10/07/2013

A CRUCIFICAÇÃO E ONDE EU PERTENÇO? Parte II

"Podemos sentir como se nada 
conhecêssemos agora".

Mensagem de Karen Bishop
2ª Parte

Bishop
8 Julho2013

Enquanto nos preparamos para avançar de uma maneira muito grandiosa, podemos constatar que nos sentimos desorientados, confusos, indecisos, fisicamente desconfortáveis, e até mais separados e sozinhos do que nunca. 

Esta tem sido uma longa jornada, especialmente para os precursores que podem agora se encontrar em circunstâncias mais estranhas do que eles poderiam ter um dia imaginado.

Desta maneira, pode ser especialmente difícil até recordar do que se tratava “sentir-se bem” e “sentir-se conectado” e no comando. 

Estes dias podem parecer uma memória bem distante de alguém inteiramente diferente do que quem nos tornamos nos últimos meses e até anos. 

Como alguns foram desconectados e afastados da maior parte de qualquer coisa, sentimentos do “lar”, aparentemente desmoronaram em alguma fenda profunda e se tornaram quase impossíveis de desenterrar.

As limpezas dos últimos dezoito meses foram intensas, e além da abertura de nossas próprias essências, sendo capazes de acessar muito de quem nos conhecemos ser, pode, às vezes, ser uma total impossibilidade ou, na melhor das possibilidades, uma tarefa atemorizante. 

Podemos sentir como se nada conhecêssemos agora. 

Como tudo o que já tivéssemos conhecido sobre o cosmos, Deus, nossas fontes de conexão e de conforto, e muito mais, foram de algum modo, varridas de nossas próprias mentes.

Além disto, está o fato de que fomos proibidos de nos conectarmos com grande parte de qualquer coisa. 

E encontrarmos soluções para coisas que oprimem a nossa vida (inclusive assistência à saúde para aqueles que experienciam os sintomas da ascensão), tem sido quase impossível.

 Precisamos continuar a avançar passo a passo, e desta maneira, sermos desconectados foi uma necessidade, de modo que pudéssemos estar livres quando o momento fosse adequado. 

E para aqueles que mantêm muita energia, conectar-se a alguma coisa nova muito cedo, ou declarar um estado de sucesso e grande felicidade ao longo do caminho, iria desacelerar o processo, pois a nossa energia seria elevada e implantada em algum lugar ao longo da jornada (onde nada pretendia existir, pois estes espaços foram somente trampolins temporários, e não o destino derradeiro.) 

Estivemos criando a nova grade a partir do chão... 

Permanecermos “deprimidos”, tornou-se assim um novo modo de ser para o processo até aqui.

Durante estes momentos de transição, podemos não saber onde estamos no mundo; nossos pensamentos podem nos deixar instantaneamente, fazendo-nos sentir muito esquecidos e ainda mais “não aqui”. 

Podemos perceber que outros mal estão sendo afetados e levando vidas plenas, deixando-nos coçando as nossas cabeças e nos sentindo mais inseguros, esquecidos e não existentes do que nunca.

Mas eis aqui o ponto principal da questão: O Pai gosta de uma concha vazia. 

Deus/Pai escolhe continuamente aqueles que são mansos, frágeis, desorientados e inseguros. 

Desta maneira, o vazio e a inocência são pré-requisitos para entrar nos portais do céu. (Do Novo)

Quanto mais vazios estivermos, mais espaço haverá para preencher com a nova energia do próprio céu. 

Desta forma, não podemos possivelmente nos comparar a outros, pois o caminho para cada um é tão exclusivo quanto nós.

Para alguns de nós, não podemos ainda ver à frente, porque o que está por vir está tão afastado de onde estivemos residindo, que nos esquecemos das possibilidades que se encontram no próprio céu. 

Probabilidades não existem em um céu na terra. 

Os desejos de nosso coração e uma conexão muito nova e muito mais forte com Deus/Fonte, existem.

 Assim, desta maneira, tentar imaginar o que nos faria nos sentir melhor, como as coisas estão neste momento no tempo (onde estamos ainda enredados na Noite Escura), seria como olhar através dos antolhos (viseiras) e escolhermos outra porta lateral. 

O que nos está afetando agora, não estará nos afetando mais tarde. 

Além disto, as energias de impulso e de retenção estão ainda muito arraigadas, e enquanto elas continuam a nos manter deprimidos e nos pressionam com tanta força, vermo-nos fora desta panela de pressão (se sentimos literalmente estas energias ou não), não é uma possibilidade como poderia ter sido em tempos passados.

