24/04/2011

REAVALIAR, REDIRECCIONAR E REDEFINIR


MENSAGEM DE LAUREM

Mensagem de
Lauren C. Gorgo
8 de Abril de 2011

Antes que eu vos inunde com qualquer esperança de droga…também conhecida como esses arco-íris e borboletas que parecem sempre um pouco fora do alcance… lembrai-vos de que estamos ainda a integrar (embora no final da cauda) as energias do recente equinócio (21/3/2011) em que logo a seguir podeis ter caído noutro poço (muito) fundo de pavor universal em que Nada parece, ainda que remotamente, bom.
Os equinócios nunca são um tempo “fácil”, mas este período de integração mais recente pode ter sido sentido como especialmente opressivo.
Nós tivemos também que ser extra vigilantes de modo a não ficarmos presos às energias da ansiedade, depressão, frustração e desesperança que têm chapinhado infelizmente à volta dos éteres, todos de forma independente a competir pela vossa atenção.

Em Março, pudemos definitivamente sentir a construção da pressão… estávamos a ser sem dúvida esticados até às nossas capacidades plenas, tanto nas nossas vidas pessoais como na colectiva.
O projéctil universal foi lentamente puxando-nos para trás, preparando-se para nos lançar para as nossas novas vidas.
Podíamos ouvir o ranger do elástico à medida que a banda à nossa volta se esticava até ao seu máximo potencial (definitivamente a pensar Aves Zangadas aqui) … e então… logo quando estávamos mentalmente preparados para sermos lançados na estratosfera: SNAP!... o elástico partiu-se e nós sentimo-nos a cair na lama. (Cumprimentos de Saturno com um lado de Mercúrio retrógrado)

Ring….Ring… Deus Pai e Mãe está a chamar de novo… desta vez para dizer: senta-te em casa.
Sim, caímos para fora da berma NOOOvamente e isso apenas pode significar uma coisa: hora de ir para dentro NOOvamente.
Quanto a vós eu não sei, mas eu estou tanto em mim mesma que não consigo passar mais de um minuto “dentro” sem morrer de aborrecimento ou explodir uma junta.
Temos passado tantos anos sós connosco próprios, “lembrando de quem nós somos realmente” que está a roçar a auto-indulgência agora.
Quero dizer, gente, a sério… quanto mais de vós mesmos podeis realmente tomar? É realmente cómico que, a todo o lado onde vou, aqui vamos nós.
Não.podemos.ficar.longe.de nós próprios… e não importa quão “prontos” para irmos em frente estamos ou “pensamos” que estamos, há sempre forças a funcionar que parecem conhecer-nos melhor.

A um nível estamos tão prontos para voltar a nossa energia para o exterior que desgastamos o tapete com o nosso ritmo, no entanto, estamos simultaneamente muito cansados de sermos uma perfeita confusão. 
Interiormente, nós somos guerreiros…sem dúvida.
 Mas que bem há nessa força interior e mestria toda se não podemos sequer ir aos correios sem fazermos uma sesta?

Não tem importância, R E S P I R E apenas por um momento. Estamos ainda no canal de parto a passar pelos inchaços das contracções preparando-nos para darmos à luz os nossos novos eus.
Dói, mas a pressão e desconforto são a força propulsora necessária para nos lançar para as nossas vidas novas.
(Re)definir o Palco

É mais do que óbvio que estamos preparados para mergulharmos de cabeça nas nossas vidas novas, contudo os invisíveis estão a deixar claro que é exactamente disso que estamos a ser protegidos.
Estamos ainda (e momentaneamente) a ser salvaguardados por algumas forças celestiais super protectoras que estão a fornecer-nos (ler: suavizar) a estrutura, a disciplina, a sobriedade e a coordenação necessárias para caminharmos graciosamente para as nossas novas vidas, não precipitadamente e com alguma forma de realismo definido.
Por muito que eu tivesse tentado derreter isto…. lutando contra o desejo de me atirar para o tanque diariamente depois de outra rodada de quietude… em última análise eu sei que isto é uma coisa boa, assim como vós.

