16/11/2011

ANAEL – 13 de novembro de 2011

 Eu sou ANAEL, Arcanjo.

AUTRES DIMENSIONS.
14 de novembro 2011

Bem amados Filhos da Luz, bem amadas Sementes de Estrelas, que a Paz, a Alegria e o Amor sejam sua Presença.
Permitam-me estabelecer minha Presença em sua Presença.
Eu venho a vocês não tanto para fazer grandes discursos, mas, antes, para tentar viver, além de minhas palavras e de suas questões, o processo da Comunhão, Elevando a Vibração, de Coração a Coração, que permite viver ao mais próximo e estabelecer-se ao mais próximo da Unidade e da Verdade.

Foi-lhes dado, muito recentemente, certo número de elementos, pelo Arcanjo MIGUEL e pelo Arcanjo URIEL, assim como pelos Anciões e pelas Estrelas, em ressonância direta com o processo chamado Ascensão (ver em nosso site as canalizações de 12 de novembro, de O.M. AÏVANHOV, MIGUEL, URIEL, MA ANANDA MOYI e GEMMA GALGANI, assim como as canalizações de 13 de novembro, de IRMÃO K e UM AMIGO).
A etapa que vocês são chamados a viver e a Conscientizar-se requer certo número de desenvolvimentos da consciência, de tomadas de consciência, de modificações do próprio funcionamento de sua vida.
Esses mecanismos, é claro, são tanto Interiores como exteriores.
Eles estão, como vocês sabem, consumados nos Planos Multidimensionais.
Resta a eles, agora, ressoar no Plano de sua Dimensão.
Isso está em curso.
A revelação da Luz, a instalação da Luz, em sua Vibração e em sua qualidade, permite, hoje, à consciência de cada um aproximar-se ao mais exato de sua Consciência Final, testemunha de sua Evolução na nova Frequência, na nova Vida.
A Ascensão não é um fim, mas, bem mais, um novo Nascimento, momento em que a consciência passará, como o disse o Comandante dos Anciões (ndr: O.M. AÏVANHOV), da lagarta à borboleta.
Novo Nascimento em Mundos novos, nos quais não existe qualquer oposição, qualquer sofrimento, qualquer Dualidade, nos quais tudo é Alegria, nos quais tudo é apenas Instantaneidade, nos quais tudo é Um.
Em relação a esses mecanismos que se desenrolam, presentemente, tanto em vocês como no exterior de vocês (individualmente e, muito em breve, coletivamente), eu venho, portanto, por minha Presença e minha Radiância, tentar responder o melhor que eu possa, através de minhas palavras e através de nossa Presença comum, sobre as interrogações levantadas pelo mecanismo da Ascensão.
Bem amados Filhos das Estrelas, eu escuto, portanto, o que vocês têm a perguntar-me.
Cada uma de suas questões requererá um desenvolvimento específico, em ressonância direta e em tomada direta com o conjunto de elementos Comungados e comunicados pelo Arcanjo MIGUEL.

Questão: o que se chama Sementeira de Chaves Metatrônicas?

