14/06/2016

O.M. AÏVANHOV – A RESSURREIÇÃO - Parte 2 C

"Ser livre é, antes de tudo, respeitar a liberdade
 de cada um".

"Não há boa conduta e má conduta, está 
superado tudo isso, há estado de ser,
 estado de Amor, ou não há".

Não sejam mais tributários, mesmo de uma religião, de uma festa ou de que quer que seja.

Vocês não podem pretender ser livres e fazer, ainda, não sei, rituais.


O.M. AÏVANHOV

Maio de 2016

Continuemos.

Questão: você falou de Jesus, mas Maria Madalena, quem era ela?

Isso quer dizer o quê?

Era Sua mulher, simplesmente.

Eles tiveram três filhos juntos.

Questão: ela está muito na moda, nesse momento.

Sim, está na moda nos meios New Age.

Querem apresentar-lhes Maria Madalena como uma grande sacerdotisa disso ou daquilo.

Vocês sabem, há muitas pessoas que procuram histórias, como a reanimação de Cristo.

Talvez houvesse um reanimador que tenha ido reanimar, um viajante temporal, que veio reanimar.

Não, mas você se dá conta um pouco dos disparates?

Será que você imagina em que você acredita?

É melhor não crer em Cristo do que crer em coisas desse tipo, hein?

Quanto a Maria Madalena, era a mulher de Jesus, simplesmente.

Eles tiveram três filhos.

O que você quer saber mais?

Era um Mestre geneticista de Sírius?

Ela está reencarnada, hoje, ela também?

Não.

Saiam do maravilhoso.

Hoje, nós falamos, vocês viveram as linhagens, as origens estelares, para muitos de vocês, vocês viveram o maravilhoso dos reencontros com os povos da natureza, as comunhões de consciência.

Hoje, voltem a tornar-se o mais simples possível, sejam humildes e suaves.

E vocês não podem ser humildes e suaves se estão divagando em sua cabeça sobre histórias passadas.

Eu lhes dou elementos de referência porque se fala um pouco disso, mas não entrem nisso em sua vida.

Não é mais tempo de reconstruir histórias que, além disso, são ligadas ao passado.

O que é que isso pode fazer-lhes, que Cristo esteja morto na cruz e tenha sido reanimado, que ele tenha nascido por inseminação artificial ou pelo Santo Espírito?

O que é que isso muda?

Será que isso vai mudar, realmente, sua vida ou o que vocês são?

Isso não os fará mover um milímetro.

São histórias que vocês se contam.

Vocês não têm necessidade de nada para serem liberados e, sobretudo, liberar-se de toda essa confusão.

Esqueça-se da história, esqueça-se dos Arcontes, esqueça-se da Liberação.

Você pode ser livre hoje, mais do que nunca, muito mais facilmente do que em 2012.

Basta-lhe soltar tudo isso, todas essas históriasmesmo nós, nós somos uma história, assim como vocês e nenhuma história mantém-se diante da verdade.

Quando você nada mais tiver a que prender-se que o que a pessoa chama oneant, como você fará?

Você vai constatar que continua vivo, mesmo se não haja corpo e mesmo se não haja mundo.

Mas isso pode ser mais ou menos longo, segundo suas reticências, porque aí, não se fala mais de medos, isso está superado.

Portanto, o mês de maio, em geral, é o mês da Ascensão e o mês de Pentecostes, no Ocidente.

É, também, neste ano, o Wesak, que foi alterado, ele também, e bem poluído, se posso dizer, tudo o que é ligado à Luz, hein?

 De qualquer modo.

Não se ousa mais colocar questões.

Oh sim, vocês podem, todos, colocá-las, porque vocês, isso lhes dá a impressão de serem humilhados, se posso dizer, mas imaginem que vocês não são os únicos; vocês são milhões assim na Terra.

Portanto, aqueles que vão ouvir isso, eu espero, efetivamente, que isso vá sacudi-los um pouco, hein?

Não é mais tempo de elucubrar sobre histórias passadas, a vir e, eu diria, mesmo, em relação às linhagens estelares e tudo isso.

Vocês fizeram descobertas, alguns de vocês, outros não – pouco importa.

Foram oportunidades, como quando a Onda de Vida subiu, na primeira onda.

Mas não se congelem em eventos reais da Luz que se produziram, congelem-se em seu coração, porque tudo isso, mesmo nossas Presenças, mesmo a ajuda que nós lhes aportamos, no momento preciso, no momento determinado e preciso, isso não lhes será de qualquer utilidade.

De onde nós estamos, através do que muitos de vocês têm vivido, nós colocamos a questão de saber por que vocês recusam a evidência e a própria simplicidade de sua vivência.

