04/01/2013

ONDE ESTÁ O NOSSO DESPERTAR EM MASSA?

Despertar permite-nos ver essa ponte. 
 Ajuda-nos a atravessá-la.

Mensagem de
 Dana Mrkich,
21 dezembro2012


No outro dia alguém publicou num fórum que o tiroteio em Connecticut fê-lo(a) sentir como se não estivesse em curso nenhum despertar em massa e, na verdade, essas coisas pareceram pior do que nunca.  

Agora, com apenas alguns dias antes da data na qual muitos depositaram as suas esperanças e expetativas para um “despertar em massa”, é importante ficar esclarecido aquilo que definimos como um despertar em massa. 


O nosso despertar em massa não significa que da noite para o dia passemos deste mundo que é como é agora, para um paraíso maravilhoso.

  Não pode ser.

 Tem que haver uma ponte. 

Despertar permite-nos ver essa ponte. 

 Ajuda-nos a atravessá-la.

 Dá-nos mesmo uma miríade de ideias, sincronicidades, ferramentas, recursos, emoções e um número sem fim de outras coisas que asseguram que tenhamos tudo aquilo de que precisamos para criar algo de novo. 

 Despertar fornece-nos os ingredientes – nós decidimos o que fazer com esse despertar.

Despertar permite que se veja e se sinta claramente, que se veja e sinta a partir de uma nova perspetiva, mais elevada.  

Despertar permite que a vida seja mais orientada pelo coração e menos pela mente.

 Despertar encoraja o eu a seguir as suas próprias intuições e verdade, em vez de ser negativamente influenciado pelos outros.

  Despertar oferece força, coragem e capacidade onde talvez anteriormente houvesse falta dessas coisas.  

Despertar, principalmente nas suas fases iniciais, pode desencadear muitas coisas: paz interior como nunca sentiram antes, tristeza como nunca sentiram antes, fúria como nunca sentiram antes, alegria como nunca sentiram antes estão a perceber a ideia.

Existe um mal-entendido sobre o despertar ter a ver completamente com felicidade e perfeição e apenas felicidade e perfeição. 

Embora uma vida desperta vos abra para maiores quantidades de verdadeira felicidade, não há nada de desperto em negar aqueles aspetos da realidade tanto dentro de nós como no mundo exteriorque são desconfortáveis de sentir e enfrentar. 

 Estes são poderosos mensageiros. 

Quando temos a coragem e a consciência de sentir e enfrentar verdadeiramente esses mensageiros, eles possuem o potencial de nos despertar mais e de nos agitarem na direção da ação consciente e da mudança transformadora.

Quando o véu é levantado dos olhos que estavam tapados, de um coração que estava escondido, de uma alma que estava nas sombras, a capacidade de amar aumenta e o transbordar de dor e mágoa após um evento trágico também é aumentado.

O apelo para serem tomadas medidas sobre o controlo de armas e a saúde mental não tem precedentes, tanto em termos de números de pessoas como da emoção que está a conduzir essas pessoas. 

Houve tantos acontecimentos este ano que tiveram respostas emocionais sem precedentes das massas das pessoas que estão, sim, a despertar!

Assim, vejo um despertar em massa em andamento, e a onda está a ficar mais forte, maior e mais intensa a cada dia. 
 Embora estejamos a sentir grande tristeza devido a este evento e a muitos outros, repararam que estamos também a sentir um grande amor?

 Sabemo-lo porque tanta tristeza unida não seria possível a menos que os nossos corações estivessem abertos para níveis que não estavam antes, e conectados de maneiras que não estavam antes.
Há um despertar em massa em curso?

 Oh, sim, há. 

Este despertar em massa inclui lágrimas e petições e orações.

  Inclui amor e luto e choque. 

Assim, para todos aqueles à espera que uma onda de amor desça sobre eles que faça com que tudo se pareça com um paraíso… tivemos onda após onda desse amor o ano todo.

 Mais ondas estão a chegar nos próximos dias, semanas, meses e anos. 

As ondas estão a ajudar-nos a criar o nosso Paraíso, mas não irão criar o nosso Paraíso por nós.  

Estão a acordar-nos do nosso sono, da nossa apatia e negação.

 Estão a ativar-nos para enfrentarmos a nossa verdade – pessoal e coletiva.  

Estão a incentivar-nos a assumirmos o nosso poder e fazer o que precisa de ser feito para criarmos o mundo que todos merecemos. 

 As ondas irão desenterrar cada última coisa que precisa de ser curada e mudada, até que a curemos e mudemos. 

 Nem sempre será bonito.  

Nem sempre será fácil.

 Mas agora cada vez mais de nós sentiremos o Amor que nos está a preencher, a envolver, a apoiar e orientar, de formas maiores e mais profundas, não importa que eventos e experiências nos encontremos a viver ou a observar. 

Iremos sentir o AMOR que É nós e sentir-nos impulsionados a agir de acordo com qualquer que seja a forma menor ou maior, em silêncio ou em voz alta, pessoal ou comunitariamente, que pareça mais certa para nós. 


Tudo contribui para o nosso mundo novo. 





Post. e Formatação


Tradução: (PT - Portugal)
Ana Belo 

Divulgado em:

© Dana Mrkich 2010. É concedida permissão para partilhar este artigo de forma gratuita na condição de que o autor seja creditado, e o URL www.danamrkick.com incluído. Siga Dana no Facebook: www.facebook.com/danamrkichnews

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Comentários não relevantes com a mensagem e possuidores de links não serão publicados, assim como comentários ofensivos a quem quer que seja.

Imprimir ou Salvar em PDF

3 Mais Lidas do Blog

DOAÇÃO/MANUTENÇÃO


– DOAR – Abro este canal para doações espontâneas para este blog, sem qualquer compromisso, qualquer valor auxilia a manutenção deste espaço.
Opção de deposito: Caixa E.Federal - Ag:0505 -
Conta:013-00007103-7 L.A.P.M.B.
Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...