Bem Amada, a Sementeira de Chaves Metatrônicas faz parte da revelação das últimas Chaves.
Vocês tiveram, durante o fim dos Casamentos Celestes, a revelação de Chaves Metatrônicas principais, correspondentes à Linguagem Vibral original, bem além da língua, que se junta ao princípio do Verbo.
A ativação das cinco Frequências (chamadas, também, gama pentatônica), assinala o reconhecimento em Universos Unificados, que corresponde, muito precisamente, à ativação de cinco Novos Corpos que existem de toda a Eternidade, tanto na estrutura da Consciência como desse corpo, mesmo na falsificação.
Essas cinco etapas Vibratórias, que correspondem à ativação de novas Portas, novas Estrelas (revelação dessas Portas e dessas Estrelas) devem ver a conclusão da Sementeira Metatrônica correspondente ao Logos Solar CRISTO-MIGUEL, ao qual se unirá METATRON, a fim de emitir os Novos Códigos de Vida.
Estes são, obviamente, frequências Vibratórias que permitem outra revelação de Luz.
Permitem, também, estabelecer a Nova Fundação de Vida, não mais ao nível do que vocês chamariam, simplesmente, o primeiro chacra (ou chacra raiz), mas, efetivamente, ao nível da Nova Fundação, chamada Vibração OD, chamada, também, Porta Estreita.
O estabelecimento da Nova Vida necessita, portanto, da adição, uma vez o Coração reencontrado, inteiramente, de Novas Chaves e de Novas Funções de vida em seus Novos Corpos, chamados Corpos de Existência.
Isso concernirá a certo número de seres humanos, algumas Consciências aptas a Veicular esses Códigos, a Semeá-los, a fazê-los crescer, a fim de povoar as Dimensões de destino, assim como os Universos e os Multiversos.
Isso será realizado de maneira concomitante com o Anúncio de MARIA, do qual decorrerão 132 dias de formação Vibratória.
Ainda não chegou o momento de revelar-lhes isso, porque não se trata, naturalmente, de um desenvolvimento intelectual, mas Vibratório.
Do mesmo modo que o OD-ER-IM-IS-AL nada tem a ver com as notas musicais, mas corresponde ao próprio Fundamento da origem da Vibração, bem além do som, bem além da cor, bem além da forma.
Resta, portanto, energizar – se o termo pode ser empregado assim – as sete Frequências primordiais, inteiramente que, acopladas às cinco já Elevadas, constituirão sua nova Unidade, sua nova Existência e suas novas possibilidades de Vida, nos espaços da Criação Infinita, sem qualquer limitação Dimensional.
O tempo em que seus questionamentos afloram à sua consciência, vou, por uma linguagem metafórica, tentar explicar-lhes, de maneira visual e Vibratória, o que lhes deu a Estrela GEMMA GALGANI, da Unidade, concernente ao momento preciso, chamado Passagem (e independentemente mesmo de sua própria Evolução Vibratória, ligada à sua Sentença Vibratória de Consciência).
Foi-lhes dado a ouvir, por nossas bocas, e a ver, tanto por seus olhos como por seus olhos Etéreos (e, para alguns de vocês, pela Visão do Coração), a modificação de seus céus, concernente ao Sol que se torna azul.
Em seguida, foi-lhes dado a observar, em seu céu noturno, a chuva de Partículas Adamantinas que se reúnem sob forma figurada de nuvens de Luz Vibral, que se densificam em seus céus e recobrem, pouco a pouco, o conjunto do manto da Terra (tanto esse corpo, que é o seu, como o Corpo do conjunto de Consciências presentes sobre a Terra).
Disso decorre, para seus olhos, para a Visão Etérea e para seu Coração, sua capacidade para ver a trama de Luz aparecer em seus Éteres e, portanto, no ar.
Essa trama de Luz e essa disposição da Luz vai tomar uma importância cada vez mais extensiva, que se traduz – se se pode dizer assim – pelo aparecimento, aos seus olhos, de um nevoeiro, cada vez mais branco, cada vez mais cintilante, cada vez mais Vibrante.
A um dado momento, essa Vibrância específica da Luz Adamantina dissolverá, realmente, as formas sobre as quais ela incrustou-se, dando-lhes a Ver a Visão total da Unidade, para além da aparência da Ilusão da densidade, para além da aparência de seus olhos; dando-lhes a Ver – sem os olhos – e a Perceber sem os sentidos diretamente pela Consciência, o que nós chamamos os Universos Unificados.
Vocês estarão, naquele momento, de uma maneira geral, estabelecidos na Nova Unidade, mesmo se a antiga Dimensão persistir ainda durante 132 dias.
Esse mecanismo será vivido com a maior Lucidez, que faz parte do elemento chamado Face a Face: Reencontro com a Luz e Evolução Vibratória que decorre desse Reencontro.
O estado da Consciência poderá ser, é claro, múltiplo, de acordo com sua adesão ao processo ou sua recusa do processo (eu os remeto, para isso, ao que descreveu, de maneira geral, a Estrela UNIDADE) (ndr: ver a intervenção de GEMMA GALGANI, de 12 de novembro).
De sua identificação com essa Vibrância nova resultará o mecanismo da Ascensão final.
De sua recusa da identificação à Luz (quer isso seja ligado à vontade da alma para persistir em Mundos Carbonados, quer sejam os medos enquistados e não totalmente evacuados, que tomarão, então, a dianteira de sua cena) fará com que essa Luz de Unidade, de Amor chamado o Fogo do Espírito – seja considerada como um fogo devorador, que acaba com sua Liberdade de continuar numa Dimensão que desaparece.
Ser-lhes-á feito, então, muito exatamente, de acordo com sua Vibração, de acordo, unicamente, com o estado de sua Consciência: não de acordo com o estado desse corpo, não de acordo com o estado de sua idade, de sua condição, de seu carma, mas, simplesmente, de acordo com o estado de sua Consciência, e, unicamente, de acordo com ele.
Esse elemento visual (não unicamente metafórico) corresponde ao que nós podemos encontrar de melhor como imagem da Ascensão, concernente à Passagem em si.
Não é, portanto, uma Passagem que corresponde à ocultação da consciência, no momento da morte, mas, efetivamente, a um Nascimento, no Ilimitado.
Da capacidade da Consciência Individual a identificar-se, por Ressonância e Comunhão, na Graça, decorrerá a facilidade da Passagem.
Essa Passagem não será, jamais – mesmo para aqueles que recusam a Luz – como uma morte, mas, efetivamente, como um Novo Nascimento, um Renascimento total e uma Regeneração total na Luz.
Toda Consciência, qualquer que seja sua própria Sentença Vibratória, deverá viver o Face a Face.
Não existirá, tanto na superfície desta Terra, como no conjunto desse Sistema Solar, qualquer exceção à investidura da Luz.