Por que será que o ser humano tem, sempre, necessidade de obstruir-se de histórias, de cenários?

Sim, porque ele perdeu o fio do Espírito.

Mas, hoje, o fio do Espírito está aí, vocês não têm mais necessidade de tudo isso.

Vocês são nutridos por si mesmos.

Olhem dentro, vocês verão bem.

Isso não quer dizer que seja preciso parar, eu repito, seja estar junto, seja cultivar seu jardim ou criar, mas não sejam enganados, não sejam tributários de tudo isso, são histórias.

Nós construímos, juntos, um cenário para, justamente, sair da história.

Nós propusemos uma história que corresponde, certamente, a fatos históricos, mas, sobretudo, é uma estratégia que visa fazê-los descobrir-se a si mesmos.

E, para descobrir-se a si mesmo, não há necessidade de ir procurar a história, um guru, nós ou outro irmão, mesmo se isso tenha sido de grande ajuda – mas, a um dado momento, essa ajuda não estará mais aí.

Vocês devem tornar-se autônomos e livres.

Não há outra possibilidade.

Portanto, é claro, coloquem-se todas as questões, é tempo, agora; mesmo os mais incongruentes, eu diria.

Questão: para aqueles que celebram, ainda, o Wesak neste mês de maio, o que você pode dizer sobre a forma não alterada do Wesak com as energias do momento?

As formas?

Quais formas?

Mas o Wesak, vocês sabem bem que todas as religiões, quer seja o budismo, o islamismo, o catolicismo, o cristianismo, o judaísmo, o hinduísmo foram todas, sem exceção, alteradas e desviadas em proveito dos Arcontes.

À época, eram as religiões, agora, é a finança e o dinheiro, mas é o mesmo princípio, é, sempre, a predação.

Vocês não são livres a partir do instante em que dependem de uma circunstância, qualquer que seja, mesmo o Wesak, mesmo a Ascensão da Terra.

Mas, é claro, como vocês sabem, a liberação é total, para todas as consciências.

Por que você se incomoda, então?

Além disso, é a liberdade de cada um festejar tal festa ou tal festa, ou aderir a tal religião ou a tal religião.

Porque aí, caso contrário..., vocês sabem e, talvez, vocês vivam que é um confinamento, mas, para essas pessoas, o que é que vocês sabem disso?

Talvez seja, justamente, ao ver a consciência delas e sua energia subtraídas por esses sistemas de predação, que é graças a isso que elas vão despertar.

Ser livre é, antes de tudo, respeitar a liberdade de cada um.

Em nome de que vocês levariam pessoas em seu próprio destino?

A Liberdade é para todo mundo.

Não há boa conduta e má conduta, está superado tudo isso, há estado de ser, estado de Amor, ou não há.

É tudo.

Questão: para esclarecer a questão, há um modo mais adequado para festejar a festa do Wesak?

Eu os aconselho, sobretudo, a não festejá-la.

Mesmo quando eu falei de festas da Ascensão e de Pentecostes deste mês, eu falei da energia principial original da história de Cristo, mas mesmo essas energias foram alteradas, é claro.

É claro que vocês sentem que não há mais energia no solstício de verão, no solstício de inverno etc., e em algumas festas religiosas.

Mas, aí também, o veneno está inserido.

Não sejam mais tributários, mesmo de uma religião, de uma festa ou de que quer que seja.

Vocês não podem pretender ser livres e fazer, ainda, não sei, rituais.

Ou vocês fazem rituais para liberar sua pessoa, e sua pessoa fique melhor, isso sim, é, mesmo, recomendado tratar-se, não há qualquer antinomia, mas, ao nível dos mecanismos do Espírito, você vai festejar Wesak por quê?

Para que seus legumes cresçam melhor?

Não... (inaudível), o Wesak nada lhe aportará, a Ascensão nada lhe aportará.

Questão: o que significa, quando de uma meditação, receber na mão esquerda sete gotas de sangue de Cristo?

É uma belíssima bênção de Cristo.

É muito simples, isso a remete – e, eu diria, que isso a deixa procurar, por si mesma – às sete chagas de Cristo, há cinco mais duas.

Vocês as conhecem, hein?

As mãos, a coroa de espinhos, o golpe de lança no fígado e os pés, mais o Coração.

Isso quer dizer que você é convidada por Cristo a andar em Seus passos.

Isso significa, também, como o disse Gemma e como o disseram outras esposas, entre aspas, de Cristo, que Cristo pede-a em casamento, mas é um casamento que nada tem a ver com o humano, hein?

