25/06/2015

Entrevistas de Pentecostes - AÏVANHOV 1ªpart.

Ensinamentos,Maio de 2015

O Coro dos Anjos

"O Coro dos Anjos revela-se, agora, 
isso se traduz, também, em seus
ouvidos, independentemente 
se há pouco".
19 maio 2015
O.M. AÏVANHOV

Bem, caros amigos, bom dia.

Eu me regozijo por reencontrá-los, como todos os dias; vamos passar um pequeno momento juntos, se quiserem.

Eu intervenho diretamente, depois do que lhes fizeram viver Mestre Philippe e Irmão K.

Vamos colocar-nos no mesmo estado, instantaneamente, antes de trocarmos entre nós, vamos trocar com Cristo.

Então, permitam-me apresentar-lhes as minhas bênçãos pessoais e, em seguida, acolher o Espírito do Sol, é claro, Cristo, e, também, o Arcanjo Uriel.

Vamos criar as condições propícias para nossa instalação, um pouco mais de tempo, eu diria, nesse estado especifico da consciência.

Então, façamos o Silêncio, vocês pensem em seu nariz e acolhamos, primeiro, o Espírito do Sol.

… Silêncio...

Em seguida, o Arcanjo Uriel.

… Silêncio...

E, enfim, Cristo.

… Silêncio...

E nós esperamos, agora, que os primeiros questionamentos emirjam, o tempo que for necessário para que um questionamento emirja.

… Silêncio...

Acho que vocês vão bater os recordes de silêncio.

Muito bem.

… Silêncio...

Questão: é a Luz vibral que dissolve as memórias inscritas nas células do corpo?

Sim, doravante, você sabe, é preciso apagar-se diante da Luz.

O que quer que você vá resolver por si mesmo, hoje, pelo conhecimento de um problema, pela aceitação de um problema, qualquer que seja, ou por uma manobra de si mesmo, qualquer que seja a natureza, concernente, é claro, à espiritualidade e ao Espírito, isso deve fazer-se pelo Espírito.

Você terá, cada vez menos, os meios energéticos, os meios ao nível da consciência comum, de poder resolver, por si mesmo, qualquer coisa eu falo, aqui, não de situações da vida corrente, é claro, mas do que é ligado, diretamente, à sua alma ou ao seu Espírito – e isso vai fazer-se, cada vez mais, pela Graça.

A Graça é ligada à presença da Luz, é claro.

Alguns de vocês têm vivido momentos mais ou menos longos, mais ou menos repetidos, nos quais estavam instalados na Graça.

Mas isso acontecia em mecanismos de meditação, de oração ou que lhes caía por cima, assim, eu diria, inesperadamente.

Mas, hoje, é um pouquinho diferente, ou seja, se você aquiesce à Inteligência da Luz, ao efeito da Graça, não mais, simplesmente, em sua consciência de Eternidade, mas, diretamente, aí, aqui, onde você está, em face de sua vida das mais comuns, pôr a Luz à frente, pôr Cristo, mas é, também, desaparecer.

E, quanto mais você desaparece, você se prova, a si mesmo, e à Luz, à Eternidade, que você se tornou eterno, agora e já.

Não através dessa estrutura física, não através de suas memórias inscritas em suas células.

É a Luz, efetivamente, que entra, doravante, e eu já disse, ao nível do DNA, ao nível das memórias que há a dissolver, portanto, é preciso, efetivamente, que elas se evacuem, que elas se transmutem, de um modo ou de outro, para dissolver-se.

Mas não é você que controla o processo, você tem apenas que ser o observador.

É claro, isso não quer dizer que, se alguém lhe dá um golpe de martelo, seja preciso nada dizer.

Isso quer dizer, simplesmente, que as circunstâncias que você vai viver vão tornar-se cada vez mais mágicas, eu já disse isso.

Eu disse, há algum tempo, que iam aparecer mecanismos específicos, durante o mês de abril e, sobretudo, durante o mês de maio que ia seguir.

Você está plenamente dentro, ou seja, vocês vão, todos, em níveis diferentes, conviver, ao mesmo tempo, com o maravilhoso da Eternidade e, em alguns casos, os aspectos, eu diria, pequenos e medíocres do efêmero.

Mesmo em relação às coisas às quais vocês estão apegados, aos modos de funcionamento que eram os seus, e que eram, diretamente, oriundos do medo, da culpa, das tristezas, dos apegos, e que serão substituídos pelo Amor, pela Graça.

E aí, é claro, é aí que há menos de esforço, mais de magia da Luz, mas não a magia do mágico que quer forçar a Luz.

Vocês se apagam, desaparecem e deixam o campo livre para o aparecimento dos anjos, como há pouco.

