30/09/2017

MARIA - "O APOCALIPSE" Pate 1 -

"Não esqueçam que vocês entram em cheio
 na última etapa do Apocalipse". 

"Meu Manto azul da Graça se depositará
 em vocês". 

"Não é necessário, nesses face à face íntimos 
entre vossa eternidade e vosso efêmero
de pedir nossa ajuda".

Eu sou Maria,
 Rainha dos Céus e da Terra

Mensagem de 

17 setembro 2017

Filhos bem amados, partilhemos juntos, primeiramente, um instante de comunhão e de Teofania, na Paz do coração.

… Silêncio…

Que o Manto azul da Graça recubra vossos ombros.

Minha intervenção faz sequência à de Uriel. 

 Ele com efeito vos incitou a manter-vos no coração, em um período preciso; não se trata de um encontro conosco mas de um encontro com vocês mesmos.

 Entre o equinócio de outono (primavera no hemisfério sul) e a data da festa dos Arcanjos, estão com efeito reunidas um certo número de condições, no nível celeste e terrestre, que vão ver se produzir um afluxo importante de radiações vindas do céu e vindas da Terra, que vossos diversos instrumentos de medida poderão estimar em seu justo valor e que vosso coração, sobretudo, estimará, no interior de vocês.

Com efeito, durante esse lapso de tempo, vocês constatarão para muitos entre vocês um mecanismo que poderão chamar expansão ou alargamento de vossa consciência, mas isso será sobretudo a ocasião, se eu posso dizer, de viver o coração de maneira a mais natural que seja, de ter um vislumbre, ou a totalidade para alguns, do que é a Eternidade, mesmo nessa carne e nessa consciência ordinária, limitada, onde vocês se mantêm ainda.

A intensidade, de fato, da tripla radiação – da Fonte, a radiação ultravioleta do Sol, e a radiação do Espírito Santo de Sírius – será aumentada de maneira importante.

 Em reação e em ressonância, certamente, o núcleo cristalino da Terra exercerá um impulso de Luz importante. 

 Como vos disse o Arcanjo Uriel, qualquer que seja a data de meu Apelo – que ninguém conhece -, esse evento efetivamente terá lugar. 

 É uma sucessão, de fato, de radiações, de impulsos, chamado-vos todos, cada um de vocês, a se reencontrarem no coração antes do que em qualquer outra coisa.

A qualidade da consciência, nesses dias, assim como a qualidade das radiações das quais acabei de falar, será suficientemente importante para permitir a muitos entre vocês, nós esperamos e nós o desejamos ardentemente, descobrir a verdade do coração, não na cabeça, não nas idéias, mas sim a vivência íntima de vosso face à face entre o efêmero e o Eterno.

 Como vos estipulou o Arcanjo Uriel, não é necessário utilizar qualquer protocolo ou qualquer ritual que seja, mas sim estar presente a vocês mesmos em toda inocência, em toda espontaneidade, e estarem talvez vigilantes, ou se vocês preferem observadores, do que se desenrolará em vocês.

O auge desse processo, certamente, será atingido no dia da festa dos Arcanjos, mas para cada um de vocês, esse auge, de maneira individual, poderá se produzir apressadamente, não importa qual dia entre o equinócio e a festa dos Arcanjos. 

 Isso se reproduzirá, não uma única vez mas numerosas vezes e eu não posso ainda especificar mais do que isso, esperem ser chamados por vossa Luz, chamados por vosso coração, para viver algo que talvez vocês já viveram ou que talvez vocês jamais viveram mas que, em um caso como no outro, virá iluminar, se posso dizer, do interior, além de vossa cabeça e de vosso mental, de vossa pessoa, vos fará levantar talvez, mais ou menos completamente, os últimos véus da separação.

Não haverá melhor prova, se posso dizer, da realidade e da verdade do coração até meu Apelo. 

Eu sei pertinentemente que o Comandante, quando de sua intervenção no final de agosto, que ele teve a honra de fazer no meu lugar, vos estipulou que não havia mais Graças até meu Apelo. 

 O desenrolar do cenário da Terra nos permite esta oportunidade. 

 Lembrem-se que não é questão de vos ligar a vocês mesmos, à vossa eternidade, e como isso foi dito tanto pela Fonte como pelo Arcanjo Uriel, de acolher o que vai se apresentar.