Vocês sabem, Cristo pode pedi-los em casamento de diferentes modos.

Eu creio que as Estrelas exprimiram-se bem em sua vida, mas, também, recentemente, sobre esse processo.

É por isso que nós temos empregado a palavra KIRISTI, a raiz do Gina Abdulsumério, para não fazer referência, mesmo se seja verdadeiro, ao Cristo histórico, porque isso foi muito especulado, essas histórias.

Questão: por vezes, quando de uma meditação ou de um momento tranquilo, aparecem pontos brilhantes sobre a pele.

É a Luz que entra, que se acumula.

Portanto, isso faz parte, também, dos sinais de que eu falei.

Eu lhes falei de dores muito pontuais, como golpes de agulha.

Isso pode tomar o coração, pode tomar as Portas, as Estrelas, as mãos, os pés, isso, também, é a Luz.

Lembrem-se de que o corpo de Existência emite uma irradiação que não vai, verdadeiramente, dar prazer ao corpo carbonado, são as irradiações gama.

Você sente a radioatividade, simplesmente.

Questão: eu via, sobre a pele, como que pequenos pontos de diamante.

Perfeitamente.

São as partículas adamantinas, e a reação da pele dá, em alguns lugares, um pouco como quando você transpira em um lugar e a luz brilha em cima, isso dá pontos de luz, é a verdade.

Isso corresponde ao processo de transmutação alquímica pelo processo que descreveu Nicolas Flamel, a sobreposição e a fusão do Fogo vibral e do fogo vital, que deixa parecer e aparecer o Fogo Ígneo.

E essas partículas, que não são as partículas adamantinas, que são pontos de luz extremamente brilhantes, é exatamente isso, isso faz parte do Fogo Ígneo.

Questão: se isso coça por toda a parte no corpo, é a mesma coisa?

Sim, se você não tem pulgas, efetivamente – não, quando eu digo pulgas, se não há doença, isso pode ser, também, um sintoma, coceiras intensas que viajam ou que permanecem em um lugar.

Na condição, é claro, que isso não seja uma doença ou pulgas, hein?

Questão: falou-se de uma epidemia de sarna na França.
Isso tem, talvez, uma relação com isso, que muitas pessoas coçam-se, nesse momento?

Isso pode ser uma doença, ou isso pode ser a Luz, ou isso pode ser preliminar à Luz.

Como eu disse que nada acontece por acaso em sua vida, e na humanidade, de uma maneira geral, tudo é significativo.

Talvez, efetivamente, o micróbio da sarna esteja perfurando a pele para que a Luz penetre melhor.

Questão: os numerosos flashes de luz que aparecem, nesse momento, sem tempestade, têm uma incidência sobre o corpo físico ou o corpo de Existência?

É claro, são flashes de irradiações gama, ou são as primícias da chegada visível de Nibiru, e do Sol, que emite irradiações específicas, quando Nibiru aproxima-se, é lógico.

Aí, não são mais partículas adamantinas que se depositam tranquilamente, hein?

Não é a mesma velocidade de luz, digamos.

Questão: os incidentes são maiores no corpo físico ou no corpo de Existência?

Ambos.

No corpo físico é responsável de dores, de problemas tais como os descritos há pouco, mas isso vem fortalecer, se posso dizer, a emanação do corpo de Existência.

Questão: diz-se que Nibiru vai aparecer de repente.
Ele está escondido pelo Sol, nesse momento?

Ele está escondido pela irradiação do Sol, porque tudo gira na mecânica celeste.

O Sol gira sobre si mesmo, a Terra gira sobre si mesma e gira em torno do Sol, a Lua gira em torno da Terra e Nibiru, que não se desloca no mesmo plano do eclíptico, gira, ele também, e, portanto, as posições relativas mudam.

O que vocês observam, por vezes, que são vistas nas fotos, são as imagens-fantasmas, não vamos entrar nos detalhes, vocês olhem isso na internet.

Entretanto, é claro que isso será visível ao lado do Sol.

Mas não haverá qualquer dúvida, tranquilizem-se, quando isso for visível, os feijões serão cozidos, como se diz.

Questão: foi dito que se podia estar na Unidade e bulímico, você poderia desenvolver?

Eu nada compreendi, enfim, eu ouvi tudo, mas eu nada compreendi.

Pode-se estar na Unidade e ser bulímico, assim como se pode estar na Unidade e anoréxico, isso nada tem a ver.

Crer que porque você vive a Unidade, você terá a imagem de um sábio com a veste branca, que sorri todo o tempo e tudo, é uma heresia.

Isso são mestres de má qualidade.