Questão: «retornar à casa» é uma alusão à Origem Estelar ou à FONTE?

Bem Amada, existem – como foi dito – diferentes mecanismos Ascensionais.
Existem numerosas Moradas na Casa do Pai.
O retorno à Casa não pode exprimir-se no sentido de uma casa, uma vez que a Liberdade é Total.
Haverá, antes, uma noção de predileção Vibratória, que remete cada Consciência ou à sua predileção de Dissolução na FONTE, ou a uma Origem Estelar específica, ou a uma Origem Dimensional mais precisa.
Essa Origem Dimensional não significa o confinamento numa determinada Dimensão, mas, efetivamente, a capacidade, para a Consciência, de viver num Corpo Multidimensional não localizado, nem no tempo, nem no espaço, nem nos Tempos, nem nos Espaços, que lhe permite viver a Liberdade a mais total, mesmo se exista, inegavelmente, uma afinidade Vibratória maior, por tal Mundo ou tal outro Mundo, por tal forma ou tal outra forma, por tal Dimensão ou tal outra Dimensão.
O importante não é colocar-se a questão: aonde ir? Porque, aí também, seu estado de Consciência conduzi-los-á, muito naturalmente, àquilo em que vocês pensam, ao que vocês São.

Questão: como se articula a noção de Origem Estelar para que Dimensão?