Temos vindo a bater os pés por tão longa iniquidade (juntamente com tudo isso esta esplêndida energia do fogo de Áries) que, se os portões fossem abertos sem alguma forma de restrição celestial, nós iríamos todos a correr directamente para o meio do trânsito.
Esta nova energia está a GRITar para nos movimentarmos, para nos libertarmos dos laços que nos prendem, para abraçarmos a nossa visão interior e nos aplicarmos de algum modo….mas, ao mesmo tempo, está-nos a ser pedido para estarmos absolutamente CERTOS de que deixamos toda a nossa bagagem para trás, para colocarmos os parafusos nas nossas cabeças, plantarmos os nossos pés firmemente no chão e deixarmos que os nossos corações liderem o caminho. 
Infelizmente, isto apenas equivale a arrastar a corrida com o travão de emergência puxado.

Esta nova onda de energia (amor) que está aqui agora, a borbulhar mesmo por baixo da superfície, é o que os invisíveis chamam “movimento para diante de proporções sem paralelo… uma deslocação em massa que está a impulsionar os pioneiros para a frente, aquelas almas que se têm preparado para este papel há eras.”
  Este mês pode não ser fácil ou divertido, mas acima de tudo ele é como que uma demarcação… o mês que nos separa do nosso passado e nos liberta para experimentarmos a recompensa de muitos anos, décadas e vidas de firme fortaleza de espírito.

Botão de Redefinição

A corrente que está a inundar a nossa nova fundação é compreendida por muitos elementos novos a que maior parte de nós está agora bem adaptada e bem ajustada.
Esta energia nova, que será sentida com mais intensidade quando Mercúrio for directo, não é apenas a energia da ação física, mas uma energia que assegura que esse avanço seja inspirado por e alinhado com o bem mais elevado…uma força que somente pode ser activada através da reconexão e integração da cabeça e do coração.

Aqueles que estão a concluir a fase de reconexão estão em processo de serem redefinidos, por assim dizer. 
Este botão de redefinição só se torna viável quando a alma dá acesso ao plano divino para incorporar o receptáculo humano… e isto torna-se possível quando os campos de energia humana e biológica são purificados das energias baseadas no medo, o processo que completa a transição do humano mortal para o humano divino.
Isto significa que quaisquer medos remanescentes que estejam a bloquear o avanço para a vida dos nossos sonhos vão ser objeto de uma revisão/redefinição durante este ciclo retrógrado.
 

“ O interruptor do humano divino é um interruptor interno que precipita uma metamorfose externa. 
Este processo está em curso actualmente para alguns… para os gostos que muitos vão começar a notar.
Conforme integrais mais das energias trazidas pela recente lua nova (3/4/11), também ireis começar a incorporar as mudanças físicas.
As mudanças serão subtis, mas visíveis e irão aumentar para finalmente serem testemunhadas pelos outros como uma transformação completa.
Procurai mudanças na vossa forma física como indicadores desta verdade, que o processo de transfiguração começou.” Sete Irmãs das Pleiades

Uma vez que o nosso botão tenha sido premido, todos esses aspectos do medo ou transformam a consciência baseada na separação ou dissolvem-se nos campos interligados da unidade.
Uma espécie de irmos mudar de AM para FM e, uma vez sintonizados, já não teremos acesso à faixa da frequência da anterior a largura de banda. 
Estamos a redefinir o nosso campo de energia pessoal para se “sintonizar com” o cronograma da unidade que nos está a capacitar para tocarmos no nosso potencial expandido. 
Este espaço de maior potencial oferece-nos uma resolução mais firme, uma aceitação mais ampla do que é possível e uma certeza inabalável que nunca sentimos antes.
  
Esta certeza vem de estarmos conectados e ligados… conectados com a nossa Fonte de poder verdadeiro, para que a luz dentro de nós possa brilhar com plena radiância.

“Uma vez que a chama interna lance o seu brilho, estais verdadeiramente livres. 
Isto é o que está a transpirar durante este mês… uma reconexão, uma expansão, uma maior consciência e uma nova determinação.” -Sete Irmãs das Plêiades

Incorporando os Nossos Planos Divinos

“Para os que estão alinhados com a nova linha do tempo da consciência da unidade, descobrireis que nos momentos antes estais de súbito a expandir-vos no “tempo”.
Esta mudança vai criar grandes deformações ou curvas no tempo que vos vão permitir que a eternidade de cada momento seja avaliada/determinada/acessada dentro da forma física.
Este potencial criativo nunca foi realizado para a humanidade.” -Sete Irmãs das Plêiades.
O propósito de nos tornarmos um pleno humano-divino é fundir o físico com o espiritual… reconectar os hemisférios esquerdo e direito do cérebro para que a biologia humana funcione dentro do contexto do plano espiritual.
Este projecto, que é o roteiro para a encarnação humana, contém a informação necessária para que uma alma viva uma vida humana… trata-se do centro de controlo ou quadro central, que aloja cada uma das nossas peças Únicas para o puzzle humano colectivo.

