03/07/2013

Vocês Dissipam a Sua própria Energia?

E a sua mente incessantemente, constrói e reconstrói possibilidades. 

Mensagem de Zílmuth das plêiades 

Canalizada por
 Árthara 
07/06/2013 

Boa noite, meus irmãos. 

Que a paz esteja em seus corações. 

Meus queridos irmãos, hoje venho para lhes falar sobre a energia. 

Já notaram como dissipam a sua própria energia? 

Vocês não conseguem mantê-la junto de si o tempo todo. 

Dissipam e espalham a sua própria energia, a sua vitalidade, a sua força interior, através de pensamentos recorrentes de preocupação, através do seu medo excessivo, através de pensamentos constantes, repetitivos. 

Através da dúvida, da incerteza, da preocupação, e da tentativa mental de resolver tudo. 

Pensam e repensam o tempo todo numa situação.

O que vão falar o que vão responder, como vai ser. 

O que vão fazer primeiro, o que vão fazer depois, o que o outro vai falar o que você vai responder em seguida. 

Meus irmãos, quanto desgaste!

 Quanto desgaste de energia. 

Sua energia se esvai a cada pensamento desses e a cada sentimento que acompanha seu pensamento. 

Mesmo que você fique parado o dia todo, sem sair do lugar, ao final do dia vai se sentir cansado, sem forças, porque a sua mente não parou um minuto sequer. 

Se ao menos ela estivesse processando pensamentos benéficos, construtivos e positivos, aí sim talvez você se sentisse melhor ao final do seu dia. 

Mas ao contrário disso, você se desgasta dia após dia, com preocupações excessivas e infundadas.

Ao final do dia o peso, o cansaço, as ideias confusas, a sensação de que nada está resolvido, que não sabe o que fazer, como fazer. 

E você totalmente sem energia, sem forças, vai deitar exaurido. 

Talvez ao se desprender do seu corpo físico durante o sono, nada vá mudar, o processo vai continuar o mesmo, de tão fixado que você se mantém ao seu mundo, às suas preocupações, às suas dúvidas e aos seus temores. 

Dia após dia, com a mesma forma de lidar com todas as situações, achando que através dos seus pensamentos, da sua construção mental, tudo estará sob seu controle, tudo dará certo, você já viu, pensou e repensou dezenas de vezes. 

E eis que muitas vezes, no final do caminho vem a surpresa: as coisas não vão como você queria, algo inusitado acontece, uma surpresa na curva, uma mudança e um novo desgaste. 

Agora você tem que lidar com outras situações adversas, algo em que você não pensou. 

Esse ciclo interminável ele continua dia após dia e o seu desgaste também. 

Vocês percebem o quanto que se desgastam querendo controlar tudo, querendo achar que têm possibilidades de saber exatamente o que devem fazer? 

E a sua mente incessantemente, constrói e reconstrói possibilidades. 

Talvez você sinta que muitas coisas não andam, não se desenvolvem e você às vezes se cansa, sentindo que parece que algo te prende no mesmo lugar. 

 Os passos são lentos, a caminhada é longa. 

Eu lhes falo agora: o que te prende é você mesmo que ainda não aprendeu a soltar, ainda não aprendeu a confiar, continua amarrado aos seus conceitos, ao seu método, à sua única forma de ver a mesma coisa e se esquece que existem milhões de possibilidades, coisas que você nem pode imaginar, pessoas, situações, respostas, sugestões, que estão apenas esperando a possibilidade de serem acessadas, mas você insiste em querer controlar tudo do seu jeito. 

Meus irmãos, até quando? 

 Até quando vão se manter atados à sua forma linear de pensar, quando na verdade o Universo dispõe de milhares de possibilidades e respostas

Vocês não fazem ideia de tudo que o Universo pode lhes oferecer e trazer, desde que apenas soltem, que aprendam a fluir. 

Soltar não significa acomodar, não significa largar. 

