28/08/2011

GEMMA GALGANI - Estrela de Maria

Eu sou GEMMA GALGANI.

AutresDimensions 
23 Agosto 2011 -

Em Unidade e em Verdade, meus Irmãos e minhas Irmãs, vivamos uma comunhão.

... Efusão Vibratória ...

Eu venho entre vocês, enquanto portadora da Vibração UNIDADE, completar e reformular, de algum modo, o que eu já pude dizer-lhes com relação à Unidade de CRISTO
.

Eu venho, mais especificamente, exprimir-lhes, através de minha Presença, através de palavras e através da minha história, o que é e o que representa em vocês, o reencontro com o CRISTO-MIGUEL, o reencontro com a Luz, o momento em que se realiza a Fusão.
Eu venho exprimir uma série de elementos que lhes permite, de qualquer forma, por antecipação, se vocês ainda não vivenciaram, traçar o quadro deste Reencontro.
Este reencontro que foi anunciado desde muito tempo.
Então, por ter tido a oportunidade de vivê-lo muito jovem, eu me proponho colocar-lhes, em Vibração e em palavras, este Reencontro e esta Fusão, porque ele está inscrito no futuro da Terra, em um futuro muito próximo.
Ele está inscrito em um momento particular da Terra, no momento em que esta aceitará viver, na totalidade, sua Libertação, que será junto com o momento em que os Véus, o último Véu, irá se rasgar totalmente para cada ser humano.

Eu venho também para desdramatizar este instante, que foi anunciado de tantas maneiras que é preciso recolocar no contexto dessas épocas passadas.

Bem antes de mim, vários profetas tiveram visões.
Mas lembrem-se de que essas visões inscreviam-se, mesmo neste ato profético, no que era possível, à época, ver e também descrever com as palavras de então.

Portanto, é claro, as palavras tomaram, naqueles momentos, uma conotação assustadora, ao passo que este Reencontro, esta Fusão, é um momento que não pode ser assustador, a partir do instante em que ele é reconhecido e realmente vivenciado na Consciência.
Esse momento está em ressonância com uma série de mecanismos, tanto para cada um de vocês, como para a Terra, como para o Sol, e mesmo o conjunto do sistema solar e o conjunto de mecanismos da Luz Branca.
É um processo que não é isolado, é um processo que não é particular para uma pessoa, e nem para outra.
Simplesmente, pode existir uma defasagem no tempo para cada alma.
Mas haverá um momento em que esta Ressonância não poderá ser negada e, desta vez, pela totalidade da Terra, de seus habitantes.

Então, eu venho falar-lhes deste Reencontro para, de algum modo, remover a poeira, eliminando os mecanismos de medo, os mecanismos de apreensão, os mecanismos que podem, no mental e na personalidade, criar, efetivamente, uma apreensão.

Mas, lembrem-se de que eu disse, se apreensão há, ela apenas pode ser antes, ou seja, agora, neste espaço particular de travessia: ‘a noite escura da alma’, sentimento de não poder estar pronto ou quaisquer que sejam as manifestações.
Mas o que eu vou dar-lhes, através da experiência deste Reencontro, tal como eu vivenciei, com minhas palavras por mim, e tal como vocês o viverão, quaisquer que sejam as palavras que ali lhes colocarei.
Ele vai dar-lhes, e insuflar em vocês, uma esperança.
Esta esperança e esta confiança não é um ato de fé nem um ato de agressão, mas sim para fazê-los viver, de alguma forma, (alguns por delegar, no momento, mas, entretanto, aproximando-se deste estado de Unidade) o Reencontro e a Fusão com a totalidade da Luz Branca: o momento em que o Véu não mais existe.
Portanto, independentemente do que precedeu e do que precederá, para cada um de vocês, este Reencontro, independentemente do momento em que vocês irão vivê-lo, é preciso que eu lhes descreva os efeitos.

A primeira coisa será viver um sentimento de Fogo, um Fogo devorando, um Fogo intenso, mas que não queima, e, no entanto, é um Fogo.

Um Fogo que vai tomar e vai parecer como desenraizá-los (mas em um sentimento de encantamento) de sua vida, de suas referências, de todas suas crenças, de todas suas ilusões e de tudo o que fez a vida em seu sentido o mais nobre e o mais simples.
Este Fogo vai, realmente, dilatar seu corpo, dilatar seu Coração.

Vocês irão viver o sentimento, real e bem presente, de que não há mais lugar assaz grande neste corpo e neste peito, para que o Coração possa viver e Vibrar.

Paralelamente a esse Fogo devorador, irá se instalar o que eu não posso melhor nomear do que uma doçura infinita.