Bem Amada, em cada Universo, como qualquer Multiverso Unificado, em ressonância direta com os estados Multidimensionais do Ser e da Consciência, existem – como, talvez, vocês saibam, sobre esta Terra diferentes Sistemas Solares e planetários, dos quais a visão que vocês têm é, certamente, apenas extremamente parcelar (porque ligada aos envelopes isolantes da Terra que os impedem, Vibratoriamente, como por suas ferramentas tecnológicas, de ver a Verdade).
Seu olho é sensível apenas a uma parte do espectro eletromagnético.
A consciência confinada é, também, ela mesma, sujeita a uma limitação de percepção de frequências.
Nos Mundos Unificados não existe qualquer confinamento, qualquer limitação frequencial.
Existem, contudo, Origens Estelares diferentes.
Essas Origens Estelares traduzem-se por características de montagem de elementos constitutivos de diferentes Dimensões (de diferentes matérias, se preferem), que estão em proporções diferentes.
Se tomamos dois exemplos, e unicamente dois exemplos, porque seria extremamente fastidioso enumerar a infinidade de possibilidades; se tomamos o Sistema Solar chamado Sírius A, ele é dominado pelos Seres Azuis de Sírius («dominado» não querendo dizer qualquer poder, mas, simplesmente, uma manifestação de tipo azul, em ressonância com a água, como elemento prioritário).
Os povos que povoam esse Sistema Solar são ou Seres chamados, por vocês, Golfinhos (embora tenham apenas poucas coisas a ver com seus golfinhos que vivem na água, mas, mais, com os golfinhos que vivem no ar e se têm em pé, mas a forma geral dessas Consciências, ao nível de um Mundo chamado quinta Dimensão, é um antropomorfismo de tipo Delfinoide).
Naquele mundo, existem as mesmas Consciências, que habitam outros Corpos Dimensionais (como, por exemplo, ao limite do antropomorfismo) e que são chamados os Guias Azuis de Sírius.
Esses Guias Azuis de Sírius (de que faz parte SERETI), Agenciadores e Coordenadores dos Mundos, não estão numa forma antropomorfizada: eles estão no limite do antropomorfismo, e não podem, portanto, ser apreciados de outro modo que não pelo que vocês chamariam, com sua Visão Etérea, uma bruma azul, vagamente de forma humanoide, mas sem que haja possibilidade de confundir essa forma com uma forma humana.
A Consciência que habita em Sírius A (um Golfinho, de pele acobreada, de quinta Dimensão, que se tem em pé, no ar e é um Guia Azul que evolui na 18ª ou 24ª Dimensão) faz-se ver através dessa bruma de Luz.
Assim existem, entre vocês (entre aqueles que ainda estão presentes sobre esta Terra), seres cuja Origem Dimensional está bem além do antropomorfismo, como, por exemplo, a Civilização dos Triângulos ou, ainda, a Civilização chamada e denominada Arcangélica (que nada tem a ver, é claro, com os Arcanjos reunidos em Conclave, hoje, que jamais conheceram a encarnação).
Existe, contudo, uma forma específica do que vocês nomeiam Arcanjos, que evolui na 18ª Dimensão, presente em diferentes Universos e Multiversos, que tomaram, há muito tempo, um corpo.
Aí está o sentido de sua Origem Estelar e de sua Origem Dimensional.

Questão: como saber se um ensinamento é exato?
 
Bem Amada, a única Verdade é a Verdade Interior.
O que é importante é saber se o que eu lhes digo – ou o que diz tal pessoa, ou o que veicula tal outra pessoa num ensinamento abre o Coração ou não, ou seja, se esse conhecimento permanece puramente exterior, não os conduz, jamais, ao Fogo do Coração, ou se ele os aproxima de seu próprio Fogo do Coração.
Se não existe num ensinamento, numa palavraa capacidade para fazer Vibrar seu Coração, e não unicamente suas emoções e sua energia vital, então, esse ensinamento não é a Verdade, no sentido absoluto.
Entretanto, existem etapas, preliminares, até o presente, que permitem à Consciência talvez – aproximar-se do estado Vibratório do Coração.
Mas lembrem-se – e isso é uma constante – de que apenas vocês, e vocês sozinhos, em seu Face a Face de Consciência, é que podem penetrar o santuário do CRISTO, a Porta Estreita e viver o Coração.
Nenhum ensinamento, seja ele o mais Verídico – como, por exemplo, o OD-ER-IM-IS-AL – pode conduzi-los ao Coração, se vocês não Vibram o Coração.
Assim, a noção de Verdade absoluta e de Verdade relativa torna-se, também, muito relativa, em função do que você é levado a portar e a Vibrar.
Aquele que está no Coração pode viver o Coração, tanto num lugar falsificado como quando de um reencontro com um ser das Trevas, as mais totais.
O que é importante não é o exterior: isso será, sempre, o que é seu Ser Interior.
Enquanto seu olhar quiser saber se um ensinamento é Verdadeiro ou exato, você não viverá a Verdade.
Coloquem-se, agora, as boas questões: não de saber se algo é Verdadeiro ou não, mas se seu Coração está em Fogo ou não, porque é a única questão que condicionará, pela resposta Vibratória, quem vocês São e onde vocês Estão.
Todo o resto são apenas palhaçadas do intelecto, privado de Fonte e privado de Luz.

Questão: por que, se «tudo está consumado», o processo ascensional parece continuar?