Soltar significa você apenas saber o que deseja, onde você quer chegar, o que deseja pra si, no seu aspecto pessoal, profissional, seus relacionamentos, sua saúde, seu corpo, seu trabalho social, seu trabalho no bem, seu crescimento. 

Você tem que delinear claramente o que você deseja, imaginar-se na situação, como vai ser, o que você vai sentir, como vai ficar a sua vida, quais são as sensações. 

E apenas vivenciar isso intensamente e ficar atento aos sinais, interiorizar-se, meditar, deixar que seus canais se abram, seus canais de comunicação que são como antenas receptoras, que vão te guiar calmamente, fluidamente. 

Mas se você está na confusão mental do controle, não consegue perceber nada, a resposta muitas vezes está diante de você, debaixo do seu nariz, mas você não vê porque toda a sua energia está no seu nível mental e você ali se debatendo, tentando controlar desesperado, esperando a resposta e não vê que a resposta já está disponível. 

A partir do momento em que você sair desse controle todo, do nível mental e for para dentro de você, será simples, mas vocês não estão acostumados, não foi assim que aprenderam, não é assim, não tem sido assim até hoje, mas agora o convite, mais uma vez, é que vocês aprendam a confiar! 

Confiar nesse movimento cósmico universal, nessa força divina, que coloca tudo à sua disposição, todas as respostas que você busca, as pessoas certas que você precisa encontrar, os recursos, as palavras, as situações, os caminhos, tudo já está aí, basta que você abra os seus olhos, os olhos do seu coração, da sua alma, do seu sentir e permita-se ser guiado com suavidade a tudo aquilo que vai te levar à concretização de tudo que você aspira, com tranquilidade. 

Aprendam a sair do controle, desenvolvam a confiança em si e a confiança nessa força universal que tudo rege, conectem-se a ela de verdade e vão perceber como tudo fica mais fácil, tudo vem com tranquilidade, desde que vocês permitam fluir e caminhar de uma nova maneira na sua existência. 

Fiquem em paz. 



Zílmuth 
das Pleiades 




Post. e Formatação
http://semeadorestrelas.blogspot.com/

Canalizado e Divulgado por:

2 comentários:

  1. Zílmuth das Pleiades.

    Quero fazer registrar aqui a minha gratidão pelo que senti nutrir a sua mensagem em mim. Confesso que sempre vivi esta sensação da qual nos revela, mesmo que numa percepção sem formas, cores e letras, Apenas sentia que gestar nossa vida da forma como fazemos, e como bem disse "aprendemos" desde nossos primeiros instantes neste plano, não se trata de algo correto, eficaz, verdadeiramente evolutivo.

    Você conseguiu literar algo até então sensitivo, surreal. Suas palavras de grande sabedoria, trouxeram entendimento ao que era apenas impressões.

    Vou por certo que aprofundar este exercício em mim, lutar contra as correntes impostas e que nos tornam fixados ao chão, rasteiros de compreensão, pouco voltados à nossa essência divina e universal. Urge em nós confiar mais, desenhar no horizonte situações promissoras, tanto física como espirituais. Confiar, sem imaginar percalços, eliminando medos e asfixiando o menor fogo da ansiedade. Olhar para o tempo do Universo e sentir que é outro tempo que não o tempo dos homens.

    Mais uma vez, Zílmuth das Pleiades, minha gratidão honrosa!

    ResponderExcluir
  2. Felipe, tão lindo, quanto a mensagem, foi o seu brilhante comentário. Namastê e que a sua luz seja.

    ResponderExcluir

Comentários não relevantes com a mensagem e possuidores de links não serão publicados, assim como comentários ofensivos a quem quer que seja.

Imprimir ou Salvar em PDF

3 Mais Lidas do Blog

DOAÇÃO/MANUTENÇÃO


– DOAR – Abro este canal para doações espontâneas para este blog, sem qualquer compromisso, qualquer valor auxilia a manutenção deste espaço.
Opção de deposito: Caixa E.Federal - Ag:0505 -
Conta:013-00007103-7 L.A.P.M.B.
Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...