06/04/2011

O.M. AÏVANHOV

MENSAGEM DE O.M. AÏVANHOV
Parte - II -
AUTRES DIMENSIONS.
30 de março de 2011
Publicada em 
2 de abril


Perguntas e Respostas

QUESTÕES



Questão: visualizar cristais que saem do corpo revela um pertencimento à família dos cristais ou é um símbolo de transparência?

É efetivamente o que eu ia dizer: é um símbolo de transparência.


Pertencer à família dos cristais, quando se está num corpo de carne, isso me parece um pouco difícil.

Em contrapartida, são imagens ou visões, ou do coração ou, aliás, que estão em ligação direta, é claro, com o que você vive nesta expansão da transparência, ou seja, o que eu chamei a não apropriação da Luz.

A doação de si, de algum modo.

Questão: pode-se sentir o ponto ER ao centro do crânio ou sobre a face exterior do crânio?

Quando você sente uma pressão, uma Vibração, são as ondas que você percebe.

A ignição das grinaldas da cabeça é um trabalho que se faz pela Vibração, mas não é exterior, é exterior e Interior.

Há zonas de seu cérebro que se modificam, atualmente, a toda velocidade, portanto, é normal que vocês tenham, por vezes, mesmo a impressão de que o cérebro se move no interior.

Ele se move, realmente.

Vocês compreenderam também a grande diferença.

 É que a energia etérea, astral, quando ela não é penetrada pelo Fogo do Espírito, ela vai dar uma percepção exterior.

A percepção da Vibração da Luz, vocês a chamam pressão, mas é ao mesmo tempo exterior e Interior.

Então, de acordo com seu grau de percepção, vocês a situarão contra a pele ou diretamente no interior.

Mesmo, por exemplo, o que se chama o Bindu, o décimo terceiro corpo, o ponto de reunificação ligado à Merkabah, portanto, ele está em ressonância no exterior, mas o sente-se no interior da cabeça também.

Quer dizer que na Unidade não há mais diferença entre o que é sentido e recebido fora e dentro.

É lógico.

Questão: como permanecer centrado quando se exerce uma atividade relacionada com o público?

É muito difícil.

Porque, atualmente, alguns vão se encontrar com um excesso de atividades exteriores.

Outros vão se encontrar com uma rarefação de suas atividades.

É preciso já aceitar o que acontece.

Num sentido como no outro.

Então, no seu caso, há sempre uma solução.

Mas a solução não é você que vai decidi-la, se você está transparente e na Unidade.

Aproveite de seus momentos de alinhamento e de Unidade para pedir pelo que lhe coloca problema, porque você sente certa forma de Dualidade ligada, talvez, a essas pessoas que não estão no mesmo estado Vibratório que você e que vêm vê-lo.

E, no entanto, isso pode ser, eu diria, seu papel.

Portanto, nesses casos, peça ao Universo que lhe forneça uma solução.

Não é você que busca a solução.

Você diz: «eu deixo a Luz agir», e a Luz será a solução.

Você vai constatar muito rapidamente que ou capacidades de resistência e de abandono à Luz (igualmente) vão lhe permitir fazer isso, ou há uma solução, como chamá-la..., de substituição, que vai se instaurar.

Por exemplo, alguém que virá ajudá-lo para ter a loja, mas não é você que decide.

É a Luz.

Agora, lembre-se também de que o período é muito importante, porque há impulsos de sua alma e de seu Espírito que são, por vezes, muito fortes, por exemplo, você está numa situação e, de repente, você se levanta pela manhã dizendo-se: «isso não pode mais durar» e tudo vai se instaurar para que isso não dure mais.

Eu repito, cada caso é diferente.

Mas sigam os impulsos que lhes chegam, sobretudo pela manhã, quando vocês se levantam.

E também peçam ao Universo.

Não são vocês que agem, porque, se vocês agem, vocês se arriscam a recair na Dualidade, de acordo com tudo o que eu acabo de explicar.

Agora, em suas atividades (mas é similar para um cônjuge, similar para um filho, é similar para tudo), lembrem-se de que Cristo está aí.

Lembrem-se de que o Verbo Criador está se instaurando desde a abertura da boca.

Portanto, neste período que vocês vivem, tudo vai muito rápido e irá cada vez mais rapidamente.

Portanto, tem que pedir.

Mas não peçam num sentido ou no outro, porque, se você pede dizendo: «eu quero parar», é a sua vontade.

Se você diz: «eu quero que me envie alguém», é a sua vontade.