Uma doçura infinita que participa desse sentimento de encantamento, de êxtase, um pouco como o que poderia descrever, por tê-lo vivido e por ter falado, minha Irmã MA ANANDA em sua vida encarnada.

São também momentos em que mais nada tem importância do que disso: este Fogo, esta doçura, esta explosão que é, ao mesmo tempo, uma contração.

Um movimento que vai, então, nos dois sentidos, que vai arrebatá-los e que, ao mesmo tempo, cria esta noção de ruptura.
Um Véu se rasga, o corpo pode rachar, as orelhas podem rachar, a cabeça pode rachar.
Há, realmente uma ruptura real que acontece.

Alguns iriam mesmo até dizer: “isso é um esquartejamento”, onde cada célula do corpo, cada parte do corpo parece explodir, depois se dissolver neste Fogo, neste Amor e nesta doçura.
Tudo o que constituía, eu diria, a fachada da pessoa, tudo o que constituía suas referências, suas sensações habituais, seu estado, não pode mais resistir, naquele momento.
O Fogo continua a progredir, toda barreira desaparece.
Vocês não são mais este corpo, vocês não são mais este pensamento, vocês não são mais esta consciência, vocês não são ainda perfeitamente Ele, ou Ela, esta Luz Branca, este CRISTO-MIGUEL, mas vocês percebem, claramente, que alguma coisa está prestes a acontecer, que fará com que, nunca mais, nada poderá ser como antes.
Todos os Véus rasgam-se, todos os confinamentos estraçalham-se, mas vocês vivem, realmente, naquele momento, uma experiência que é denominada mística, transcendental: o Samadhi, como diriam os Anciãos.
Mas é um mecanismo onde mais nenhum limite do que quer que seja parece existir e não existe realmente mais.
Vocês estão como antes, às vezes nesta expansão, nesta retração.
Vocês não ousam mais nada emitir de ordinário porque, efetivamente, esta doçura, este Fogo, este Amor, colocam-nos em um sentimento de alguma coisa iminente e urgente.
Esta iminência e esta urgência não são da ordem do ordinário.
Ela corresponde, efetivamente, a uma situação de urgência, como para aqueles de vocês que teriam vivenciado, em uma situação de urgência, por vezes, acidentes ou acontecimentos parecendo encaminhá-los para sua morte.
É o mesmo processo, salvo que aí, vocês vivem pertinentemente que isso não é a morte, mas a Vida que se revela.
É a Vibração, a nada parecido e que, no entanto, lhes é tão familiar e, no entanto, tão desconhecido.

Retenham este paradoxo, esta espécie de ‘contradição’ entre o Desconhecido e que, entretanto, lhes é familiar.


A consciência é apreendida, ela é siderada.

Há um encantamento, há um Fogo, um Amor, manifestações extremas ao nível do corpo e que, no entanto, lhes parece, naquele momento, como muito distantes do que vocês vivem.
O conjunto da sua vida pode parecer-lhes, naquele momento, como um filme que passaria a toda velocidade, onde toda sua vida e mesmo, às vezes, todo o conjunto de suas vidas, nesta Matriz, pudesse aparecer-lhes e se revelar no espaço de um bilionésimo de segundo.
Neste bilionésimo de segundo, a Presença instala-se então cada vez mais, preparando sua Fusão.
A Alegria, se isso é exprimível em quantidade, parece aumentar até o infinito, até tocar o Céu, até tocar o Sol.
E, aliás, um sentimento de vazio e de pleno, ao mesmo tempo, está presente.
Vocês têm, às vezes, medo de se perder e, ao mesmo tempo, vocês se perdem com uma delícia, com uma Alegria que não pode existir sobre esta Terra.

Às vezes (esse não foi o meu caso), vozes, naquele momento, podem fazer-se ouvir.

Frases importantes, pronunciadas por uma voz de uma doçura que não existe, tampouco, sobre esta Terra.

Esta voz é cheia de autoridade, cheia de doçura.

Ela seria a síntese de todas as vozes da Terra que vocês puderam ouvir.

Neste Amor indizível que toma vocês, vocês sentem que apenas são mais Um com esta voz, com esta Presença, com esta Luz.
Vocês são apenas mais Um e, no entanto, vocês estão por toda parte às vezes.

O sentimento de ser despedaçado torna-se um sentimento de rebentamento e de destruição total.
Como se vocês se tornassem bilhões de pequenos pontos de Luz, que crepitam e que se agitam em todos os sentidos da Consciência e do corpo.

O corpo abre-se, ainda mais, acentuando então o dilaceramento, a crepitação.

