08/08/2011

Como Encontrar um Amor?

Você não encontra o amor.
 



É o amor que vai de encontro a você. 
Quando você experimenta este sentimento de vazio interior, está declarando ao mundo que não tem aquilo pelo qual tanto anseia.
Mas isso não irá preencher tal vazio, ao contrário, só irá aumentá-lo.
A felicidade, ou aquilo que o ser humano consegue entender por felicidade, só pode aflorar quando a mente se esvazia e o coração se enche.
Por mente, entenda os condicionamentos, os problemas autoinflingidos, as dores, as paixões vagas, os medos e receios, as ansiedades, etc. 
Logo, você está fechado à vida e ao amor.
O amor não pode ser adquirido.
Trata-se da própria essência do Divino manisfestada em cada átomo do universo. 
Então, ele está em você, escondido por debaixo de todos os seus véus.
E enquanto estiver assim, ele jamais irá dar as caras.
É preciso deixá-lo fluir.
Por isso não se pode mais continuar fechado.
O amor precisa estar em movimento como a correnteza de um rio.
Precisa ser compartilhado e não exigido.
Quando você faz a pergunta: "como encontrar um amor?", está olhando para uma ilusão, para o externo, para uma pessoa, para uma fantasia romântica, para um final perfeito; e isso o está impedindo de deixar aflorar seu próprio amor que é o que realmente vai deixá-lo feliz.
Não deve haver troca, pois amor não se troca, se compartilha.
A troca é interesse, o compartilhar é doação.
E você não pode compartilhar algo que não está presente em sua vida de forma evidente.
Se está fechado, você não poderá oferecer nada. 
Estará entrando no reino da paixão e da satisfação, pois busca o conforto e a segurança que um relacionamento pode oferecer.
Mas isso é efêmero, não pode ter vida longa.
  Nada que é falso tem vida longa.
A paixão é falsa, tratando-se apenas de processos químicos em seu corpo biológico.
Se você anseia tanto por encontrar um amor, comece encontrando o seu próprio amor
Ele é o verdadeiro amor, pois está baseado na verdade de quem você é.
Este amor quando aflora jamais se esvai, jamais se gasta, jamais o deixa na mão.
É a força motriz do universo, é o próprio fluxo da Criação.
Isso é que significa seguir o fluxo, é deixar-se preencher pelo amor e pelo Dharma.
Quem o vivencia tem o poder de realizar tudo, pois está em sintonia com o Universo, com a Divindade.
Então, esvazie-se de todos os seus medos, e deixe seu coração se preencher com os sentimentos da aceitação, do desapego, da empatia consciente, da tranquilidade e da simplicidade de viver.
Não busque um amor, busque tornar-se um veículo dele.
Quando o seu próprio amor despertar, você não irá procurar por outro, pois já estará vivenciando todo o amor do mundo.
Muitas pessoas virão, muitas outras partirão, mas o amor continuará com você.
 






Nenhum comentário:

Postar um comentário

Comentários não relevantes com a mensagem e possuidores de links não serão publicados, assim como comentários ofensivos a quem quer que seja.

Imprimir ou Salvar em PDF

3 Mais Lidas do Blog

DOAÇÃO/MANUTENÇÃO


– DOAR – Abro este canal para doações espontâneas para este blog, sem qualquer compromisso, qualquer valor auxilia a manutenção deste espaço.
Opção de deposito: Caixa E.Federal - Ag:0505 -
Conta:013-00007103-7 L.A.P.M.B.
Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...