E se você diz: «o que eu vivo perturba em minha Unidade, eu peço ao Universo algo, uma solução», não é você que decide a solução, é a Inteligência da Luz.

Questão: vertigens podem ser devidas às perturbações da Terra?

Muitos seres humanos percebem as oscilações da Terra, porque a Terra oscila fisicamente e ela respira, ela oscila, no sentido do basculamento, mas ela oscila também devido à sua liberação, quer dizer que ela está preparando, por uma forma de respiração, contração, expansão, sua expansão final.

Portanto, é isso que vocês sentem e, para alguns, isso pode dar efetivamente sentimentos de não estarem no prumo, ou mesmo vertigens.

Questão: poderia nos dar a diferença entre o estado de Buda e o estado de Cristo?

Então, se tomadas as referências históricas, o que não é a mesma coisa do que se tomo as referências Interiores, o estado de Buda é um estado de paz que não é Cristizada.

A Cristização é o retorno à Unidade.

É fazer suas as palavras que «vocês estão sobre esse mundo, mas que vocês não são desse mundo».

Quer dizer estar lúcido e consciente, não intelectualmente, de que vocês andam sobre esse mundo, de que vocês estão aqui e agora, mas de que vocês são muito mais do que isso.

Na humildade e na simplicidade, quer dizer tornar-se muito pequeno aqui, para ser grande na Verdade.

Vocês não podem ser grandes na ilusão e ser grandes na Verdade.


É um ou o outro, são efetivamente vasos comunicantes nesse nível.

O estado de Buda é um estado intermediário.

O estado de Buda corresponde ao que eu chamaria a transfiguração, ou seja, toma-se consciência da Luz.

A Luz se revela e imerge-se na Luz.

É um Samadhi, se preferem.

Mas está-se consciente de que se existe como personalidade.

Portanto, há a Luz que se captou e da qual nos nutrimos, mesmo se a restituímos depois, pelo estado de Buda.

Enquanto que, no estado Cristo ou estado Crístico há uma fusão com o conjunto da criação.

Portanto, esses dois estados são duas etapas, sucessivas.

Cronologicamente e Vibratoriamente.

Questão: a respiração nos une a todos? Qual relação há entre a respiração e o amor?

O Amor é uma respiração.



É uma respiração que é um incessante crescente, porque a respiração passa ao redor de um ponto central que não é a respiração.

É o momento em que vocês passam de um ritmo do inspirar ao expirar.

É o momento do retorno ao centro.

Portanto, o Amor é uma respiração, mas, contrariamente à respiração limitada, pulmonar, a respiração do Amor é ilimitada.

Quer dizer que ela está em crescimento infinito.

Quando vocês respiram (há, aliás, técnicas que lhes foram dadas, que permitem fazer passar a respiração dos pulmões ao coração e, portanto, do coração às células), é a Luz que respira, é o Amor que respira em vocês, naquele momento.

Quer dizer que vocês não estão mais limitados pela respiração da caixa torácica.

Há uma verdadeira respiração que não é a oxigenação dos tecidos que se produz, naquele momento, quando vocês passam no Coração.

Quer dizer que, naquele momento, efetivamente, há percepções de implosão e de explosão.

Mas tomem consciência de que a respiração não para nos pulmões.

E de que ela invade pouco a pouco o conjunto do que vocês são.

Questão: se o ego ou os pensamentos têm dificuldade para aceitar uma tomada de consciência, que fazer?

É preciso agir sobre os pequenos diabos, como diz Cabeça de Caboche
[canal Jean-Luc].

Frequentemente, quando vocês não conseguem (com a consciência ou o consciente ou com o supra consciente) desembaraçar-se de algumas influências ou de alguns engramas, como vocês dizem, são geralmente coisas que agem, e eu adoro esta expressão, sem terem consciência, voluntariamente, e que estão inscritas no cérebro o mais arcaico, essa parte reptiliana que está no ser humano.

É isso que é preciso superar, mas vocês não podem superá-lo pelo consciente.

Ou então, é preciso abandonar-se, inteiramente, à Luz e aí, junta-se à problemática sobre a qual eu comecei, ou seja, o Fogo do Espírito ou Fogo do Ego.

Mas, geralmente, é preciso subir em Vibração, ainda mais, que deveria ser muito mais fácil agora, com a junção de ER a ER e dos diferentes pontos entre o peito e a cabeça.

