28/07/2011

Onde Há Privação, Há Sofrimento

Onde há privação, há confronto.
Marcos Keld
24 Julho 2011
  É a mente que cria o confronto, logo é a privação é uma atitude mental, constituindo uma fuga da realidade.
Privar-se não é o caminho da evolução.
Esta é fundamentada no constante fluxo.
Em havendo barreiras, a evolução fica estagnada e surge então aquele álgido sofrimento que traz consigo as tempestades mentais, enrustidas de dúvidas.
Quando surgem as dúvidas a respeito da direção que se está seguindo é porque há uma contenda presente.
Você pode não tê-la notado, mas sempre que as dúvidas forem agressivas, há uma privação em andamento.
As dúvidas não devem trazer sofrimento.
Quando vêm com a placidez de uma brisa, elas estão puras, preenchidas da curiosidade elementar do ser humano. Todavia, quando parecem com tormentas que nunca se dissipam de sua mente, então elas têm origem negativa.
São efeitos colaterais de uma pressuposta evolução, que em verdade não passa de um amontoado de mentalizações infundadas.

Entenda que privar-se é não se aceitar.


Quando você se priva de uma prática, está apenas modificando uma conduta de maneira intelectual. 
 A privação é então uma saída mental para refrear os desejos.
Logo, não tem nenhuma repercussão em seu processo evolutivo, visto que a não aceitação do que já está consumado é o caminho da permanência, da estagnação.
Não se force a nada. 
Não se prive do sexo, não se prive dos hobbys, não se prive da carne, não se prive de sua vida social, não se prive de querer ser amado, não se prive da liberdade de ser o que você atualmente é.
Ao privar-se você está colocando uma montanha no seu caminho, antes plano.
Tudo tem o seu devido momento.
Sua transformação deve ser constante, por isso não pode haver permanência e privações.
A escolha verdadeira não se baseia em conflito, mas em desprendimento pacífico.
Você não poderá se desapegar lutando. 
Essa é uma atitude inútil, como se você tentasse segurar a correnteza de um rio com as próprias mãos.
Mantenha-se constantemente em transformação, melhorando a si mesmo de maneira profunda, nunca intelectual. 
 A cada novo passo, você então perceberá que deixará de se interessar pacifica e automaticamente por determinados hábitos antigos
. Não haverá privações, haverá apenas o ato de seguir adiante.
No momento certo você deixará de comer carne; no momento certo o sexo deixará de ser apenas uma necessidade corporal; no momento certo as velhas atividades parecerão vazias e você não mais por elas se interessará.
Mas quando o momento certo chegar, será algo natural, que virá de dentro e não da mente.
Não haverá conflito, apenas o desprendimento amoroso.
Todo o processo evolutivo funciona dessa maneira. Curiosamente o ser humano não é uma
Ferrari que vai de 0 a 100 km/h em 4 segundos.
Somos mais semelhantes a Fuscas, portanto temos nosso próprio ritmo.
Há muitas coisas que agora você não consegue compreender, inclusive achando-as bobagens, mas chegará um momento em que tudo fará sentido. 
E você dirá: “Ah, então era disso que se tratava!”. 
E isso, meu amigo, será mágico.
 
 
Extraido de: Potencialidade Pura
http://www.blog.potencialidadepura.com

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Comentários não relevantes com a mensagem e possuidores de links não serão publicados, assim como comentários ofensivos a quem quer que seja.

Imprimir ou Salvar em PDF

3 Mais Lidas do Blog

DOAÇÃO/MANUTENÇÃO


– DOAR – Abro este canal para doações espontâneas para este blog, sem qualquer compromisso, qualquer valor auxilia a manutenção deste espaço.
Opção de deposito: Caixa E.Federal - Ag:0505 -
Conta:013-00007103-7 L.A.P.M.B.
Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...