Ainda uma vez, vocês não têm necessidade de vos preparar porque não há encontro formal, há simplesmente momentos, no decorrer de vossos dias e de vossas noites, que serão com toda evidência diferentes.

 Eu não posso vos explicar o desenrolar disso porque para cada um de vocês, é claro, o que se produzirá interiormente será profundamente diferente, mas a finalidade é exatamente a mesma: de algum modo, impulsionar em vocês vossa capacidade de deixar emergir o coração, a Verdade e a beleza, mesmo em meio a este mundo.

Vocês poderão constatar por vocês mesmos, aliás, como eu disse, as modificações acontecendo sobre a Terra como no nível do Sol de maneira muito fácil, me parece hoje, mas o mais importante não está aí. 

 O mais importante não são mesmo esses elementos talvez inesperados ou vos assegurando no já vivido, mas bem mais os resultados e os frutos que serão obtidos e que aparecerão claramente nos dias em que vocês o viverão, e certamente em seguida. 

 Trata-se, de fato, de manifestar o Amor – incondicionado e incondicional – de maneira mais ampla, mais perceptível e mais visível.

Não estejam surpresos, qualquer que seja o desenrolar do que se produz para cada um de vocês, que, eu o repito, será diferente para cada um mas cuja finalidade é a mesma: permitir-vos manterem-se ainda mais perto nesse «vigiem e orem », que não é nada mais do que estar em acordo com a eternidade de vosso coração, de vossa Presença, e do Amor.

… Silêncio…

Isso será suficientemente perceptível, mesmo se não é compreensível, para observar, no decorrer da experiência, no decorrer desses impulsos, a modificação do que foi chamado vosso ponto de vista ou o posicionamento de vossa consciência, conduzindo-vos para alguns a descobrir o observador ou a testemunha, para outros descobrir o que se tem à montante da consciência, para outros enfim, um sentimento de leveza, uma lufada de Amor.

 Em outros casos, uma mudança que não pode ser especificada mais do que isso, mas que vos tornará de qualquer maneira mais atentos ao que se desenrola na Eternidade do que o nível que vocês tocaram, se posso dizer, ou vivenciaram, até o presente.

Onde quer que vocês estejam sobre esta terra, que vocês estejam ocupados, que vocês estejam disponíveis, que vocês estejam prestes a dormir, isso não fará diferença; é por isso que não há necessidade de preparação, que não há necessidade não mais de vos reunir, mas de pensarem em estar atentos, sem nada pedir, sem nada esperar, somente essa vigilância que permite estar atento e vigilante sobre o que se produz. 

 Que vocês chamem isso energia, vibração, consciência, corpo, desenrolar de vossa vida, pouco importa. 

 O importante, ainda uma vez, não é a experiência que vocês vão viver ou a soma das experiências que vão ser vividas durante esse lapso de tempo – que culminará certamente no 29 de setembro – mas bem mais provar a vocês mesmos, o que quer que vocês tenham vivido até o presente, uma verdade bem mais assegurada e bem mais imutável em vossa vivência.

Não é necessário, nesses face à face íntimos entre vossa eternidade e vosso efêmero, de pedir nossa ajuda.

 Quer isso seja pelo Canal Mariano ou no interior de vosso coração, vocês devem estar sozinhos face a vocês mesmos, em vocês mesmos.

 Uriel, é claro, é de algum modo o mestre de obra do que se desenrolará durante essa semana que, eu vos repito, será profundamente diferente para cada um.

 Portanto não é questão de vos dar as grandes linhas, mas eu posso simplesmente vos dizer que depois, e muito rapidamente, vocês constatarão, se posso dizer, as diferenças sucessivas que sobrevirão.

O que se pode dizer simplesmente, é que os resultados atingidos, não da experiência mas em seguida, nos dias que seguirão, é uma maior facilidade para estar em paz, uma maior facilidade para serem espontâneos, uma maior facilidade para se abandonarem à Verdade.

 De onde quer que vocês tenham partido antes dessa data, depois dessas datas vocês observarão que a Alegria aumentará, quaisquer que sejam os eventos da Terra, qualquer que seja o momento de meu Apelo, qualquer que seja a visibilidade dos sinais celestes.

 Uma oitava será verdadeiramente atravessada nessa revelação e nessa dissolução que vos foi efetivamente apresentada antes de acontecer, embora nós não conhecíamos a data, no último trimestre de vosso ano de 2017.