Agora, isso deveria se fazer muito mais facilmente, e muitos de vocês observaram que a Vibração segue sua intenção, de maneira extremamente rápida agora.

Assim que vocês levam sua consciência sobre um ponto, por exemplo, da cabeça, vocês vão sentir.

Vocês se tornam criadores.

Questão: que significa: «de Portador de Luz, vocês vão se tornar os Estandartes da Luz, semeando a palavra de Luz, a fim de anunciar o retorno do Cristo, em Verdade e em Unidade»?

Ah, isso necessita uma explicação?

Portar a Luz é acolher a Luz, Estandarte de Luz é a Luz que começa a se manifestar.

Não porque vocês a projetam ao exterior, mas justamente porque vocês se tornam transparentes.

Tornar-se transparente é tornar-se humilde.

É tornar-se simples.

Tornando-se humildes e simples, a Luz pode, naquele momento, irradiar.

Não é sua vontade, nem do ego, que faz Irradiar a Luz, ela Irradia por si mesma.

Assim que a personalidade, o ego, o pensamento, o mental, as emoções se fazem muito pequenos, naquele momento, a Luz pode tomar o lugar.

É um problema de vasos comunicantes.

A última parte da frase: O que é anunciar o retorno do Cristo?

Vocês sabem, o Cristo reaparecerá após a tribulação, como está escrito no Apocalipse de São João.

Aquele que lhes diz, hoje, sobre a Terra, que é Cristo, isso quer dizer que ele realizou Cristo, mas ele não é o Cristo histórico.

Seria uma heresia pensar isso.

Pode haver uma identificação com o Cristo histórico, por ressonância Vibratória, mas isso se chama realizar o Cristo Interior, ou o estado Cristizado.

É para isso que vocês são chamados.

Filho Ardente do Sol.

Anunciar o retorno do Cristo é manifestar seu Cristo.

Cristo Miguel.

ER-ER estão reunidos.

Ki-Ris-Ti está presente no Éter da Terra e chega do Céu.

Portanto, se vocês mesmos estão Cristizados, vocês manifestam Cristo.

Vocês imitam Cristo.

Cristo lhes disse, quando ele veio: «o que eu faço, o que eu fiz, vocês o farão bem maior ainda».

«Sejam meus imitadores, não meus adoradores», mas tornem-se, como lhes disse outro Arcanjo, O Caminho, a Verdade e a Vida.

E tornar-se o Caminho, a Verdade e a Vida é tornar-se o menor aqui, é a história do Cristo que lava o pé de seus apóstolos.

Questão: quando a matriz de 3D estiver dissolvida, existirá ainda outra forma de matriz nas dimensões superiores?

Entendamo-nos bem.

Toda dimensão é uma matriz, no sentido original do termo.

A raiz de matriz é manifestação, são as águas, isso vem do Hebreu, MAIM, as águas do alto, e as águas de baixo.

As águas de baixo são matrizes.

Até a Fonte, são matrizes.

A única diferença é que a matriz da Terra foi fechada, portanto, cortada, isolada.

As outras matrizes estão livres.

Vocês não pertencem a uma matriz, vocês se deslocam de matriz em matriz.

Vocês mudam de forma, de Vibração, segundo as matrizes em que vocês se deslocam.

Mas as matrizes não estão separadas umas das outras.

Uma matriz é um estado Vibratório Dimensional livre.

Questão: atingir outras Dimensões supõe formações, preparações?

Preparações.


Alguns que irão a alguns lugares, sim, receberão informações.

Essas informações passarão pela Vibração.

Isso necessita, efetivamente, uma forma de preparação.

Mas aqueles que encontrarão, para além das matrizes carbonadas e para além da quinta Dimensão, um corpo de Existência vindo de dimensões mais sutis, ou de matrizes mais elevadas, ao nível de origem, não terão necessidade disso.

E do mesmo modo que um bebê que nasce aprende a andar, e esse aprendizado da marcha se faz por aprendizagem, mas não se faz por uma compreensão intelectual de como são constituídos os órgãos do pé e da marcha, não é? 

 Nem quais são os circuitos cerebrais que permitem a marcha.

Portanto, alguns de vocês, através dos circuitos de Vibrações novas, ou através dos novos corpos que se ativam, vão receber informações suplementares.

Outros não têm necessidade dessas informações porque seu destino não é o mesmo.

Vocês sabem, os futuros de uns e de outros são consideráveis.

Não há destino ou finalidade comum. 

Haverá, portanto, uma preparação para alguns.