A Unidade é independente de circunstâncias, de sua idade ou de sua apresentação.

Caso contrário, você desempenha, ainda, um personagem.

Portanto, é similar para a bulimia, a anorexia ou não importa o quê.

Qual é a relação?

Eu confirmo, portanto, mesmo se não seja o que eu disse, que se pode estar na Unidade e que se pode ter coisas que podem parecer, do ponto de vista da personagem, anormais.

Você pode estar na Unidade e ter tiques.

Você não é obrigado, na Unidade, a ter um sorriso permanente, vinte e quatro horas por dia.

Olhe, pode-se dizer, por exemplo, que Ma Ananda Moyi era anoréxica.

Ela nada comia, às vezes, ela comia dois a três grãos de arroz.

E eu não falo de outros místicos, sobretudo, junto às mulheres, que nada comiam.

Portanto, pode-se dizer que se pode estar na Unidade, no Si, e anoréxico – ou bulímico, olhe Buda.

A verdadeira Unidade não é concernida pela pessoa.

Aquele que vive, integralmente, o Si, vive normalmente.

Ele não está olhando para não fumar, para não beber, para prestar atenção ao que ele diz, ele é espontâneo e natural.

Isso são as imagens e as representações que muitos irmãos e irmãs têm, ainda, na cabeça, na qual é preciso que o hábito faça o monge e que a apresentação e o comportamento estejam em acordo com uma noção de harmonia e tudo.

Mas estar na Unidade não é isso, mesmo se isso se traduza no exterior, mas isso vai traduzir-se, não por uma aparência ou por um comportamento, isso vai traduzir-se por uma atmosfera que vocês vão sentir.

Se você olha tanto meu exemplo como se você olha no Oriente, do lado de Bidi, de Sri Aurobindo, as pessoas que se aproximaram desses seres realizados, liberados, não tinham necessidade de apresentação.

Isso se sente imediatamente, é algo que os abre, que lhes dá uma impressão de imensidão.

A bulimia, a anorexia nada têm a ver aí.

Não é preciso crer em tudo o que lhes apresentaram algumas imagens específicas de alguns mestres, e mesmo alguns que eram cômicos, como nosso amigo Osho, com seus trajes extravagantes.

Era um jogo, mas ele jamais se apoiou nisso para promover-se.

Eu usava o branco, mas não era para promover-me, é porque eu suportava apenas isso.

Não sejam tributários de imagens,perfeitos golpistas que se apresentam em vestes laranja, há seres que são anjos e que vão apresentar-se como mendigos, que lhes pedem uma moeda na rua.

Não sejam tributários das aparências ou dos costumes e dos trajes, ou dos rituais.

Será, sempre, uma pessoa que pensa isso, que ela deve ser assim, ou de outro modo, mas isso é falso.

Questão: nós temos a imagem de Cristo, que é uma imagem de beleza, e você mesmo era muito belo, e parecia muito saudável de corpo e de espírito, portanto, é a imagem que se tinha de você.

Obrigado.

Questão: havia uma adequação entre seu corpo e seu Espírito, seu traje, seu aspecto.

Perfeitamente, mas há os que eram feios.

Se você olha Bidi, ele era muito menos belo do que eu.

E, no entanto, ele era liberado.

Eu jamais pretendi ser liberado, em minha vida, eu era realizado, ou seja, eu havia vivido o Si.

O Absoluto, eu fiz apenas evocá-lo, em algumas conferências, porque eu ali não tive acesso, mas o Si integral bastava-me, amplamente.

Mas minha vestimenta e meu aspecto elegante eram ligados a mim mesmo, mas não para mostrar uma imagem.

Caso contrário, eu teria colocado um chapéu bizarro como Osho e um relógio bizarro, como ele.

E, depois, há os que jamais se vestiram.

Se você visse Um Amigo em sua vida, quantas vezes eu lhe disse para ir vestir-se.

Os seres realizados ou liberados não procuram mostrar uma imagem.

É claro, isso se vê no olhar, isso se vê na energia que é emitida, mas a aparência...

Vocês sabem, vocês podem estar ricamente vestidos e estar completamente corrompidos no interior.

É claro, é melhor se há uma adequação, é mais agradável para os outros mostrar uma imagem preparada.

Mas não era isso o essencial, é claro.

Questão: qual é a importância do sofrimento físico e psíquico em nossas vidas?

Muito importante.

Isso não quer dizer que seja preciso procurar o sofrimento, mas se um sofrimento está aí, é um fator de superação, porque o sofrimento obriga-os ou a procurar uma solução ou a assumir-se ou a superar-se.

Portanto, é uma oportunidade.

