15/06/2011

CONCELHO DA LUZ

Mensagem do Concelho da Luz
DESCERRAI OS DENTES
 Por Rebecca Couch,
12 de Junho de 2011
Podeis sentir o zumbido, o zunzun da carga das energias novas? 
Continua  
O desafio é que se parece mais como uma forma de electrocussão do que com o gotejar de águas serenas! Mas não há necessidade de nervosismo como tendes sentido. 
Está tudo bem – respirai profundamente.
É um esforço consciente agora para não sentirdes resistência no vosso corpo a estes poderosos influxos de luz, um pouco como tentar ser poroso num temporal. 
Dói. 
Então, sede como a água que flui à volta da pedra no rio não resistis flui apenas para encontrardes o caminho da menor resistência.
Considerai-vos como a água, como o ar, como o movimento líquido.
A melhor coisa a fazer é movimentar-vos como uma ameba para dobrar e fluir como exigido.
É de longe demasiado doloroso de outra forma porque cada única célula está a receber nova informação durante a maior parte das reconstruções!
Todas as regras que vós já sabeis aplicar, só que quando vos estais a transformar em dor é fácil esquecer.
Bebei muita água pura, mexei-vos para harmonizar as contracções, mantende uma luz e intenção positiva (peso gera peso) e permiti que a majestade da natureza da Mãe Terra vos acalme. 
Descansai e sede gentis tanto quanto o necessário e deliciai-vos na simplicidade.
Não precisamos realmente de muito.
Graça gentil. 
Coração sereno.
Pensamentos bondosos. 
Muitas, muitas gigantescas respirações profundas para limpar, purificar, desintoxicar e somente a antiga calma singela abranda a hiperventilação! Aliviai a tensão nas vossas costas, descerrai os dentes e flecti as articulações.
  Passeios na montanha russa podem ser mais divertidos com uma respiração funda e as vossas mãos no ar do que todos tensos e a gritarem com os olhos fechados enquanto dura. 
Assim, verificai agora e vede o que vos está a prender.
Respirai.
Oh, sim, apenas porque estais no meio de três eclipses, de alinhamentos planetários maiores e da maior erupção solar registada na história no rufar dos tambores para uma lua cheia… fazei o vosso melhor para respirardes em vez de gritar. 
Por vezes tudo o que podeis fazer é gritar, mas não vos magoeis ou a alguém mais no processo. 
Colocai a máscara de oxigénio antes de tentardes ajudar os outros.
Lembrai-vos de localizar as braçadeiras.
Tanto quanto possível, ide para a natureza ou conectai-vos com a lealdade da natureza.
Ela sabe exactamente como lidar com isto, então ide com o seu fluxo. 
Não – resistência.
Não -  apegos.
Não – julgamento. 
Permitir. 
Percepção inocente.
Pode ser um verdadeiro esforço olhar para isso com olhos inocentes quando vos sentis mais exaustos, abatidos, estafados, frustrados e claramente mais cansados e velhos do que nunca mas, por esta altura, deveis todos ser especialistas em alcançar o fim dos cabos para começar de novo. Parecemos sempre escolher o caminho difícil.
Oh, bem, ide nessa.
E então, haveis finalmente despelado as unhas das vossas mãos e descerrado os dentes e agora?
  Continuai pendurados o melhor possível, pois há mais ondas para chegar. 
Mantende o vosso mantra: 
“Libertar, permitir, rejuvenescer… libertar, permitir, rejuvenescer…”  
Dessa maneira, antes que deis por isso estareis a enxugar os vossos olhos e a sentir a luz quente na vossa pele.
Mas não pode ser dito muito mais sobre o alívio enquanto estais ainda no excruciante canal de parto, excepto “isto também deve passar.” 
Graças a Deus!
Esta fase de “gritar e ranger de dentes” pode passar sem vos causar ou a outros excessiva dor e em especial porque sabeis que é importante fazerdes o melhor para contribuir para a paz e para a elevação, pois os outros não compreendem o que fazeis e eles provavelmente estarão a gritar. 
Acalmai para que os outros possam acalmar-se. 
Há menos palavras para descrever o que está agora a acontecer que não foram ditas durante anos de preparação.
Assim, permanecei com o conceito simples de “paz e amor”! Permanecei nestas intenções – e desapertai o maxilar.
A iluminação não vem de ranger os dentes. 
É pena, pois estaríamos todos agora a pairar como Budas!
Sede bondosos em tudo o que fazeis, mesmo que isso seja tudo o que podeis fazer.
Pretendei ser graciosos durante estes momentos e isso pode ser um desafio amoroso em vez do velho fora-com-a-cabeça.
Está certo não pensar e deixar somente que o coração vos guie agora. 
Pensar dói, de qualquer maneira….assim, ide pelo outro caminho.

Em paz e tranquilidade, nós somos

O Concelho da Luz Dentro de Vós
  




Tradução (português de Portugal): 
Ana Belo
anatbelo@hotmail.com

© 2011 Rebecca Couch, Dean Noblett e Heart Light Living from the Heart. www.heartlight.cawww.deannoblett.com/


Podem ser feitas cópias desta mensagem para fins não-comerciais através da distribuição em todos os meios desde que o seu conteúdo permaneça intacto, sejam concedidos os devidos créditos autorais e o endereço electrónico incluído.
Fonte: www.spiritlibray.com
Extraido: LUZ DE GAIA
http://www.luzdegaia.org
 

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Comentários não relevantes com a mensagem e possuidores de links não serão publicados, assim como comentários ofensivos a quem quer que seja.

Imprimir ou Salvar em PDF

3 Mais Lidas do Blog

DOAÇÃO/MANUTENÇÃO


– DOAR – Abro este canal para doações espontâneas para este blog, sem qualquer compromisso, qualquer valor auxilia a manutenção deste espaço.
Opção de deposito: Caixa E.Federal - Ag:0505 -
Conta:013-00007103-7 L.A.P.M.B.
Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...