Ao longo do mês de Abril mais das nossas singularidades estarão a vir à tona… na medida em que cada um de nós seja capaz de abrigar e direccionar ou redireccionar claramente as nossas vidas para se alinharem mais plenamente com o potencial contido dentro do nosso projecto divino.
Este potencial foi sempre a linha de orientação nas nossas vidas, no entanto, conforme o véu se estreita e nós nos tornamos mais conscientes dos nossos destinos individuais como co-criadores, este projectos vão mudar de “linhas de orientação” para os “nossos auto-criados projetos de vida”.

Esta mudança é subtil, mas poderosa… ela encaixa no nosso projecto da alma, em primeiro lugar, reorienta todos os nossos desejos da cabeça para o coração e ajusta o nosso ritmo interno para seguir o caminho do nosso bem mais elevado sem a nossa participação consciente. 
Isso remete-nos para o fluxo fácil da criação que nos capacita para vivermos plenamente a partir do espaço do AGORA, o ponto central (zero) para a manifestação total das nossas capacidades.

Aceder a este ponto (zero) é fundamental para o nosso sucesso como co-criadores…ele permite-nos fundirmo-nos plenamente com a nossa divindade, na forma humana, e trazermos os dons e os tesouros da vida ascensa para as dimensões da fisicalidade. 
Podeis estar já a notar alguns desses novos dons divinos a pularem através do véu bem como do equinócio…. Coisas como aumentar a intuição com precisão impressionante está também a anunciar um novo sentido de segurança e de confiança nas vossas capacidades… podeis também acordar subitamente com nova clareza, telepatia crescente, sonhos proféticos, a capacidade de ler ou de ver auras, etc.

Saindo

Para além de novos dons espirituais ou mais desenvolvidos, podeis também estar a esbarrar contra um renovado sentido do eu que está a começar a emergir…especialmente no que respeita ao mundo social e a como as pessoas se relacionam connosco. 
Esta nova energia está a atrair pessoas/locais/situações com que nós somos capazes de expressarmos os nossos eus divinos mais plenamente e permite-nos sermos vistos de um modo mais autêntico. 
 Demora um pouco a acostumarmo-nos, depois de muitos anos de salvaguardarmos a nossa verdade e de não sermos capazes de nos partilharmos completamente com os outros à nossa volta, mas a energia mudou agora e estamos a ser chamados para dar outro passo e nos ajustarmos ao mundo social de novo, se bem que a partir de um ponto de vista de uma dimensão superior.
 A nossa hora é agora ou está a aproximar-se depressa, e o líder em cada um de nós está oficialmente a sair. 
Os nossos campos de energia pessoal estão a começar a abrir-se para o mundo exterior de novo e, assim, nós encontramos essas pessoas que de repente parecem invulgarmente interessadas em nós ou no que temos para partilhar, e podem mesmo perguntar coisas acerca dos nossas perspectivas únicas.

A um nível pessoal eu testemunhei isto em primeira mão na semana passada, durante a passagem e funeral da minha amada tia quando fui cercada por pessoas sobretudo religiosas que, apesar do meu desejo de não ser notada, estavam determinadas (ou assim o senti) a abordar-me com questões acerca do “que eu faço para viver”.
Devido a ter passado os últimos 6 anos em segurança, evitando estas questões (para a maioria), eu estava totalmente desprevenida para lhes responder… e isso notou-se.

Mas, para minha surpresa, a maior parte destas pessoas religiosas (salvo para as poucas fanáticas da Bíblia) estavam deliciosamente abertas e genuinamente curiosas sobre a minha linha de pensamentos.  
E, apesar de por trás dos sorrisos estarem alguns rosnados em defesa de um sistema de crenças disfarçado, de algum modo uma conexão (do coração) emergiu graciosamente entre nós… não no sentido teológico, embora encontrássemos alguns pontos em comum, mas no sentido em que cada um de nós estava ativamente à procura de uma conexão… uma maneira de nos relacionarmos uns com os outros em vez de buscarmos maneiras de sermos diferentes, ou separados.