O que está chegando é muito melhor e bem afastado de qualquer coisa que poderíamos ter até imaginado nos melhores tempos passados, esta tentativa de criá-lo, ainda que em nossas mentes, não mais se encaixa. 

Podemos tentar planejar à frente agora, mas como a 1ª Parte desta mensagem descreve com grandes detalhes, o que desejamos somente se manifestará em pequenos pedaços de qualquer maneira, e não se encaixará em todos os sentidos. 

Se tentarmos avançar agora, simplesmente estaremos nos encaminhando para outra parte do velho.

O que está vindo é vasto. 

Envolve um território de luz vasto, imenso e aberto. 

Assim, desta maneira, abrir os nossos corações e mentes para algo muito maior do que está atualmente a nossa disposição seria uma adaptação muito melhor, ainda que sejamos incapazes de fazer isto neste ponto no tempo. 

Deus/Pai e os seus anjos celestiais estão nos sustentando ao longo do caminho. 

Estamos certamente sendo apoiados, amados e zelados, á medida que nos aproximamos deste momento crítico. 

O Pai a Fonte, está se certificando de que todas as nossas necessidades sejam satisfeitas, enquanto descansamos em nosso atual espaço. 

Assim, continuamos a ser mantidos sob controle, porque ainda não é o momento para um grande movimento. 

Mas, ainda assim, estamos nos preparando.

Poderíamos constatar que recentemente ficamos envolvidos em situações onde estamos “transferindo’ algo de um espaço para outro.

Podemos estar literalmente empacotando, mas não temos idéia de onde estamos indo. 

Podemos estar preparando o nosso novo trabalho, mas não temos idéia de como ele será distribuído aos outros. 

Podemos ficar desnorteados em relação ao nosso novo trabalho, pois escavá-lo, continua a ser frustrante (temos ainda que nos re-conectarmos e chegarmos as nossas novas residências e, desta maneira, podemos não saber o que se ajustará ao novo), ou podemos saber, no todo, o que deveremos fazer em seguida, mas as atuais energias estão tornando desafiador o início disto.

Podemos olhar em volta e subitamente sentirmos como se os lugares e coisas com que estivemos conectados até aqui, não mais parecem se ajustar a nós e nem nos satisfazem. 

Eles podem ter sido portas laterais temporárias que estão agora em prontidão para uma partida, pois a coisa real estará muito em breve, a caminho. 

Ou, eles podem estar nos dizendo que estamos agora preparados para o que deve chegar em breve, e estas conexões ou energias anteriores que preencheram os nossos espaços até aqui, estarão logo partindo, pois algo muito novo está prestes a chegar.

Sentir-se oprimido e cansado, podem ser experiências comuns agora, pois eles são indicadores de que as coisas estão se formando em algum lugar e que estamos em uma fase de “espera”. 

Tanto foi removido que não há muito em nossos espaços para nos ocupar, enquanto nos preparamos para avançar novamente.

Como este movimento se apresentará, esta escritora não sabe, pois este é o caminho da ascensão.

Ela faz o que faz e se manifesta de acordo com as atuais situações próximas. 

Mas, em última análise, fizemos um grande progresso e estamos em um ponto onde nunca estivemos antes

E isto, é bom.

Do meu coração para o seu,

Karen 



Post. e Formatação
Semeado de Estrelas
http://semeadorestrelas.blogspot.com/

Tradução:
Regina Drumond 
reginamadrumond@yahoo.com.br

Luz de Gaia


Direitos Autorais:
Fonte: www.gamabooks.com
Karen Bishop, P.O. Box 15196, 
Rio Rancho, NM 87174, USA

Um comentário:

  1. Gratidão Karen Bishop e Semeador de Estrelas! É tudo, e apenas, o que tenho a dizer!

    ResponderExcluir

Comentários não relevantes com a mensagem e possuidores de links não serão publicados, assim como comentários ofensivos a quem quer que seja.

Imprimir ou Salvar em PDF

3 Mais Lidas do Blog

DOAÇÃO/MANUTENÇÃO


– DOAR – Abro este canal para doações espontâneas para este blog, sem qualquer compromisso, qualquer valor auxilia a manutenção deste espaço.
Opção de deposito: Caixa E.Federal - Ag:0505 -
Conta:013-00007103-7 L.A.P.M.B.
Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...