Mas não é por isso que seja preciso pedir o sofrimento, é claro.

Tudo depende de sua resistência interior, o modo pelo qual você é flexível ou rígido, confinado ou a caminho de liberação.

Mas eu o lembro de que, quando você é liberado, mesmo se você sofra, você não é afetado, qualquer que seja o sofrimento, mesmo aquele da morte do corpo.

Questão: você pode falar do som AUM que você cantava em sua vida?

Sim.

Eu não desenvolverei isso mais, porque o som AUM foi uma inversão específica.

Portanto, o que eu acreditei em minha vida, porque havia, efetivamente, um aspecto energético, encontrou-se comprometido quando eu cheguei e mantive..., primeiro, o aprendiz de Melquisedeque que eu era, até que Orionis cedeu-me o lugar.

Isso faz, às vezes, como dizer..., você «cai do alto», e é aí que você se apercebe, realmente, que tudo o que está presente na superfície desse mundo é falsificado, sem exceção alguma.

Isso quer dizer que, em definitivo, quaisquer que sejam os elementos sobre os quais você se tenha apoiado, bom, por exemplo, eu falava muito dos Sefirots e da Cabala, tudo isso foi recuperado pelos Arcontes.

É claro que é uma ferramenta de progressão maravilhosa, mas, a um dado momento, você percebe que não há progresso, há verdade ou não verdade e que isso não depende de uma ferramenta de progresso, qualquer que seja.

Isso eu não percebi em minha vida, eu o percebi depois, contrariamente a Bidi ou, por exemplo, a Sri Aurobindo, que se aproximou muito, muito perto da fatuidade, eu quero dizer, mesmo de seus poemas e de tudo o que ele escreveu.

Era verdadeiro, era apaixonante, mas falso, não o que ele escreveu, porque tudo o que é verdadeiro nesse mundo, tal como ele era, à época, é recuperado, instantaneamente, pelos Arcontes, quer sejam as religiões, quer seja a magia e tudo o que se pode imaginar.

É por isso que nós insistimos, regularmente, progressivamente, de maneira cada vez mais importante, para dizer-lhes que tudo está dentro, porque o coração não os engana, jamais.

Mas se seu coração apoia-se em conhecimentos exteriores, você será, sempre, enganado pelos conhecimentos exteriores, qualquer que seja seu bom coração.

As muletas são muletas, úteis, mas, a partir de certo momento, elas se tornam uma armadilha e uma prisão.

Então, é verdade que é melhor falar de Cabala do que ir construir canhões, mas o resultado, em definitivo, é exatamente o mesmo: confinamento.

Questão: o primeiro grito e o último gemido são a mesma coisa?

Bem, em dois sentidos diferentes.

Em um sentido, é a alma que penetra e, no outro sentido, é a alma que sai.

O processo de encarnação, no momento em que há o primeiro grito, é o momento em que a alma envia os últimos fios de Luz.

A alma é encarnada no corpo através de doze fios de Luz ao nível do que foi nomeada a Porta Unidade e doze fios de Luz ao nível do que foi nomeada a Porta AL, ao nível dos chacras da alma e do Espírito.

Quarenta dias antes da concepção, a consciência está presente.

No instante preciso da concepção, dois fios de Luz são emitidos à alma, assim que há fusão dos dois gametas.

Os vinte e dois outros fios de luz apenas descem para fixar-se definitivamente no corpo no momento do primeiro grito.

O último gemido, o último suspiro é o momento em que a alma e a consciência saem do corpo, e no qual os fios de Luz, se havia uma alma, para a maior parte dos seres humanos, exteriorizam-se.

Aliás, eu creio que há cientistas que conseguiram verificar a variação de peso que sobrevém no momento do último gemido.

Isso é muito, muito preciso, é da ordem de alguns microgramas ou miligramas, mas é algo que já foi verificado.

Era a última questão, eu creio.

Bem, caros amigos, eu vou, agora, propor-lhes um momento muito curto de bênção e de comunhão.

Eu os amo, todos, sem qualquer exceção, de maneira indizível.

Eu lhes digo até muito em breve, para a sequência das aventuras.

… Silêncio…

Até logo.





Post. e Formatação.




Tradução e Divulgação. 

Céia G. 

Imprimir ou Salvar em PDF

3 Mais Lidas do Blog

DOAÇÃO/MANUTENÇÃO


– DOAR – Abro este canal para doações espontâneas para este blog, sem qualquer compromisso, qualquer valor auxilia a manutenção deste espaço.
Opção de deposito: Caixa E.Federal - Ag:0505 -
Conta:013-00007103-7 L.A.P.M.B.
Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...