14/03/2015

Aivanhov, Preparação - O ESPIRITO DO SOL -

Ensinamentos de Fevereiro de 2015

"Porque, se o Amor está atrás, ele para 
nada serve".

"Porque, se o Amor está atrás, assim que haja 
uma privação do que quer que seja,
 como você vai fazer durante 
os três dias"?(Aïvanhov)

O Espírito do Sol.

Aquela que me desposou, aquele que é meu amigo não poderá mais, jamais, ser submetido a qualquer escravidão, porque ele encontrou, em nosso Reencontro, a Liberdade, não há mais qualquer dúvida, ele sabe que é a Verdade Absoluta e que há apenas uma e que é Esta. 


Aïvanhov

Então, caro amigo, não há mais interveniente, não há mais canal, não há mais intermediário, somos nós que falamos, diretamente, você vai aperceber-se disso durante esta reunião. 

Portanto, é claro, o que nós dizemos, eu o digo, é uma escala pentatônica, mas bem além, é o conjunto de chaves Metatrônicas que serão ativadas através desses jogos de questões-respostas no íntimo

Portanto, é claro que isso deve ser divulgado, mas não há nem canal nem data, tampouco, é, eu diria, tudo o que será dado durante esses dias que concernem, eu diria, ao que é o período após a Atribuição Vibral

A saber: A cronologia das questões/respostas é importante, não para o conteúdo das respostas, mas para a Evolução Vibral durante essas trocas, como esclarece O.M. Aïvanhov em suas primeiras intervenções. 

O estilo particular de O.M. Aïvanhov foi, voluntariamente, conservado.

(Nota: Semeador de Estrelas - Uma serie de mensagens dentro de certo cronograma nos foram enviadas e traduzidas pacientemente por nossa amada irmã Celia G., nos proporcionando assim acesso a valiosas informações chaves, que expandem nossa consciência e nos liberta dos limites escravizantes das dimensões inferiores. Como foi dito... "não há mais interveniente, não há mais canal, não há mais intermediário, somos nós que falamos.. não há nem canal nem datas"... Esses textos ou mensagens foram divididos em quatro partes com muitas questões e respostas, respostas dadas por todos os Anciões, as Estrelas de Maria, a Confederação Intergaláctica, os planetas, os sistemas solares e, também, os Arcanjos. 
Pelo volume e extensão dos textos e certa complexidade, o que pode se tornar para muitos um pouco cansativo a leitura, vou transcrever por partes, para facilitar a leitura e o entendimento de tão valiosas informações que sempre nos transmitiram os Anciões e suas equipes, vamos dizer assim. Algumas mensagem já foram publicadas e terão o link de acesso, assim como o link da origem das mesmas traduzidas por Célia e publicadas em Leituras para os Filhos da Luz). 

Primeira Parte

URIEL – Retorno para a Eternidade
MA ANANDA MOYI – Reversão da alma para o Espírito
MARIA – Nós lhes oferecemos a doçura e a Graça
CRISTOE eis que Eu venho... pedir-lhes sua amizade, seu Amor...


Segunda Parte

Preparação para a Reunião

OMRAAM MIKAËL AÏVANHOV – 

Bem, caros amigos, estou extremamente contente por reencontrá-los, e permitam-me apresentar-lhes todas as minhas bênçãos e todas as minhas homenagens.

Eu estou aqui entre vocês porque, obviamente, vocês têm passado certo número de elementos de que eu já havia falado há vários meses, não é?

Vocês passaram a atribuição Vibral.

Vocês passaram o cometa que passou no céu, que se traduz, para cada um de vocês, em seus setores de vida que são concernidos, não todos, felizmente, mas enfrentam desafios.

Esses desafios não são nem retribuições nem punições, mas, simplesmente, para vocês, eu diria, a maneira que lhes é oferecida de ajustar-se o mais finamente possível, eu diria, à vibração de sua própria Existência, que lhes dá, por vezes, a observar ou humores ou lembranças ou dores que estão aí, em definitivo, apenas para facilitar-lhes a adequação com seu corpo de Existência, na totalidade.

Ou seja, prepará-los, de algum modo, para serem confrontados, para enfrentarem e transcenderem, de algum modo, esse Face a Face entre o efêmero e o Eterno, ou seja, vocês compreenderam, entre a lagarta e a borboleta.

O casulo teceu-se, progressivamente.

Vocês ativaram tudo o que conhecem: as Portas, as Estrelas, diferentes Coroas, diferentes circuitos vibratórios, novos, também, há algum tempo, como lhes explicou No Eyes e, também, em parte, um pouco, Snow, o que quer dizer que vocês reencontram sua Eternidade, através dessas estruturas vibratórias vibrais que é o corpo de Existência, mas, também, eu diria, a consciência da Eternidade.

