.

Mas se vocês não o quiserem, vocês são Livres.

Simplesmente, em um dado momento (que é chamado de Estalo (gatilho) ou o Basculamento), vocês estarão obrigatoriamente diante de vocês mesmos.

Diante de vocês mesmos, é o quê?

É diante da Luz, uma vez que vocês são a Luz.

E nesse momento, vocês irão apreciar esse retorno à Luz, mesmo se no instante anterior, era assustador uma vez que era o desaparecimento, uma vez que isso queima o corpo, uma vez que é um fogo devorador que devora tudo, de amor inextinguível e indizível, cujo menor aspecto encarnado (mesmo no amor o mais ideal) é apenas um pálido reflexo

Não há senão as Comunhões, não há senão as experiências de Êxtase, de Comunhão com um Duplo, qualquer que ele seja, ou de Dissolução, que lhes permitiram se aproximarem da realidade que é, quando se deixa este tipo de forma que vocês têm, nesta Dimensão e neste confinamento. 

Mas todo o mundo passará por esse momento, quer dizer o Juramento e a Promessa, ou se vocês quiserem, o Basculamento, o momento em que vocês são lembrados do que vocês São.

Agora, depois, se vocês decidirem permanecer na experimentação da consciência, não importa: vocês são Livres.

Mas compreendam bem que a Terra, ela, ela decidiu outra coisa.

Portanto, todo o mundo será Liberado, todo o mundo viverá uma Translação ou uma Ascensão.

Mas não é necessário acreditar que a palavra “Ascensão”, é ir para a 5D, ou imaginar que vocês já estão na 4D.

Isso nada tem a ver. 

A passagem da 3D (3D Dissociada) para a 5D é a Liberação.

A Liberação é um fato adquirido para o conjunto da Humanidade.

Agora, vocês Transladam onde bem lhes parecer.

Conforme a sua Vibração ou conforme o Absoluto que vocês São, as condições dessa passagem são profundamente diferentes. 

Eu falo agora da morte, eu retorno ao exemplo anterior, eu não falo mais da Translação ou da Ascensão: alguém que morre e que morre em paz, tendo o sentimento de ter resolvido todas as suas problemáticas.

Vai se reencontrar, mesmo se fosse no astral, aliviado.

Ele terá mais capacidade para se elevar ainda mais e para se aproximar da Luz, para ir ver do outro lado.

Mas aquele que passou trinta anos da sua vida (e esse era o próprio princípio do confinamento), por exemplo, a ruminar uma obsessão, quando ele estiver morto, isso não mudará nada: ele continuará a girar ao redor da sua obsessão.

Ele não verá nem os anjos, nem os desencarnados, nem os próximos, que vieram acolhê-lo.

Ele estará confinado a ele mesmo, uma vez que o mental é confinante. 

O mental não existe, ali onde nós Estamos.

O mental decorre diretamente do confinamento.

A necessidade de explicar, a necessidade de compreender, a necessidade de ordenar, a necessidade de coordenar, a necessidade de justificar: tudo isso pertence a este mundo, mas não quando vocês estão na Transparência.

Portanto, sim: Liberação para o conjunto do sistema solar.

Sim: mudança Dimensional, seja para a 3D unificada, seja para o Absoluto, seja para uma Dimensão que os agrade: isso, é, eu diria, a sua escolha, o seu problema, eventualmente. 

Mas a Liberação é um fato adquirido e o mais importante é a Liberação.

Depois, vocês façam o que vocês quiserem.

Aliás, estamos contratando.

Os Arcontes também por que eles estão com dificuldade para manter os últimos mundos que vamos visitar em breve.






Pergunta: em uma Dimensão além da 3ª Dimensão dissociada, estamos na a-consciência, ou ainda estamos em uma consciência experimentando alguma coisa?










Post. e Formatação
Semeador de Estrelas.
http://semeadorestrelas.blogspot.com

Tradução para o português: 
Ligia Borges

Edição:
 Andrea Cortiano e
 Zulma Peixinho
Portal dos Anjos. 

Mensagem do Venerável OMRAAM (Aïvanhov) no site francês:
1º de dezembro de 2012 - 1

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Comentários não relevantes com a mensagem e possuidores de links não serão publicados, assim como comentários ofensivos a quem quer que seja.

Imprimir ou Salvar em PDF

3 Mais Lidas do Blog

DOAÇÃO/MANUTENÇÃO


– DOAR – Abro este canal para doações espontâneas para este blog, sem qualquer compromisso, qualquer valor auxilia a manutenção deste espaço.
Opção de deposito: Caixa E.Federal - Ag:0505 -
Conta:013-00007103-7 L.A.P.M.B.
Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...