Um Fogo, que já estava presente, parece reforçar-se e parece querer ir diretamente ao seu peito, vindo estourar tudo o que se situa no interior.
A um dado momento, vocês não podem mais distinguir, ou separar de algum modo, o que fala, a Luz Branca e vocês mesmos.

Vocês não sabem mais se vocês são vocês, se vocês são a Luz.

Vocês não sabem mais se vocês estão no Sol ou se vocês estão na Terra.
E tudo isso pouco lhes importa, porque sozinhos, esta doçura e este Fogo são sua natureza, sua Essência.

Então, naquele momento, existe apenas uma ideia (não é um pensamento, não é algo que seja refletido, é alguma coisa que nasce, assim, na Consciência), uma necessidade incontrolável, que é de uma tal evidência, que nada pode vir contrariar esta ideia, nem mesmo pesá-la, nem mesmo avaliá-la, nem mesmo rejeitá-la: é fusionar totalmente com o que está em andamento.

O Coração continua a aumentar, o Fogo continua a dissolver tudo o que não é esta Presença, esta voz eventualmente, esta Luz, este Fogo e esta doçura.
Naquele momento, a ideia que prevalece, como eu disse, é fusionar totalmente.
Vocês têm apenas necessidade de uma coisa, nesta ideia, é de não mais existir em parte alguma, em outros lugares, senão se tornar esta Presença, esta Consciência que é a sua.

Pouco a pouco vocês tomam, aliás, totalmente consciência de que além da própria ideia, não pode ser de outro modo, isso que vocês reencontram é para vocês, por direito, porque isso é Vocês.

Mais nenhuma questão pode emergir porque não existe qualquer questão, nem, por sinal, qualquer necessidade de resposta alguma.
Há apenas o que nossos amigos orientais chamaram desta Consciência nua, desta Alegria indizível, desta Felicidade.
Nada mais existe, além disso.

Eles dizem: Sat Chit Ananda.

Mesmo se vocês percebem outras coisas incomuns, elas não lhes interessam.
Vocês apenas aspiram uma coisa: fundir-se, de maneira infinita, nisso.
A Alegria é uma palavra muito tênue.
O Fogo, também, é uma noção muito tênue e, no entanto, é um Fogo.
Mas este Fogo consumidor, e que, no entanto, não queima, é um Fogo que vivifica e que aumenta sozinho, que vem consumir, literalmente, tudo o que não é Ele, e vocês dizem: “sim”.

Então, para muitos de vocês que prepararam este momento, não pode existir recusa.

E, aliás, muitos de nossos Irmãos e de nossas Irmãs encarnados, que, até agora, rejeitam, mesmo, qualquer noção do Espírito, irão sucumbir no Espírito mais facilmente, por sinal, do que alguns que o buscam.
Nesta Fusão com CRISTO-MIGUEL, a dissolução total está em operação, aquela do ego.
Vocês não podem mais de qualquer maneira ser o que vocês foram cinco minutos atrás.
Vocês não se reconhecem mais no que vocês foram, mas vocês se reconhecem no que vocês vivem, naquele momento.
A Alegria aumenta.

Esta Alegria confina em uma dor requintada.
Esta dor não é um sofrimento, ela é uma Libertação.
Ela é algo que vocês reconhecem de toda eternidade.

Naquele momento, vocês tomam consciência de que vocês são isso e não o que vocês puderam aderir até agora.

Vocês vivem esta transformação final com uma acuidade que não pode existir para a consciência da vida sobre a Terra.
E, entretanto, este Desconhecido é-lhes, naquele momento, conhecido.
O Fogo, o Amor, a Alegria, a dor, mesclam-se em algo que não pode ser expresso com palavra alguma.
A Fusão mística realiza-se então.
Vocês são transpassados.

Após terem sido enlevados, efetivamente, vocês são transpassados.
Então, se vocês estão ainda interessados, um pouco que seja, no que lhes transpassa, vocês poderão perceber seu Anjo Guardião, o Arcanjo MIGUEL, ou o Senhor METATRON em pessoa, que trabalham em vocês ou então o que é chamado de Hierarquias Angélicas (os Serafins, os Querubim) que estão trabalhando ao redor de vocês.

Isso é um casamento, um casamento como nenhum outro, sobre esta Terra.

É um casamento que dura eternamente.
Este não é um casamento que passa por suas fases.
É um casamento com vocês mesmo.
Porque vocês sabem, naquele momento, para vivê-lo, que não pode existir a menor distância, a menor separação, com sua Essência que é esta Luz, este Amor, este Fogo.
Vocês o vivem na carne.
A alma desvia-se completamente de tudo o que era sua vida.
Ela se arremessa nas chamas do Amor.
Naquele momento, o corpo não existe mais.
O que vocês eram, não existe mais.
O que vocês eram, alguns minutos atrás, e cada minuto seguinte, não existe mais.
Vocês não estão mais submetidos a qualquer tempo.
Vocês não estão mais submetidos a qualquer densidade.
Vocês não estão mais submetidos a qualquer limite e vocês o vivem.