E é-lhes dada – através de diversas manifestações, como eu o disse – a oportunidade de verem-se sem hipocrisias.

Vocês sabem, à época, eu havia falado de poeiras que precisava remover.

Depois, eu havia dito que as poeiras, vocês as colocavam sob o tapete.

Em seguida, eu disse que se havia retirado os tapetes.

E, apesar disso, há os que não queriam ver alguns elementos que estavam inaparentes, seja para si mesmo, seja para o ambiente ao redor de vocês, em todo o caso, para os seres que vocês veem observar ao redor deles, uma vez que vocês mesmos estão ao redor deles; eles estão ao redor de vocês.

São todas as relações que se estabelecem nesse mundo e não, unicamente, através do Canal Mariano ou nossas Presenças.

E, se vocês têm manifestações de qualquer natureza que seja, eu os lembro de que não é o momento de ir procurar porque há isso, porque há aquilo: isso nutrirá, sempre, o mental.

É, simplesmente, questão de ver, não de procurar uma explicação, mas de ver.

Portar a atenção, simplesmente, sobre uma emoção, sobre uma dor, sobre um ressentimento, sobre não importa o que, porque o que quer que se manifeste não importa em qual relação, com vocês mesmos ou com o ambiente, é, em definitivo, apenas questão disso, ou seja, ver as coisas, aquiescer, nem culpa, nem responsabilidade, nem perdão para si ou para o outro, mas, bem mais, transcendência, superação por abandono total, uma rendição total e cada vez mais profunda à Luz.

E é aí que se situa, de algum modo, sua própria superação, que lhes permitirá, nos tempos que estão em curso, viver, ao mesmo tempo, o Apelo de Maria, o Face a Face e passar, sem obstrução do que é efêmero e termina, para o que é eterno e que é reencontrado.

Assim, vocês estão cientes de que nós intervimos, doravante, no modo questões/respostas.

Todos que nós somos, Anciões, Estrelas, Arcanjos e, talvez, outros também, se necessário.

Mas nós teremos uma proximidade, uma intimidade ao mais próximo, eu diria, do Coração do Coração, através das respostas que nós lhes daremos que, obviamente, através de sua intimidade, corresponderá, necessariamente, a todas as outras intimidades, porque tudo o que se levanta, agora, são pontos essenciais, não para a atribuiçãoque já ocorreu, é claro – mas para verificar, por si mesmo, onde você está.

Onde você se situa?

Você está apto a ser sua Eternidade, definitiva e irremediavelmente, o que quer que aconteça a esse efêmero, tanto o seu como a qualquer outro?

Através do que você vive você vê, portanto, você atravessa o que há a atravessar para viver, o melhor possível, seu Face a Face, seu enfrentamento, sua confrontação e sua própria transcendência.

Portanto, tudo o que acontece faz apenas remetê-lo a si mesmo, não na busca de uma causa, mas à sua Integridade na Eternidade.

E, através disso, não é questão de trabalhar nisso ou naquilo, a única coisa é verificar, por si mesmo, se você se abandona, inteira e integralmente, à Luz.

Porque você sabe muito bem que, qualquer que seja a dor, qualquer que seja o ressentimento, qualquer que seja o sofrimento ou qualquer que seja o elemento que perturbe, na consciência, você terá, sempre, a capacidade de transcender isso.

Absolutamente, não pela vontade nem pela compreensão, sobretudo agora, porque, aí, você reforça ou recria o quê?

A dualidade, ação/reação.

Mas você é capaz de desaparecer, totalmente, quer seja em face de uma dor, quer seja em face de um ressentimento, para deixar aparecer o Amor?

Esse é o desafio.

Porque, como você o sente, como você o vê por toda a parte nessa Terra, quer concirna aos Elementos, quer concirna aos homens, quer concirna ao céu ou ao Núcleo da Terra, você observa que tudo está se modificando muito, muito rapidamente.

E essa modificação ocorreu, também, de maneira final e última em você, para ver, eu repito, para atravessar e estar pronto para responder, eu diria, ardentemente e em toda sinceridade, ao Apelo de Maria.

Tudo isso você sabe, tudo isso está em curso, eu o disse, também, na última vez, de maneira muito breve.

Então, o que vai acontecer durante sua reunião é uma aproximação da intimidade, de sua intimidade de nossa intimidade comum, ou seja, não no sentido do que é privado, mas no sentido do que o toca, nos fundamentos da própria consciência, aqui ou alhures.

Tudo isso você vive e tudo o que nós, uns e outros, vamos aportar-lhe além disso, além dessa intimidade, é fazer, de algum modo, ressoar e tocar, em você, a totalidade da partitura Metatrônica.