Atenção de não criar uma certeza pois, como vocês o sabem, a cada vez nós nos adaptamos, vocês como nós, às circunstâncias que nós encontramos. 

Mas todavia, é bem a primeira vez que nos parece que o conjunto das condições prévias estão reunidas a fim de permitir essa espécie de salto de consciência.

 Isso não tem, a priori, nada a ver com meu Apelo; que acontecerá talvez durante este período ou bem mais tarde, neste ano, isso não tem nenhuma importância.

 Isso não tem nenhuma importância porque como o Comandante vos disse, não serve para nada buscar uma data porque a data já chegou

Ela está em vocês, em vosso coração, ela não é defenida em um calendário, mas é o Apelo da Luz como jamais isso se produziu, de maneira muito mais sensível mesmo, e para um maior número, do que o que pôde se produzir durante todos esses anos, que isso seja desde a primeira descida do Espírito Santo em 1984, ou ainda as Núpcias Celestes em 2009, ou as etapas seguintes.

Não há urgência por isso, há somente, como vocês o sabem, de entrar em vocês.

 Continuar vossa vida no que ela vos pede para fazer, e ao mesmo tempo entrar em vocês, quer dizer estarem vigilantes, atentos ao que se produzirá.

 A expressão do que se produzirá, eu vos disse, é extremamente variável, mas todavia, além da experiência e do que vos será dado a viver, o importante se situa justamente depois: as grandes mudanças sobrevirão no interior de vocês, em vossa maneira de funcionar, de ver as coisas, de maneira ainda mais intensa. 

 Mesmo se isso foi intenso para vocês, isso será ainda mais intenso; se isso jamais existiu ainda para vocês, vocês o descobrirão então.

Oh certamente, vocês o sabem, vocês não podem ser concernidos de maneira coletiva e total, mas o número de meus filhos que serão tocados pela Graça aumentará de maneira muito sensível, permitindo de algum modo abrandar os eventos exteriores.

 Como nós vos tínhamos anunciado e como vocês o veem, os Cavaleiros estão em operação de maneira mais e mais formal e evidente por toda parte sobre este mundo, mas como vocês o veem efetivamente, não é o conjunto da coletividade humana da terra que é tocada no momento, mas todavia isso é suficiente para abalar, eu diria, as falsas certezas do efêmero, pedindo-vos não para refletir mas de algum modo apreender-se, não de temor mas de Alegria.

Frequentemente vos foi dito que quanto mais vosso coração fosse aberto, mais vocês viveriam vossa eternidade, mais vocês estariam na Alegria qualquer que seja a natureza dos eventos, dolorosos para o ego, que se produzirão em vossa vida como no exterior de vossa vida, na escala do planeta desta vez.

 Assegurem-se, não haverá nada de árduo, haverá certamente as imensas alegrias de descobrir um pouco mais, se isso já não foi feito, o que vocês são em verdade, além de toda busca, de toda intenção, de toda vontade, e de todo desejo.

É por isso que a palavra acolhimento foi empregada: acolham, em verdade, em unidade. 

Não busquem compreender, agarrar, se apropriar do que se desenrolará em vossa vida, no interior de vocês, mas simplesmente estejam atentos a fim de que vossa consciência seja levada, se posso dizer, nas experiências, únicas ou múltiplas, que vocês viverão durante essa semana. 

O que quer que vos chegue em um plano exterior e visível, quer isso esteja ligado ao vosso ambiente, ao vosso país, aos Elementos, isso não terá mais nenhuma importância devido ao que se viverá para muitos entre vocês em vossa intimidade, em vossa consciência.

 Isso vos levará a fazer a distinção entre o que está prestes a se desenrolar no plano do efêmero – e que torna-se cada vez mais coletivo – e o que está a caminho de se viver no interior de vocês, em vossa intimidade. 

Tudo isso vos foi largamente explicitado e evocado.

