22/03/2014

Os Quatro Pilares dos Melquisedeques

"Desmantelamento do espaço-tempo dentro 
de sua cabeça e estrutura mental".

"O cérebro reptiliano está em total desagregação
das estruturas limitadas de tempo e espaço, 
das reações defensivas e de sobrevivência
 limitadas".

Nós somos os Quatro Pilares dos
Melquisedeques: 
Ar, Fogo, Terra e Água.

Transmitido por: 
Sijah Sirius, do 
Coletivo dos Filhos
 da Lei do Um.


Presididos por OSHO no Fogo, SWEDENBORG na Água, 

RAMAKRISHNA na Terra e MEVLANA no Ar.

São citados quatro nomes, todos os outros Melquisedeques estão inclusos em cada Pilar.

6 x 4 = 24, seis Melquisedeques em cada Elemento, em que o Éter está ao centro desses vinte e quatro e ao centro de cada um.

Acolhamos o grande nascimento do Éter, ao centro do centro, o ponto de Eternidade.

Centro centrado à máxima potência, entretanto, deslocalizado ao infinito.

A nova experiência Eterna, fora do espaço-tempo distorcido da terceira dimensão dissociada, abre as portas para uma revolução total da consciência.

Uma liberação sem precedentes de todos os limites e quadros restritos dessa dimensão dissociada.

Presença múltipla e total.

Dissolução do espaço, momento em que vocês se convertem em todo espaço: dissolução do tempo, momento em que o momento presente engloba e engole todos os outros tempos, passados e a passar.

Como vocês podem encontrar sua liberdade, se não for além desse espaço-tempo limitado?

Como podem alçar o vôo, enquanto pesadas correntes continuam ligando seus tornozelos a pedras pesadas?

Espaço sem espaço e tempo sem tempo.

Olhos perdidos no horizonte e corações que se abrem à verdadeira visão.

As percepções habituais dos sentidos tornam-se supérfluas diante da potência do Éter e da Consciência Eterna.

Porém, isso não os torna menos importantes (os sentidos), pois são uma peça chave na Sacralização da matéria, também, para fazer chegar toda a percepção limitada ao Espírito.

A gravidade que perde a força, a força de compressão e de confinamento.

As ondas antigravitacionais estão aqui, felizmente, ainda, vocês não sairão voando, ou sim!

Tempo dentro do espaço e espaço dentro do tempo.

Espaço do Coração, no qual tudo sucede em um mesmo local e em um mesmo tempo, que são todos os tempos e todos os locais.

Ar, Fogo, Água e Terra unificam-se em espiral, elevando o Éter, fazem descer o Éter.

Não pode haver limite, nem a sua presença aqui na Terra é um limite agora.

Espiral de Elevação e Renovação, que abre as novas revoluções desse Sistema Solar dentro desse universo, muda de eixos, não só da Terra, senão de todo o braço galáctico que está a ponto de mover-se, para voltar à espiral, o que faz desaparecer o zero ou círculo fechado, a experiência fechada dentro de padrões em contínua repetição.

Isso deve ser rompido pela espiral, a qual permite, sempre, a Ascensão e a Evolução dentro dos mundos de manifestação, de forma não desviada.

O espaço do Multiverso torna-se um único espaço.

Os tempos de todo o Multiverso converte-se em um único tempo.

Desaparecimento e desfragmentação de toda parcela ainda não vinculada ao todo.

Redemoinhos de Água, Fogo, Terra e Ar giram em união.

Recebem o Éter no Coração da Terra, elevam o Éter ao Coração do Um, da Fonte Una.

Cada identificação com o limitado aparece.

Vacuidade e Amor divino são o Um, na presença fusionada dos Quatro Pilares dos Melquisedeques.

Isso é igual para todos os conselhos de Arcanjos, de Estrelas.

Todos formam, agora, uma grande espiral.

Desmantelamento do espaço-tempo dentro de sua cabeça e estrutura mental.

O cérebro reptiliano está em total desagregação das estruturas limitadas de tempo e espaço, das reações defensivas e de sobrevivência limitadas.

Desmantelamento de toda reação emocional, de toda identificação com a personalidade e seus vai-e-vens.

Neutralidade fulgurante.

Todas as coisas desse mundo parecer-lhes-ão distantes, mesmo falar do que quer que seja que se aproxime do Espírito.

Revelação do Silêncio como mensageiro, revelação da Água e do Ar que unificam e conduzem o Éter.

Espaço vazio, fora de todo tempo, fora de toda referência, que pode fazê-los sentir, por momentos, como se tivessem perdido o fio de seu quotidiano, de suas coisas diárias a fazer.

Então, esse é o desmantelamento do ilusório do sistema de controle mental humano.

Deixem viver essa desidentificação, essa neutralidade, essa relutância, em certos aspectos que, até agora, produziam-lhes atração.

Não se trata de negar algo.

Aceitem a sua neutralidade, a sua desidentificação.

Tudo há de ser deixado na consciência.

Não obstante, vocês ainda estão aqui, não é para negar qualquer manifestação.

Simplesmente, nunca mais a experiência será a mesma, pois agora, simplesmente, vocês são servidores, gostem ou não do que têm a fazer:
SERVIDORES DA LUZ QUE TRABALHAM A PARTIR DO ABSOLUTO.

Nenhum efêmero virá atrair ou a repelir, simplesmente, vocês farão o que há a fazer na revelação da Multidimensionalidade.

FULGURAÇÃO E DESAPARECIMENTO

Os Quatro Pilares dos Melquisedeques, os 6 x 4 Melquisedeques de cada Elemento que acompanham sua espiral, divulgada pelo Melquisedeque de Fogo OSHO, que os impele à Dança na vacuidade, Dança de Fogo dentro do Espírito do Absoluto.

Saudações de todos os Melquisedeques.

Os Quatro Pilares em espiral estão aqui.

Saudações de ORIONIS, presente, igualmente.

Saudações para além de todo espaço e de todo tempo.








Post. e Formatação
http://semeadorestrelas.blogspot.com/
11/07/2013

Tradução e Divulgação

Transmitido por: 
Sijah Sirius, do Coletivo dos
 Filhos da Lei do Um.

Versão eletrônica do catalão, adaptada ao contexto.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Comentários não relevantes com a mensagem e possuidores de links não serão publicados, assim como comentários ofensivos a quem quer que seja.

Imprimir ou Salvar em PDF

3 Mais Lidas do Blog

DOAÇÃO/MANUTENÇÃO


– DOAR – Abro este canal para doações espontâneas para este blog, sem qualquer compromisso, qualquer valor auxilia a manutenção deste espaço.
Opção de deposito: Caixa E.Federal - Ag:0505 -
Conta:013-00007103-7 L.A.P.M.B.
Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...