E você sabe que o Arcanjo Uriel é muito importante para isso, porque você sabe que ele intervém logo após, eu diria, da última limpeza Micaélica no plano da Terra em 3D no momento, justamente, que é anterior e que acompanha o Apelo de Maria.

Portanto, prepará-lo para isso é ensiná-lo a tocar não, unicamente, a escala pentatônica do OD ER IM IS AL, mas ensiná-lo a tocar, em consciência, o conjunto das doze chaves, ou seja, o conjunto das doze Estrelas e o conjunto das doze Portas que correspondem, para aqueles que já o vivem, ao, eu diria, esse Corpo de Eternidade, em todo caso, nas ressonâncias que se criam de Porta a Porta, ou de Estrela a Estrela, através das Cruzes, mas através dos Triângulos, também, que estão presentes nesse corpo de Existência.

Eu o remeto, para isso, ao que lhe disse No Eyes e, também, um pouco, Snow.

Aí está o que eu tinha a dizer-lhes, como preliminar do que vai acontecer e, eu diria, mesmo, do que já acontece, independentemente dessa reunião, ou seja, em face de qualquer situação que seja, em definitivo, quer seja o sofrimento, quer seja a dor, quer seja o enfrentamento do que quer que seja, isso faz apenas remetê-lo a si mesmo.

Não se esqueça, jamais, disso.

E o que você vê, na escala coletiva, ao nível da humanidade, corresponde, também, de algum modo, ao que todos e cada um, na encarnação, certamente, têm ignorado, mas, talvez, também, às vezes, desviado os olhos, ou seja, a falta de Amor, pôr o Amor à frente de tudo.

Essas não são palavras vãs, porque nós não estamos aí nem para castigar, nem para punir, nem para ameaçar.

Além disso, agora, tudo isso está terminado.

É reenviá-lo à sua Eternidade, à sua Liberdade, à sua Autonomia e, também, à nossa fusão total, uns com os outros.

E não, simplesmente, considerar, sempre, o que acontece no exterior como exterior, porque você sabe que, em definitivo, na Eternidade, não há nem interior nem exterior.

Então, como você vai fazer se raciocina, ainda, em termos de interior e de exterior, de eu e os outros, de eu ou o outro, qualquer que seja a relação ou qualquer que seja o conflito?

Você é capaz de ser e de fazer ganhar o Amor?

Você é capaz de não mais estar em qualquer reação?

A Humildade, ela está, também, aí.

E, cada vez mais, segundo suas Linhagens de vida respectivas nessa Terra, que resta, também, a percorrer, você vai viver isso em si.

Então, você vai acusar o outro, mesmo se, com toda evidência, é o outro?

O que é que isso quer dizer?

Se você diz: «É o outro», é, ainda, a ação/reação, porque o outro está separado de você.

Enquanto, se você, realmente, transcendeu tudo o que havia a viver durante esses períodos desde vários anos, o que é que pode fazer-lhe o que quer que seja no exterior, em sua Eternidade?

E, através do que você vive?

Você vê, sem, necessariamente, fazer rituais, orações, intercessões ou não sei o que mais, reunir-se, ainda, para reuniões estéreis a tal hora, tal dia do mês do ano.

Jamais nós faremos isso agora, isso não é mais possível.

Para que fazer, a hora em que a hora está na interioridade a mais total, ou seja, não o desaparecimento desse mundo, mas enfrentar a si mesmo, sabendo que nada mais há.

Que o exterior, qualquer que seja, tanto o mais feliz como o mais infeliz, apenas o devolverá, sempre, a você mesmo.

E isso, agora, eu diria, são os trabalhos práticos disso.

São os trabalhos práticos em seus setores respectivos de vida.

E é melhor retificar, eu diria, o mais rapidamente possível.

Não como uma ameaça, é claro, mas, mais, como atrair sua atenção – e você o constata, aliás, um pouco por toda a parte – sobre a fulgurância, às vezes, na qual se produz a desestabilização de sua Eternidade.

Quer seja para não importa o quê, não é?

Pode ser uma carta, um olhar, uma palavra ou um humor que passa, ou uma memória que se revela, ou uma dor que reaparece, ou um desvio da personalidade que reaparece.

Eu repito, não se julgue, mas, igualmente, não julgue o outro.

Ponha o Amor à frente.

Para que serve falar de Amor, se o Amor não está ativo, não, unicamente, com a pessoa que você ama, mas, sobretudo, com aquele ou aquela, ou a situação que poderia parecer-lhe oposta ao que você é?

O que é que pode ser oposto ao que você é, se não é o que persiste de ego ou de personalidade?

Mas, novamente, isso não é um defeito, é apenas para atravessar.

Aí está, eu espero que, em relação a isso, ficou claro, em relação a si mesmo.