Não há nada a acreditar, vos é suficiente simplesmente serem objetivos e verdadeiros no que vos concerne no interior de vocês em vossa intimidade, e também no que é observável na tela do mundo concernente não à loucura humana, mas bem mais ao desdobramento dos Elementos, e não mais a chegada da Luz que já está aí em quantidade, em profusão, mas eu dira no desdobramento do Éter, remetendo-vos ao que foi evocado há muitos anos por Sri Aurobindo concernente à fusão dos Éteres, quer dizer a instalação, em meio aos quatro Elementos, 
do quinto Elemento, ou seja o Éter que, eu vos lembro, está 
ligado à Porta ER mas também e sobretudo ao ponto ER de vossa cabeça que está ligado à Fonte de Cristal, ao Vajra, à Eternidade, à vossa supraconsciência, à Jóia.

No mais vocês estarão, não prontos mas atentos, se posso dizer, ou vigilantes, no mais vocês terão a chance e a oportunidade de observar esse fenômeno que acabei de descrever. 

É efetivamente além das radiações vindas do cosmos e da Terra, do núcleo cristalino, que os elementos vão se ajustar, se modificar. 

 Isso concerne tanto à Terra, como à Água, como ao Fogo, como ao Ar. 

 Vocês não estão sem ignorar, o que quer que digam os céticos e aqueles que estão na negação, o crescimento das modificações ligadas aos Elementos e aos Cavaleiros acontecendo por toda parte, quer isso seja pela água, o gelo, quer isso seja pelos vulcões, quer isso seja pelos ventos, quer isso seja pela própria terra. 

 Assim portanto vocês constatarão um duplo movimento. 

Qualquer que seja o tipo de evento de vossa região, ou do globo inteiro, é sobretudo o paradoxo aparente entre essa Alegria que aumenta e esses eventos que podem ser considerados, segundo o ponto de vista efêmero, como algo totalmente anormal.

Não esqueçam que vocês entram em cheio na última etapa do Apocalipse. 

Como vos disse o Comandante e como outros intervenientes vos disseram desde o início deste ano, o conjunto das profecias de todos os tempos, onde se volta vosso olhar e vossa leitura, vos anunciam exatamente os mesmos eventos mas simplesmente, vocês o sabem, a finalidade não é absolutamente a mesma para cada um entre vocês, respeitando assim vossa liberdade de escolha, vossa liberdade de Luz e vossa liberdade de consciência. 

Isso não tem nada a ver com o livre-arbítrio ou qualquer retribuição, pelo contrário, isso vos foi dito, isso é vosso direito, essa é vossa herança, essa é vossa natureza e vossa essência.

Então vejam, não se trata somente de vigiar e orar esperando alguma coisa, mas simplesmente viver o que vocês têm a viver talvez com mais acuidade e mais atenção, mais observação.

 Esse não é um grande esforço, tanto mais que vocês poderão, o mais frequentemente, durante essa semana, detectar por antecipação o que se produz no nível das radiações emitidas pela Terra como aquelas emitidas pelo Sol, ou pelos ventos solares e as radiações cósmicas.

… Silêncio…

Meu Manto azul da Graça se depositará em vocês. 

Ele é também vosso Manto azul da Graça, ele não é minha propriedade, ele é para cada um de meus filhos onde quer que eles estejam, o que quer que eles vivam.

 Eu queria talvez esclarecer por que eu sempre me nomeio « Rainha dos Céus e da Terra ». 

Muito simplesmente porque quando da primeira exteriorização de consciência desde a Fonte, o Comandante vos falou de uma anomalia primária com um déficit do Feminino sagrado. 

Encontra-se que eu era uma das primeiras consciências a ter podido retificar imediatamente essa anomalia primária, eu levo o traço disso em mim, o que permitiu, à medida de éons e éons, e de ciclos e ciclos, fazer cessar essa anomalia primária

 Nesse sentido, eu sou Rainha dos Céus e da Terra, mas não vejam aí qualquer superioridade, mas bem mais uma dedicação sem falha, como toda mãe sobre esta terra, ao que ela carregou em seu seio.

Então eu não posso vos dizer: «Eu sou o Caminho, a Verdade e a Vida», como meu Filho, mas sou todavia a Mãe eterna que perdoa tudo e que acolhe tudo, pois vocês são todos a carne de minha carne, nesse mundo, e no Céu, vocês são também de algum modo meus filhos

Mas não vejam aí uma filiação qualquer, não vejam aí uma superioridade, em qualquer nível que seja, bem ao contrário, e Teresa ou Gemma vos exprimiram suficientemente durante esses anos, pois é aquele que é o mais pequeno entre vocês, aqui sobre esta terra, que é o maior no Céu.