Questão: poderia esclarecer a relação existente entre a visão do Coração e o riso?

Então, eu responderia simplesmente que a pessoa que entra na visão do Coração torna-se riso.


Porque, no Coração, a Unidade do Si é uma grande explosão de riso.

É a Alegria Interior a mais próxima desta Verdade essencial.

Na Vibração, na Essência, vocês se tornam vocês mesmos uma explosão de riso.

Total.

É por isso que nós os encorajamos para aceder à Alegria, ao humor.

Mas o humor não é zombaria, não é?

Nem escárnio, é profundamente diferente.

Isso dito, vocês podem ter um Amor Unitário que pode ser vivido pelo outro, que está na dualidade, como um escárnio, obviamente, porque ele não poderá compreender a Alegria que vocês manifestam, nem o riso que vocês manifestam.

Questão: inversamente, o riso manifestado é sempre a expressão da Visão do Coração?

Não, há risos que são escárnios, eu respondi.

O riso e a alegria é uma consequência do Coração.

Conceber o inverso, ou seja, tentar colocar-se a si mesmo na alegria com a música, com incenso, com uma vontade de bem, procurando energias boas, recusando as energias más, isso jamais dá a Alegria.

Em resumo, a verdadeira Alegria é um estado de Ser que se contrabalança com tudo o que é exterior.

Quando vocês se aproximam da Unidade, vocês manifestam a Alegria, e essa Alegria se faz totalmente no exterior.

Pode-se sentir a Alegria, uma verdadeira Alegria, e isso foi dito, seja num contato humano, ou num contato com a natureza ou com o sol, mas?

Aí também, isso depende, é claro, de sua disposição Interior.

os que podem meditar milhões de anos diante de um sol e não sentirão nada.

Mas, compreendam que, na finalidade, provar a Alegria, mesmo se há apoios exteriores com os quais vocês poderão ressoar, mesmo fusionar, em definitivo, são momentos de Alegria.

Mas instalar-se na Alegria e não viver momentos de Alegria pode-se apenas fazer no Interior de si mesmo, sem se fazer do exterior, mas de maneira independente do exterior.

Não é de modo algum a mesma coisa.

É uma diligência, digamos, que é sucessiva no tempo.

Se vocês não conseguem encontrar a Alegria sozinhos, no interior de si mesmos, vocês podem se ajudar, como disse SNOW, indo na natureza e vivendo, naquele momento, uma fusão com uma árvore, com um rio, e viver a Alegria.

Mas serão momentos, porque, aliás, vocês constatam que, assim que vocês deixam esse ambiente favorável, a Alegria tem tendência a se apagar.

O que é diferente da Alegria estabelecida no Coração, Interiormente e que não se importa com circunstâncias exteriores.

Questão: é difícil permanecer ao mesmo tempo na Alegria e no tumulto da vida.

Certamente não, meu amigo.


Se a Alegria está aberta, definitivamente, e não da ordem da experiência, como com a natureza, você pode estar não importa onde.

Você se torna transparente.

Então, a Alegria é onipresente.

Olhem alguns seres que percorreram esta Terra e que tocaram a Unidade.

Olhem, não o que fizeram de minhas palavras com meus escritos, mas tentem olhar como eu me exprimia quando eu era vivo, há filmes que foram feitos, vocês compreenderão.

Olhem outros grandes seres.

Vocês encontraram um verdadeiro neófito triste, exceto aqueles que estavam fechados nos modelos judaico-cristãos?

Mas a verdadeira Unidade é Alegria.

Se há outra coisa que a Alegria, é uma emoção.

Quer dizer, é devido ao prazer ou é uma experiência de Alegria.

Quanto mais vocês penetrarem a Alegria, menos vocês são permeáveis ao que é oposto à Alegria.

Questão: a empatia é específica desta 3ª dimensão?

O que vocês chamam empatia, e o que nós chamamos empatia, quando estamos encarnados, nada tem a ver com a Alegria.


Porque a empatia é compartilhar, como a compaixão, é ir para o outro e sentir o outro, o que quer dizer também que, se o outro está na tristeza, vocês sentirão sua tristeza e vocês terão vontade, e é legítimo, de ajudá-lo, porque vocês viveram o estado interior dele.

Mas isso é da dualidade, não é da Unidade.

Se vocês estão na Unidade vocês sabem, pelo Coração, o Conhecimento direto, que o outro está no sofrimento.

Mas vocês não se compadecem: vocês estão na Luz e vocês irradiam a Luz, no silêncio.