Isso será redito, de qualquer modo, de múltiplos modos e por múltiplas vozes, e – você compreendeu de múltiplas gamas frequenciais vibrais que vão levá-lo, sempre, para mais perto dessa Eternidade e para viver essa Eternidade.

Vamos, portanto, colocar o olhar, o dedo, toda a sua consciência sobre os mecanismos que estão no trabalho agora que a atribuição vibral ocorreu, simplesmente.

Se, em relação a isso, vocês têm questões, estou pronto a respondê-las, antes de passar, eventualmente, a outra coisa, se vocês têm coisas a perguntar-me.


QUESTÃO: é desejável que as trocas desta reunião sejam divulgadas a um grande público?

Então, caro amigo, não há mais intervenientes, não há mais canal, não há mais intermediário, somos nós que falamos, diretamente, você vai aperceber-se disso durante esta reunião.

Portanto, é claro, o que nós dizemos, eu o digo, é uma escala pentatônica, mas bem além, é o conjunto de chaves Metatrônicas que serão ativadas através desses jogos de questões-respostas no íntimo.

Portanto, é claro que isso deve ser divulgado, mas não há nem canal nem data, tampouco, é, eu diria, tudo o que será dado durante esses dias que concernem, eu diria, ao que é o período após a Atribuição Vibral.

O que você vive?

Como resolver o que há a resolver, se você pensa que há algo a resolver?

Então, é claro, isso se dirige a todo mundo.

Mas você encontrará pessoas que vão transcrever isso com a maior das serenidades.

Portanto, isso será o ensinamento, entre aspas, porque não é mais um ensinamento.

Há, ainda, uma pequena parte de ensinamento do Mestre Li Shen, para aqueles que querem fazer ginástica.

Mas o mais importante é mostrar-lhes as engrenagens, como eu o faço, de maneira um pouco geral esta noite, mas suas engrenagens íntimas em relação ao que se manifesta a você, especificamente agora, o que quer que se manifeste a você, porque, aí, há algo não a explicar, mas a atravessar.

Portanto, não é questão de dar-lhe as origens nem o porquê, mas como atravessar, de maneira muito precisa, para colocá-lo em adequação com o Apelo de Maria que pode, eu o lembro, agora, sobrevir a qualquer momento, não é?

Portanto, sim, DIVULGAÇÃO.

Não há Canal, como vocês dizem, não há intermediário, somos nós mesmos que falamos, durante este mês de fevereiro, sem data.

E eu esclareço: durante este mês de fevereiro.

Portanto, entre o que é transmitido em fevereiro na pós atribuição vibral, para ver o que está no trabalho, neste momento, em todo o mundo.

E ali aportar não uma solução, mas, talvez, certa forma de iluminação, eu diria, sempre em relação com colocar o Amor à frente.

Porque, se o Amor está atrás, ele para nada serve.

Porque, se o Amor está atrás, assim que haja uma privação do que quer que seja, como você vai fazer durante os três dias?

Outras questões?

Então, já que vocês foram muito sábios esta noite, e que estão bem calmos, vou transmitir-lhes todas as minhas bênçãos.

Vou retirar-me e eu deixo o lugar ao Arcanjo Uriel.

Não para falar, mas, por sua Presença, simplesmente.


Eu lhes digo, quanto a mim, até muito, muito em breve.

Vocês me terão muito frequentemente, não é?

Mas, também, vocês terão um desfile, se posso dizer, Vibral e de Presenças, não é?

Eu lhes digo, então, até muito em breve, e eu deixo o lugar para Uriel.

URIEL

Eu sou Uriel, Anjo da Presença e Arcanjo da Reversão.

Bem amados filhos da lei de UM, na estrofe do Silêncio, na estrofe de sua Presença, em nossa Presença Una e reunida, eis que Vibra o Arcanjo Uriel, em Bênção, em Alegria e em Amor, em seu Final...

Paz na Eternidade...

... Silêncio...

Na hora em que a obra no Branco conclui-se, pela Graça do Um, pela Graça do Amor, no Amor da Graça, no Amor do Um, Paz em sua Eternidade, Alegria no efêmero como no Eterno.

Eu sou Uriel, Anjo da Presença e Arcanjo da Reversão.

Até breve.

…Silêncio…






Post. e Formatação
Semeador de Estrelas

http://semeadorestrelas.blogspot.com


Tradução e Divulgação
Célia G.
Leituras Para os Filhos da Luz


Imprimir ou Salvar em PDF

3 Mais Lidas do Blog

DOAÇÃO/MANUTENÇÃO


– DOAR – Abro este canal para doações espontâneas para este blog, sem qualquer compromisso, qualquer valor auxilia a manutenção deste espaço.
Opção de deposito: Caixa E.Federal - Ag:0505 -
Conta:013-00007103-7 L.A.P.M.B.
Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...