Vocês deixam o campo livre para a densificação da Luz vibral, não mais nos vórtices, como eu disse, ao nível dos elementais, mas, diretamente, ao nível do conjunto de suas estruturas.

Se vocês estão reunidos a dois ou a três em nome de Cristo, Ele estará aí, mesmo sem chamá-Lo.

E o Coro dos Anjos estará com vocês e em vocês, para acolher Cristo, o que lhes dá a perceber, a ouvir, mesmo, o Coro dos Anjos.

O zumbido, aliás, nesses momentos, sobe, cada vez mais, para os agudos, e é naquele momento que vocês desaparecem ou que permanecem na Infinita Presença.

É ela que age, é aí que se situa a Graça, em todos os eventos de sua vida quotidiana.

E isso pode ir até os milagres: da cura física, de não importa o quê, isso pode ir ao milagre, mesmo, de seu desaparecimento total desse mundo agora.

É por isso que alguns de vocês têm, ainda, não resistências, mas, eu diria, sistemas de segurança, porque os querem aqui, inteiros, até o fim.

Porque é necessário, para vocês, e é necessário, para o conjunto de irmãos e irmãs.

Então, alguns aceitam voltar, esses estão livres; e aqueles que aproveitariam da manobra para desaparecer inteiramente, bem, a Inteligência da Luz cria certo número de densidades que não são privações, mas, bem mais, válvulas de segurança para ir até o limite ao qual vocês possam ir.

E quanto mais vocês são reunidos em número, pelo pensamento, pelas ideias, eu não falo de egrégoras, eu falo da reunião em nome de Cristo, como alguns de vocês estão organizando, espontaneamente, nesse momento, porque, aí, não há que falar, não há, mesmo, que sentir nossas Presenças que lhes falam, habitualmente, há apenas que estar ali.

E, se vocês estão ali, sem nada mais que não si mesmos, sem pensar em nada, sem decidir nada, simplesmente, em nome da Luz e do Amor, então, a Luz e o Amor estão ali.

Você é, você mesmo, o próprio vórtice, por intermédio de sua Merkabahinterdimensional coletiva e, sobretudo, a Lemniscata sagrada que se junta ao nível de seu coração, o que dá a Liberação instantânea e o êxtase infinito da Presença dos anjos que, talvez, vocês tenham percebido, que, talvez, vocês tenham ouvido, que vocês os nomeiem como quiserem, é a pura Luz cristalina do Feminino sagrado, é a pura Luz cristalina do Absoluto ou, se preferem, da Infinita Presença, que acompanha a realeza da Criação, ou seja, Kether, o que está além da Luz.

É isso que se desenrola em vocês e ao seu redor, nesse mundo também, e de maneira, vocês veem, cada vez mais evidente.

Então, é claro, as resistências caem, tanto em vocês como nesse mundo, cada vez mais, e o que resiste, ainda, será cada vez mais facilmente queimado e cada vez mais visível, como o nariz no meio da cara, tanto em vocês como nesse mundo.

É isso que antecipa, se querem, é o Balé dos céus, é o Balé da Luz, que prepara o Apelo de Maria.

Ele foi preparado, esse Apelo, pela finalização da Obra no Branco, por Uriel.

Ele é preparado pelo conjunto de nossas Presenças e pelo conjunto de suas Presenças.

É bem mais do que uma celebração, é um novo estado que se instala, mesmo nesse mundo, que facilita não, unicamente, para vocês que o vivem, mas para o conjunto da humanidade, o Apelo de Maria.

O que quer dizer que, naquele momento, as libertações, eliminações das egrégoras confinantes que possam restar no interior de vocês, no interior do mundo, tudo o que é ligado à dominação, ao poder patriarcal, tudo isso será dissolvido pela Graça do Feminino sagrado.

E a Graça do Feminino sagrado é o êxtase, tal como lhes descreveu Ma Ananda Moyi, é a Unidade, tal como lhes descreveu Gemma Galgani, é a visão dos anjos, é discorrer e trocar com os anjos, em toda consciência, tanto no espaço exterior como em seu espaço interior.

E essa comunicação, essa ressonância vai tornar-se cada vez mais evidente, cada vez mais visível, cada vez mais perceptível por um sentido ou por outro.

Mas, sobretudo, vocês descobrirão que, mesmo quando lhes parece sair desse estado de Graça, vocês permanecerão na Graça.

E que, aí, tudo se tornará mais fácil, se vocês aquiescem ao que se manifesta, como foi dito por Mestre Philippe e Irmão K.

É por isso que as questões, eu respondo, para ilustrar, de algum modo, a experiência que vocês têm vivido e a experiência que viverão, graças à ultratemporalidade, todos aqueles que lerão o que se disse durante esse espaço de intervenção, ao mesmo tempo, de Mestre Philippe, de Irmão K, dos Anjos, do Coro dos Anjos, de Uriel, de Cristo e do Espírito do Sol.