E vocês sabem, vivendo-o, que isso não é alguma coisa que saiu da sua cabeça, que isso não é uma suposição e que é realmente a própria Essência do que é a Vida, a própria Essência do que vocês são e do que são todas as formas de vida.

Um sentimento de leveza, extrema, aparece.

A agitação e a calma desenrolam-se ao mesmo tempo.

Vocês são às vezes esses bilhões de partículas iluminadas, fragmentadas e vocês são, ao mesmo tempo, a Totalidade, reunida em uma única Luz Branca que dissolve absolutamente tudo o que não é Ela, tudo o que não é Ele.

A Alegria, se tanto é que isso seja possível, aumenta ainda até se tornar intolerável.

E, entretanto, ela continua a aumentar.
A cada instante, que segue o anterior, vocês creem que isso não pode ir mais longe e, no entanto, a cada instante seguinte, isso vai ainda mais longe, ainda mais intensamente.
O encantamento, o êxtase: vocês não são mais que isso.
O retalhamento da Ilusão é consumido.
Vocês têm o conhecimento direto, naquele momento, sem se colocar a menor questão do que é Verdadeiro, do que é autêntico.

Vocês se tornam imensos, na Consciência.

E vocês se tornam tão pequenos, tão pequenos, a um ponto que não existe quase mais, sobre esta Terra.
E mais vocês aumentam e mais vocês se afastam do que vocês acreditavam, até o instante anterior, ser.
Vocês são apenas um Coração que Vibra, uma Luz que palpita, um Amor que se torna cada vez mais abrasador e cada vez mais doce.
Nada, no corpo de carne, pode existir que não seja da mesma ordem.

Nenhuma experiência pode (em um momento ou outro, do que vocês vivem) lembrá-los de alguma coisa que vocês tenham vivido.
Vocês desaparecem totalmente e, no entanto, vocês estão vivendo mais do que nunca.
Vocês são o conjunto dos Universos, vocês são o conjunto das Criações, vocês são o conjunto das Criaturas.
Tudo isso se desenrola em algo que parece não ter mais espaço, nem tempo e que, contudo, envolve todos os tempos e todos os espaços.

Eis seu futuro. 
 
Além das palavras que eu pronunciei, eu coloquei a Vibração a mais justa.

Porque o que vocês têm a viver, neste corpo e nesta carne, o que a vida e a Luz lhes propõem, guardem, em alguma parte, a lembrança das minhas palavras e da Vibração que eu lhes forneci esta noite.
Saibam também, e esse é o paradoxo, que se vocês não buscam isso, e bem, é muito exatamente o que vocês irão viver.

Se nós tivermos tempo, antes que eu comungue com vocês, ainda, durante o alinhamento, e se há em vocês perguntas em relação ao que eu acabo de dizer, eu os escuto com Alegria.


Nós não temos perguntas. Nós lhe agradecemos.


Minhas Irmãs e meus Irmãos, eu espero ter conseguido, além das palavras, ter levantado um novo canto do véu.

Eu carrego o nome UNIDADE que está em ressonância, como vocês sabem, ao nível do desdobramento da Luz, com o Espírito, com o que os nossos amigos orientais chamam de Âtman.
Lembrem-se, também, de que esta Fusão e este Reencontro não é outro senão o Reencontro com vocês mesmo, em outro nível, aquele que é Verdadeiro.
Eu volto muito rápido, em vocês, com todo o Amor e o Fogo do CRISTO. 


Até logo mais. 
 
Tradução para o português  e Divulgação:

Post. e Formatação:

Mensagem da Amada GEMMA GALGANI no site francês:
http://www.autresdimensions.com/article.php?produit=1167
23 de agosto de 2011
(Publicado em 24 de agosto de 2011)

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Comentários não relevantes com a mensagem e possuidores de links não serão publicados, assim como comentários ofensivos a quem quer que seja.

Imprimir ou Salvar em PDF

3 Mais Lidas do Blog

DOAÇÃO/MANUTENÇÃO


– DOAR – Abro este canal para doações espontâneas para este blog, sem qualquer compromisso, qualquer valor auxilia a manutenção deste espaço.
Opção de deposito: Caixa E.Federal - Ag:0505 -
Conta:013-00007103-7 L.A.P.M.B.
Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...