Enquanto que a compaixão é um ato exterior, no qual vocês vão mostrar sua compaixão, no qual vocês vão mostrar sua empatia e, portanto, é um comportamento dual.

A Unidade e esse estado de Alegria Interior vai se traduzir por uma transparência da Luz, e a Luz é inteligente.

Se vocês estão na Unidade, a Luz irá fazer o que ela tem a fazer, se aquele que está à sua frente o aceita, é claro.

Agora, a Alegria é não unicamente o riso.

A Alegria é um estado de dilatação, antes de tudo.

Esse estado de dilatação é permanente e sem fim.

Questão: se estamos ao lado de alguém que está no sofrimento, parece-me difícil manifestar essa Alegria.

Então, aí, Cara Amiga, você recai na dualidade.


Isso não é da Alegria.

Cara amiga, a Alegria é um estado Interior que não se importa com uma manifestação da alegria exterior.

Questão: é frequentemente dito que conviria superar o desejo. 

Não é algo que convém, não é algo que se opõe à própria personalidade.

Vocês não podem dizer: «vou suprimir todos os meus desejos», é a personalidade quem diz isso.

É a transcendência, justamente, da Luz que vai transcender todos os desejos.

Enquanto ela lhe diz: «vou suprimir tal desejo», você se engana grandemente [tradução livre de «Se mettre le doigt dans l'oeil»].

Questão: como desejo e Intenção, um dos quatro pilares, são compatíveis?

Mas Intenção e desejo não são a mesma coisa.

O desejo situa-se ao nível da dualidade.

A Atenção e a Intenção, Ética, Integridade, são definidos para colocar-lhes uma intenção.

Colocar uma intenção não é um desejo.

Um desejo é algo que se manifesta de uma maneira permanente, até que seja satisfeito.

E, como ele está sempre insatisfeito, ele recomeça.

A intenção é colocada.

Uma intenção, ou seja, por exemplo, não sei, enviar esse pedido ao Universo, mas não permanecer no desejo, quer dizer, na espera.

A intenção não é uma espera.

É um ato colocado, no Universo, que vai dar seus frutos.

O desejo é procedente da personalidade.

A Intenção nada tem a ver com o desejo, ou então, se vocês transformam seus desejos em intenções, isso se chama uma apropriação da Luz pela personalidade.

É tão simples assim.

Questão: que significa a expressão bíblica: «deixar os mortos enterrarem os mortos»?

Isso quer dizer, simplesmente (Cristo dizia isso, àqueles que queriam segui-lo), quer dizer tomar a Verdade dele, tornarem-se eles mesmos a Verdade do Espírito.

Os mortos são aqueles que recusam o Espírito, são aqueles que estão fechados em suas certezas mentais e que nada querem mais. (Not.S.E.os mortos são os ditos vivos, que dominam e impõem sua vontade no atual sistema, estão mortos para o espiritual, assim como qualquer humano que só acredite na matéria, no externo e negue sua verdade interior)

Vocês não podem tirar um morto da tumba, uma vez que da tumba, vocês dela saem sozinhos.

Por mais que vocês lhe mostrem a Luz a mais cintilante, a mais magnífica, a Luz a mais Crística, mas se ele mesmo não quer dali sair, ele dali não sairá, de sua sombra e de sua tumba.

O que é como a morte é o mental.

É ele que os fecha na crença e na certeza e que os impede de serem livres.

"Deixar os mortos enterrarem os mortos", isso quer dizer estar na Unidade.

É também o Abandono da vontade pessoal.

Vocês não podem se tornar Cristo e continuar a jogar com os mortos.

Não temos mais perguntas, agradecemos.

Então, caros amigos, Vovô em Chefe vai lhes desejar muito boas Vibrações.

Então, eu lhes digo até muito em breve.



Clik


Post. e Formatação:

Versão do francês e Divulgação:
Célia G. 
Compartilhamos estas informações em toda transparência. Obrigado por fazer do mesmo modo, se deseja divulgá-lo, reproduza a integralidade do texto e cite sua fonte: www.autresdimensions.com.

Imprimir ou Salvar em PDF

3 Mais Lidas do Blog

DOAÇÃO/MANUTENÇÃO


– DOAR – Abro este canal para doações espontâneas para este blog, sem qualquer compromisso, qualquer valor auxilia a manutenção deste espaço.
Opção de deposito: Caixa E.Federal - Ag:0505 -
Conta:013-00007103-7 L.A.P.M.B.
Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...