Falta apenas Maria.

… Silêncio...

A presença do Coro dos anjos e os Anjos que os têm acompanhado não são seus anjos guardiões, é o Coro dos Anjos.

É ligado, se querem, ao Feminino sagrado, em sua dimensão a mais pura e a mais próxima de seu mundo, que lhes era, a maior parte do tempo, inacessível, até agora.

Contudo, os Anjos do Senhor têm uma ação física nesse mundo, ligada à Ascensão, vocês sabem – os Vegalianos –, mas vocês sabem, também, que os Anjos do Senhor cercam a Fonte, não como os Hayot Ha Kodesh, mas o Coro dos Anjos tem-se ao mais próximo do Absoluto.

Eles ilustram, à perfeição, o que vocês chamam, aqui, que nós chamamos, com vocês, a Última Presença.

É o que é apenas preliminar ou que acompanha seu próprio desaparecimento e que estabelece a Luz Branca na totalidade da superfície da Terra, mas, também, na superfície inteira de seus corpos.

Isso foi chamado, por Anael, a cura vibral.

É o momento no qual a Luz Branca, que emana de seu coração sagrado, do Coração de Diamante, vai, também, traduzir-se, na periferia de sua forma, por essa brilhante brancura que os recobre e que os faz desaparecer ou que os leva ao limite do desaparecimento.

Aí, não há mais questões, há apenas a evidência da verdade da Luz, da felicidade da Alegria e do retorno à Eternidade.

Todo o resto apaga-se: sua vida, seus problemas, suas preocupações, suas alegrias, suas memórias, tudo o que é história ligada à trama desse mundo.

O Coro dos Anjos revela-se, agora, isso se traduz, também, em seus ouvidos, independentemente de há pouco.

Talvez, vocês observem, à noite, não às 17 horas, mas, mais frequentemente, um pouco mais tarde ou, por vezes, pela manhã, um zumbido extremamente agudo nos dois ouvidos ou no ouvido esquerdo, é o Coro dos Anjos que se aproxima.

Ele está, efetivamente, muito próximo.

Eu os lembro de que o Coro dos Anjos não cerca a Fonte, como os Hayot Ha Kodesh, mas cerca, eu diria, se posso exprimir assim: o trono do Absoluto.

Eles estão na fronteira da Infinita Presença, ao mesmo tempo, os mais próximos de vocês, mas os mais elevados.

Eles estão no mesmo nível que aqueles que constituem a civilização dos Triângulos e, no entanto, hoje, eles estão aí.

E, no entanto, hoje, e nos dias que vêm ou nos dias passados, vocês, talvez, tenham vivido isso, sem saber o que é.

Mas não há necessidade de saber.

Aí é apenas – o que eu digo – para iluminar, ainda mais e, sobretudo, para dar-lhes a urgência do Apelo de Maria, e a realidade de sua urgência.

Tudo isso que se faz na alegria e na gratidão, a partir do instante em que o Coro dos Anjos sussurre ao seu ouvido, instale-se em seu Canal Mariano e venha, realmente, responder ao seu estado de Graça.

Vocês não têm que chamar o Coro dos Anjos, ele vem, espontaneamente, a partir do instante em que vocês façam uma limpeza, a partir do instante em que aceitam, sobrepondo esse plano e o plano da Luz vibral em vocês, aqui mesmo, aí, onde vocês estão.

E o Coro dos Anjos aparece.

Isso quer dizer, também, que as camadas isolantes do planeta, como as suas, através de sua sensibilidade que pode aparecer, hoje, às Presenças, às ondas, cada vez mais marcadas, são apenas a tradução da fusão não, unicamente, dos elementos, mas, também, das dimensões.

… Silêncio...

Eu os lembro de que a fusão das dimensões não provoca, absolutamente, a dissolução das outras dimensões, mas ela pode levá-los a desaparecer para essas dimensões, além da Infinita Presença, o que lhes dá a viver, nessa forma, o Absoluto, e põe fim, radicalmente, a todas as ilusões, de maneira definitiva.

Alguns de vocês viveram-no, na totalidade, com a Onda de Vida.

Alguns de vocês viveram a aproximação e deram meia volta, é o que eu nomeei os «tournicoti-tournicota».

Mas, assim que vocês tocam o Coro dos Anjos, qualquer retorno torna-se estritamente impossível, quaisquer que sejam os apegos ou as reticências que possam, ainda, aparecer em alguns momentos, porque vocês sabem que a Graça é-lhes acessível, sem nada fazer.