Bem Amado, tudo está consumado nos outros Planos.
Nós jamais dissemos que tudo estava consumado no Plano no qual vocês estão, caso contrário, vocês não estariam mais aí.
O processo que resta a consumar é, justamente, essa Passagem do individual ao coletivo (que depende, aí também, muito amplamente, da Terra), mas, efetivamente, tudo está consumado.
Apenas o olhar da personalidade, ainda presente, e a interrogação intelectual privam-nos, talvez, ainda, da Vivência direta daquele que está no Coração e que não se põe mais a questão de qualquer espera, porque ele já realizou sua Unidade.
Ele está aícomo o dissemos – apenas para Semear a Luz, Irradiar a Luz e permitir às suas Irmãs e Irmãos viver a Graça e a Comunhão.
Para eles, tudo já está consumado, quer esse mundo desapareça no sentido da Luz, tal como eu o disse num dia, num ano, ou pouco importa o tempo, porque esses seres já viveram sua liberação: eles estão na Unidade e na Existência (e eles são cada vez mais numerosos sobre esta Terra).
Vocês são conduzidos a diferenciar, cada vez mais, até esse instante final da Passagem, o processo chamado individual e o processo coletivo.
Daí vem – talvez – a diferença de apreciação que há a sustentar nesse momento porque eu repito – aí também, isso o remeterá a: com o que você escuta as palavras que eu dou?
Se há vontade e se há compreensão, que passa pelo filtro do intelecto, não pode haver Vibração do Coração.
Existem muito numerosas consciências, onde quer que elas estejam sobre esta Terra, que nada compreendem de sua língua (chamada o francês), para quem basta pôr-se em face de um texto para dele Vibrar a quintessência, o alcance e o significado, para além de todo intelecto, de toda análise e de toda compreensão.
Esses seres passaram na Vibração e na vivência direta da Vibração: eles não têm mais necessidade de palavras, eles não têm mais necessidade de explicações, mas eles vivem a própria Unidade.
Lembrem-se (e isso se junta à questão precedente): pode haver ensinamentos que se situam muito próximos da Verdade absoluta, do mesmo modo que pode haver ensinamentos que não correspondem a qualquer Verdade absoluta.
O que os diferencia é, simplesmente, a finalidade.
O importante não é o que é dito.
O importante não é o que é compreendido.
O importante é o que é Vibrado.
E, se o Coração Vibra, não existe mais qualquer questão, nem qualquer questionamento, porque a resposta está no Coração.
É claro (e nós estamos perfeitamente conscientes disso), é evidente que algumas de nossas palavras, não podem ser compreendidas diferentemente do que pela Vibração do Coração.
Aquele que quiser apreender-se delas, simplesmente pelo intelecto, sem passar pelo Coração, estará cada vez mais derrubado por nossas palavras.
Quem é que está derrubado, se não é a personalidade?
Aquele que Vibra o Coração, a Unidade, a Presença, a Comunhão e a Graça não tem qualquer interesse por nossas palavras.
Há um simples interesse por nossa Presença e nossa Vibração.
E esse apoio de nossa Presença e de nossa Vibração existe tanto numa página sobre a qual são escritas nossas palavras, como no que vocês chamam internet, como numa folha dita impressa.
Aquele que Vibra a isso, vive na Unidade.
E é a diligência lógica e a finalidade a mais exata da Luz Vibral, que é a de fazê-los Vibrar à Luz, porque essa é sua Essência.
Não pode existir outro modo de Transcender a Ilusão, outro modo de tornar-se, a si mesmo, Luz, porque essa é a natureza de toda Consciência.
Enquanto o filtro e a resistência do mental estão presentes, ele pode apenas gerar medo, incompreensão e dúvida.
O Coração não pode, jamais, duvidar porque ele é a certeza absoluta da Luz, da Vibração, do Amor e da Unidade.

Questão: por que me senti flutuar no Universo, com a Via Láctea em minha mão?

