28/04/2014

CONCIÊNCIA E CENTRAMENTO.

"O ego é uma noção falsa de algo que 
ainda nem sequer existe"


OSHO

Primeiro é preciso entender o que significa 
CONSCIÊNCIA.

Osho 
27 Apr 2014 07

Primeiro é preciso entender o que significa consciência.

Você está andando na rua.

 Está consciente de muitas coisas — das lojas, das pessoas que passam por você, do tráfego, de tudo. 

Está ciente de muitas coisas, menos de uma — de você mesmo.

 Você está andando na rua, consciente de muitas coisas e esquecido de si mesmo!

 Essa consciência do eu George Gurdjiefif chamou de “lembrança de si mesmo”.

 Ele dizia: “Constantemente, onde quer que você esteja, lembre-se de si mesmo.”

Não importa o que esteja fazendo, nunca deixe de fazer outra coisa interiormente: ficar consciente do que estiver fazendo. 

Você está comendo — fique consciente de si mesmo. 

Está caminhando — fique consciente de si mesmo

Está ouvindo, está falando — fique consciente de si mesmo

Quando estiver com raiva, fique consciente de que está com raiva. 

Essa lembrança constante de si mesmo cria uma energia sutil, uma energia muito sutil dentro de você. 

Você começa a ser um ser cristalizado.

Na maior parte do tempo, você é só um saco vazio! 

Nenhuma cristalização, nenhum centro de verdade — só liquidez, só uma combinação ao acaso de muitas coisas sem nenhum centro. 

Uma multidão, em constante mudança, mas sem ninguém que a comande. 

A consciência é o que faz de você o comandante do navio — e quando eu digo comandante não quero dizer alguém que detenha o comando

Quero dizer uma presença — uma presença contínua. 

Sempre que estiver fazendo alguma coisa, ou não estiver fazendo nada, uma coisa tem de ser constante na sua consciência: que você é.

O simples sentimento de si mesmo, e de que esse si mesmo é, cria um centro — um centro de calma, um centro de silêncio, um centro de comando interior. 

Trata-se de um poder interior.

 E quando eu digo “poder interior” quero dizer literalmente isso.

 É por isso que Buda fala do “fogo da consciência” — ela é um fogo.

Se começar a ficar consciente, você começará a sentir uma energia nova em você, um fogo, uma vida nova

E, por causa dessa vida nova, desse poder, dessa energia, muitas coisas que dominavam você se dissipam. 

Você não tem de lutar contra elas.

Você tem de lutar contra a sua raiva, contra a sua ganância, contra o sexo, porque você é fraco. 

Portanto, na verdade, a ganância, a raiva, o sexo não são o problema, a fraqueza é o problema.

Quando você começar a ficar mais forte interiormente, com um sentimento de presença interiorde que você é —, suas energias ficam concentradas, cristalizadas num único ponto, e nasce um eu.

 Veja, não nasce um ego, nasce um eu.

 O ego é um sentido falso de eu. 

Mesmo sem ter um eu, você continua acreditando que você é um eu — que na verdade é o ego.

Ego significa falso eu — você não é um eu, embora acredite que seja.

Maulungputra, um buscador da verdade, veio até Buda, que lhe perguntou: — O que você procura?
Maulungputra disse: — Procuro por mim mesmo. Ajude-me!

Buda lhe pediu para prometer que faria tudo o que fosse sugerido. 

Maulungputra começou a soluçar e disse: — Como posso prometer? 
Eu não sou, não sou ainda, como posso prometer?

 Não sei o que vou fazer amanhã; não tenho nenhum eu que possa prometer, por isso não peça o impossível.

 Eu vou tentar. Isso é tudo o que eu posso dizer: vou tentar.

 Mas não posso prometer que farei tudo o que você disser, pois quem fará isso? 

Estou em busca daquilo que pode prometer e pode cumprir uma promessa.

 Não sou ainda.

Buda respondeu:Maulungputra, fiz essa pergunta a você para ouvir isso

Se tivesse prometido, eu o poria daqui para fora.

 Tivesse você dito: “Prometo que farei” e eu teria descoberto que você não busca de fato a si mesmo, pois o buscador tem de saber que ele ainda não é.

 Do contrário, qual seria o propósito da busca?

Se você já fosse, não haveria necessidade. 

Você não é! 

E se a pessoa consegue sentir isso, o ego evapora.

O ego é uma noção falsa de algo que ainda nem sequer existe. 

“Eu” significa um centro que pode prometer.

 Esse centro é criado pelo ser que está continuamente alerta, constantemente consciente

Tenha consciência de que você está fazendo algo — de que está sentado, de que agora você vai dormir, de que o sono está chegando, que você está caindo no sono.

 Tente ficar consciente o tempo todo e então você começará a sentir que nasce dentro de você um centro; as coisas começaram a se cristalizar, ocorre um centramento

Tudo passa a se relacionar com esse centro.




Post. e Formatação.
http://semeadorestrelas.blogspot.com

Fonte: 

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Comentários não relevantes com a mensagem e possuidores de links não serão publicados, assim como comentários ofensivos a quem quer que seja.

Imprimir ou Salvar em PDF

3 Mais Lidas do Blog

DOAÇÃO/MANUTENÇÃO


– DOAR – Abro este canal para doações espontâneas para este blog, sem qualquer compromisso, qualquer valor auxilia a manutenção deste espaço.
Opção de deposito: Caixa E.Federal - Ag:0505 -
Conta:013-00007103-7 L.A.P.M.B.
Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...