 Vocês não podem ser uma referência neste mundo e ser uma referência no Céu.

 Olhem a vida de Teresa, olhem a vida de Gemma, olhem minha vida quando eu acolhi o Cristo.

 Essa vida era insignificante, ela estava no segredo e na intimidade de meu coração. 

Eu não estava em representação, eu não buscava poder, alguma ascensão, alguma liderança, mas todavia, a verdade de minha encarnação vem diretamente dessa anomalia primária.

Eu vos dei, há pouco tempo, uma prece particular. 

 Essa prece pode vos apoiar, não durante o período em que vocês devem estar atentos mas antes ou depois, porque ela vos ligará à minha Presença de maneira mais evidente e mais agradável ainda, dando-vos a descobrir talvez, além de qualquer papel histórico, minha posição e a verdade do que minhas irmãs e eu, não as Estrelas mas mães geneticistas, permitiram, bem antes do confinamento da Terra, no nível dos jogos da consciência livre. 

Esses jogos da consciência livre estavam marcados pela inocência, pelo fervor do coração, onde nada podia ser sofrimento, onde nada podia ser limitado, qualquer que seja a dimensão.

 Então certamente, eu não faço e não tiro nenhuma vantagem, a não ser uma imensa responsabilidade em relação a cada um dos meus filhos, quer ele me reconheça ou não.

Lembrem-se de que uma mãe protege seu filho, mas em um dado momento ela lhe restitui de algum modo sua liberdade porque o filho torna-se adulto. 

 Vocês, eu vos peço para tornarem-se como crianças a fim de tornarem-se adultos em eternidade, quer dizer autônomos e livres.

 Aí está minha responsabilidade que eu assumo desde tempos imemoriais, antes mesmo de ser Maria sobre esta terra, bem antes.

Hoje eu me permito ser muito mais íntima com vocês porque eu estou em vocês, porque vocês são a carne de minha carne, quer vocês o queiram ou não, e uma vez que nossa proximidade agora é tal que essa familiaridade é cada vez mais evidente para cada um de vocês, quer isso seja de maneira intuitiva, sem ter vivido, ou então talvez porque vocês o vivenciaram no nível do coração; isso não faz diferença. 

Eu não reivindico nada mais para cada um de meus filhos do que sua liberdade e sua autonomia, do que a restituição à sua beleza e à essa Verdade. 

 Aí está, no que concerne a algumas precisões que, talvez, vos satisfarão mais mas que, em todo caso para mim, era essencial vos dar agora.

Não busquem me representar, em qualquer que seja a forma que eu tome me apresentando a vocês, se vocês têm a oportunidade, além da percepção de minha Presença e de meu coração, de me ver de uma maneira ou de outra.(Nota: S. Estr. - Vejam o que diz Maria aqui "Não busquem me representar em qualquer forma que seja" quer dizer não, a personifiquem como pessoa ou forma definida, pois ela é energia/consciência/luz.)

 Não me fixem em uma forma, mesmo aquela histórica, mesmo se para vocês isso representa um apoio. 

 E lembrem-se também que eu posso proteger cada um dos meus filhos, mas eu não posso extrai-lo, para lhe restituir sua liberdade; há somente vocês quem pode fazê-lo. 

 Graças às Teofanias, quer elas tenham sido muito efêmeras ou permanentes para vocês, vocês cresceram em autonomia, vocês cresceram em liberdade. 

 Quaisquer que sejam os desagrados de vosso corpo ou de vossa vida efêmera, isso cresceu mesmo assim em vocês, fazendo nascer não a espera, não a esperança, mas fazendo nascer a Verdade.

… Silêncio…

- Continue Parte 2 -




Post. e Formatação
http://semeadorestrelas.blogspot.com


Tradução do Francês: 
Ligia Borges

Origem francesa –
Recebida do site 

Les Transformation

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Comentários não relevantes com a mensagem e possuidores de links não serão publicados, assim como comentários ofensivos a quem quer que seja.

Imprimir ou Salvar em PDF

3 Mais Lidas do Blog

DOAÇÃO/MANUTENÇÃO


– DOAR – Abro este canal para doações espontâneas para este blog, sem qualquer compromisso, qualquer valor auxilia a manutenção deste espaço.
Opção de deposito: Caixa E.Federal - Ag:0505 -
Conta:013-00007103-7 L.A.P.M.B.
Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...