Bem Amada, na Consciência Unificada, o que é o maior pode tornar-se o menor.
O grão de areia contém o conjunto dos Universos.
Não há localização nem espacial, nem temporal.
A noção de distância, tal como é concebida na Ilusão do confinamento, não tem qualquer substância e ainda menos realidadenos Mundos Unificados.
Não há, portanto, que querer saber qualquer explicação, porque o que é fundamental é ter vivido essa experiência, mas não procurar compreender uma explicação ou dar a ela uma interpretação específica, outra que não aquela que eu acabo de dar.
Caso contrário, é completamente possível que a personalidade possa apropriar-se de uma experiência de Luz, através do filtro de interpretações, da busca de sentido.
A experiência, em si, é o sentido.
No momento, não mais da experiência, mas do estabelecimento total na Consciência Unificada, não pode existir a mínima questão, porque tudo, então, é evidência, tudo é resposta.
A resposta não se faz sob um modo lógico, tal como vocês podem percebê-lo, nesse mundo, mas por uma compreensão mediata, imediata, instantânea, que Transcende todos os tempos e todos os espaços, no Espaço Sagrado de sua própria Vibração.
É nesse sentido (juntando-se, com isso, a uma das primeiras questões), que há necessidade de uma forma de reaclimatação na Sementeira de Chaves Metatrônicas, que lhes permite deslocar-se de acordo com o pensamento, de acordo com a Vibração e não mais de acordo com o intelecto.
Porque o intelecto não lhes será de qualquer socorro nos Mundos Unificados, porque não existe nem alto nem baixo, nem esquerda nem direita, nem dentro nem fora, nem interior nem exterior.
Isso, o cérebro e a consciência da personalidade não pode nem conceber nem aproximar-se, nem mesmo apreender.
Nos mundos Unificados, a simultaneidade é regra: nada é confinado, nada é limitado.
Vocês não são dependentes de qualquer forma, embora tenham diferentes Corpos nas diferentes Dimensões.

Questão: no momento da Ascensão final, reencontrar-se-á nossa Origem Estelar – ou nossa Dimensão de origem – que era aquela exatamente antes de nossa encarnação?
 
Eu, efetivamente, disse – e todos nós dissemos que o que acontece sobre esta Terra é, para toda Consciência, uma Liberação total do confinamento.
Algumas almas criadas pelo Espírito, devido ao confinamento, têm necessidade de experimentar a matéria carbonada em alguns de seus componentes.
É evidente que essas consciências terão o Conhecimento, absoluto e total, de sua Dimensão Estelar, de sua Origem Estelar, e passarão, contudo, pela experiência que eles têm vontade de efetuar.
Assim, portanto, cada um estará Consciente dessa Dimensão Original, desse Sistema Solar de origem, mas tudo dependerá – eu repito – de seu estado Vibratório.
Não é o mental quem decide, é a Vibração.
Recordo que nós estabelecemos uma distinção formal entre Vibração e circulação de energia.
A circulação de energia vocês a sentem, para a maior parte de seres humanos, hoje, porque isso faz parte da transformação do Éter, chamada Fusão dos Éteres.
Essa Energia que circula, qualquer que seja a manifestação, não à Vibração.
A Vibração acompanha-se de uma modificação instantânea da consciência, seja nos Alinhamentos, seja nas Comunhões, seja em seus momentos de meditação (ou qualquer que seja o modo pelo qual vocês os nomeiam), que permitem, justamente, à sua consciência não mais manifestar, durante esses momentos, nem desejo, nem emoção, nem mental.
É pela aprendizagem – mais ou menos completa, mais ou menos acabadade experiências que vocês efetuam na nova Consciência que lhes será permitido viver a diferença entre a consciência comum e a Consciência Turiya.
Lembrem-se de que toda Consciência deve viver a Passagem, que toda Consciência deve viver o Reencontro com a Luz.

Não temos mais perguntas, agradecemos.

Bem amados Filhos da Luz, bem amadas Sementes de Estrelas, eu rendo Graças, agora e já, por seu acolhimento e seus questionamentos.
Bem amados Filhos da Luz, bem amadas Sementes de Estrelas, que a Paz, a Verdade e a Unidade sejam suas.
Até dentro de alguns instantes.



Tradução do Francês e Divulgação:
Célia G
http://leiturasdaluz.blogspot.com/
Post. e Formatação:
Semeador de Estrelas

Compartilhamos estas informações em toda transparência. Obrigado por fazer do mesmo modo. Se você deseja divulgá-lo, reproduza a integralidade do texto e cite sua fonte: www.autresdimensions.com.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Comentários não relevantes com a mensagem e possuidores de links não serão publicados, assim como comentários ofensivos a quem quer que seja.

Imprimir ou Salvar em PDF

3 Mais Lidas do Blog

DOAÇÃO/MANUTENÇÃO


– DOAR – Abro este canal para doações espontâneas para este blog, sem qualquer compromisso, qualquer valor auxilia a manutenção deste espaço.
Opção de deposito: Caixa E.Federal - Ag:0505 -
Conta:013-00007103-7 L.A.P.M.B.
Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...