Isto foi um abrir de olhos para mim e aconteceu tantas vezes ao longo de duas semanas que eu soube que algo estava diferente.
O interesse esmagador em mim ou no que eu tinha a dizer era visivelmente maior em comparação com tempos passados em que eu fui literalmente invisível e em que estava completamente convencida que estava a ser inútil. 
Mas a verdade é, nós ESTAMOS diferentes agora… e também o está o mundo…e porque, em algum nível estamos prontos para nos oferecermos aos outros, estamos agora a emitir esses sinais… e porque as pessoas estão prontas para abrirem um pouco mais as suas mentes, estão a captar os nossos sinais e mesmo a começarem a sintonizar-se com o nosso comprimento de onda.

O Nosso Próximo, Primeiro Passo

Nós estamos, neste momento, numa poderosa passagem entre o nosso passado e futuro.
As nossas rodas cármicas perderam finalmente a sua rotação mas, antes de pularmos com a capacidade de irmos a Qualquer lugar que desejamos, precisamos de dar uma boa olhada à volta. 
Precisamos de ter a certeza de que não deixámos passar ou evitámos nada que esteja a bloquear o nosso pleno potencial ou a incapacitar a nossa capacidade de nos expressarmos de modo livre e autêntico.
Saturno irá provavelmente fazer o trabalho sujo de disparar os nossos gatilhos e de empurrar todos os nossos botões cármicos este mês, mas devemos ter a certeza absoluta que não há nenhuma carga emocional restante. 
Por outras palavras, não vos prepareis apenas para serdes testados, esperai-o.
Dessa maneira não há surpresas e podemos honrar objectivamente o grandioso trabalho do mestre de reflectir a nossa fraqueza de volta para nós, apenas assim podemos tornar-nos mais fortes e mais resistentes.

A lua nova em Áries (da qual ainda nos estamos a recuperar) libertou-nos do nosso passado e está a oferecer-nos, não somente a oportunidade de solidificarmos a base dos nossos novos começos, mas de verificarmos se há algumas fendas antes de construirmos solidamente em cima delas.
Quaisquer fendas na nossa base surgirão a partir da instabilidade de medos e dúvidas persistentes acerca do que pensamos ser possível.

A quietude e as restrições celestiais que sentirmos durante este mês irão ser muito valiosas e fornecer-nos-ão a capacidade de escolhermos o amor em vez do medo, em cada situação não resolvida que surja na nossa consciência.
Se nós abraçarmos este processo e compreendermos a bênção nele contida, teremos a oportunidade de nos transformarmos completamente e avançarmos para uma maneira totalmente nova de vivermos e de amarmos.
Se existem elementos retrógrados, devemos re-solvê-los.
  O resto deste mês vai dar-nos todas as oportunidades possíveis para que o consigamos fazer.

Antes de darmos o nosso próximo, o primeiro passo como os humanos-novos, devemos reavaliar tudo, ajustar os nossos objectivos, esclarecer o nosso novo sentido de propósito e alinharmo-nos tão completamente quanto possível com o nosso potencial ilimitado de sermos, fazermos e termos tudo o que os nossos corações desejam verdadeiramente.
Se isso parece muito para fazer em apenas poucas semanas, acrescentai a isso a compressão do tempo o que traduz poucas semanas para amanhã de manhã, ou talvez mesmo ontem.

Vemo-nos no silêncio… NNNNovamente

Lauren


Tradução: Ana Belo
anatbelo@hotmail.com

ThinkWithYourHeart.net

Direitos de Autor © 2009-12. É concedida permissão para copiar e redistribuir esta transmissão na condição de que o seu conteúdo permaneça completo e intacto, sejam dados os devidos créditos ao(s) autor(es) e este seja distribuído livremente.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Comentários não relevantes com a mensagem e possuidores de links não serão publicados, assim como comentários ofensivos a quem quer que seja.

Imprimir ou Salvar em PDF

3 Mais Lidas do Blog

DOAÇÃO/MANUTENÇÃO


– DOAR – Abro este canal para doações espontâneas para este blog, sem qualquer compromisso, qualquer valor auxilia a manutenção deste espaço.
Opção de deposito: Caixa E.Federal - Ag:0505 -
Conta:013-00007103-7 L.A.P.M.B.
Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...