O Coro dos Anjos, quer vocês tenham sentido ou não, quer tenham visto ou não, vai manifestar-se, também.

Vocês, aliás, observaram, há alguns meses eu havia falado – e, já, há anos, também – do que acontecia no teto de seu quarto, quando vocês estão, no escuro, à noite, e que vão dormir, a Luz

Branca está cada vez mais próxima de vocês.

E, mesmo seu corpo, vocês vão senti-lo, por momentos, quando estão, tranquilamente, em repouso, não mais responder à sua consciência.

Ele está fixo, e ele vibra, e o coro dos Anjos chega.

Naquele momento, nunca mais poderá haver os «tournicoti-tournicota», você está fixo, de algum modo, em sua Eternidade.

… Silêncio...

Não se esqueça de portar sua consciência, durante o Silêncio, no décimo segundo corpo.

E vocês que leem ou que lerão, façam a mesma coisa.

Vocês verão que, naquele momento, vocês não terão, mesmo, necessidade de pensar em sentir seu coração, ele se fará sentir por si só, e os anjos também, o Coro dos Anjos.

… Silêncio...

O que eu digo em relação ao décimo segundo corpo, agora que os Triângulos elementares revelam-se e que a Merkabah interdimensional da Terra, mesmo se vocês não se sintam concernidos, ainda, de momento, essa revelação favorece a fusão das dimensões e o desaparecimento de seu efêmero, aqui, nesse mundo.

Isso se desenrola independentemente de sua vontade, a única coisa que vocês podem fazer é acolher, cada vez mais, essa Luz.

E isso faz parte, também, do que eu chamei: «quando a Luz chama você», e, quanto mais vocês respeitam os chamados da Luz, mais vocês vão fundir-se aos planos em si e mais poderão viver nesse mundo, apesar de seu desaparecimento, se posso dizer.

Porque a Graça é a sobreposição e a dissolução dessa dimensão em dimensões superiores.

É exatamente isso que está acontecendo a vocês.

É não, unicamente, o desaparecimento, mas, também, o início de seu aparecimento nas esferas da Eternidade, ou seja, sem viajar às outras dimensões, sem ir ao Sol, o corpo de Existência está aí e dá-lhes a viver isso, aqui mesmo, nesse corpo.

… Silêncio...

Façam a ligação, também, com a co-criação consciente.

Lembre-se de que no que vocês pensam, materializa-se.

Portanto, se há um pensamento, em vocês, contrário à Luz, o Coro dos Anjos afasta-se de vocês, mas ele não pode mais desaparecer.

Portanto, cabe a vocês ajustar-se, em função do que é vivido a cada minuto, sem fazer esforços, sem refletir, porque vocês encontrarão, espontaneamente, as linhas, eu diria, da evidência, da facilidade, as linhas de menor resistência.

Porque, se vocês são acompanhados do Coro dos Anjos, como eu disse, a Evidência é cada vez mais pronunciada.

Pode, cada vez menos, haver interrogações e dúvidas.

É claro, pode haver busca de sentidos, é por isso que eu digo o que aconteceu há pouco e que acontece agora, a partir do instante em que eu paro de falar e que vocês se ligam, se posso dizer, ao seu nariz.

… Silêncio...

Lembrem-se de que, doravante, para vocês, já para muitos mais, a cada dia, o Coro dos Anjos acompanha-os, doravante.

O Coro dos Anjos é, muito exatamente, o que intervém antes do êxtase final.

Se vocês imergem nele, vocês se aperceberão de que podem ficar ali, com o Coro dos Anjos, o tempo que lhes convém, sem qualquer sofrimento, sem qualquer percepção do corpo, sem qualquer retorno da pessoa.

Vocês se banharão na Felicidade, e dessa Felicidade sai a transmutação, a metamorfose, aqui mesmo, aí, onde vocês estão.

… Silêncio...
Questão: o que nós vivemos há pouco foi uma elevação de todo nosso grupo a um plano muito elevado, além do plano mental ou, mesmo, causal?





Post. e Formatação
Semeador de Estrelas

http://semeadorestrelas.blogspot.com

Tradução e Divulgação
Célia G.
Leituras Para os Filhos da Luz


Fonte: https://lestransformations.wordpress.com/2015/05/18/entretiens-de-pentecote-mai-2015-le-choeur-des-anges/

Imprimir ou Salvar em PDF

3 Mais Lidas do Blog

DOAÇÃO/MANUTENÇÃO


– DOAR – Abro este canal para doações espontâneas para este blog, sem qualquer compromisso, qualquer valor auxilia a manutenção deste espaço.
Opção de deposito: Caixa E.Federal - Ag:0505 -
Conta:013-00007103-7 L.A.P.M.B.
Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...