02/05/2015

4 – O. M. AÏVANHOV - Parte II -

Ensinamentos Março 2015

"E vocês viverão o desaparecimento das
 convenções arcaicas, patriarcais, 
em todos os níveis".

"Porque Cristo está aí".

4 – O. M. AÏVANHOV
- Parte II -

-"Há alguns meses, eu dizia: você vai ao supermercado porque quer comer um tomate, e você se encontra com outra coisa, porque você seguiu a Inteligência da Luz" -.

Por que você não faria a mesma coisa na manifestação?

Ou seja, não mais no desenrolar de sua vida de você sozinho no que tem a fazer, mas em qualquer situação que a vida apresente a você, ou seja, conosco, quando nós chegamos em seu Canal Mariano, ou seja, entre vocês, quando há algo que não acontece ou quando há algo que passa, mesmo, muito bem.

Não é porque isso passa muito bem que seja preciso adotar os comportamentos arcaicos.

Você está Liberado.

Você é portador de Cristo.

Você está em vias de Ascensão.

Você está na Ascensão individual.

Portanto, você implementa tudo isso.

Faça o Silêncio.

Fique tranquilo.

Deixe emergir de você não o pensamento e as palavras, mas o Verbo, Cristo.

E você verá que, naquele momento, mesmo que sejam as palavras que saiam, não serão mais as palavras que você havia decidido empregar anteriormente.

Então, por vezes, você vai dizer-se: mas o que é que acontece, eu digo o inverso do que eu pensei?

É perfeitamente normal.

Porque o que se exprime, naquele momento, não é mais a pessoa, não é mais, mesmo, a clareza do que você vê no outro, você superou tudo isso.

E, aí, Cristo está, realmente, presente em você, e no outro, e entre vocês.

E, naquele momento, se você respeita esse Silêncio, se você acolhe, totalmente, o outro, mesmo em sua violência a mais evidente, isso será transmutado.

Você vai aperceber-se de que você é o Espírito do Sol.

Você vai aperceber-se de que as palavras que saem não são mais suas palavras, mesmo se saiam de sua boca.

E é, no entanto, você.

Mas você, na Eternidade.

Se não são palavras, é uma atitude.

Pode ser um olhar.

Pode ser não importa o quê, mas não é a primeira reação.

É a ação oriunda do coração e de Cristo, ou seja, de seu Espírito Solar.

Se você realiza isso, você o tem por um tempo extremamente curto.

Algumas vezes vai, na pior das hipóteses, para os mais "cabeça de caboche", algumas semanas.

E você verá a magia da ação do Amor, a magia da fraternidade, a magia real da compaixão.

Não a compaixão de superfície, que se exprime de pessoa a pessoa, mas a compaixão natural, de coração a coração.

E, para isso, não há necessidade de palavras do mental, nem de palavras dos pensamentos, há necessidade de palavras do coração, há necessidade do olhar do coração, há necessidade da mão que se coloca, do coração.

Ou seja, todas as estratégias de funcionamento, quer elas sejam funcionais ou anormais, que lhe pareçam, até agora, assim, serão varridas.

Isso quer dizer que, hoje, você está, ainda, em estratégias, como eu disse, de sobrevivência, para colar nesse mundo mais do que na Vida.

Mas você vai aperceber-se de que, se você cola, cada vez mais, na Vida Eterna e em Cristo, quer você viva as vibrações ou não, quer sua consciência tenha, já, vivido a Existência ou não, o que é que vai acontecer?

Mas Cristo, Ele vai ver, imediatamente.

Onde quer que você esteja.

Ele apenas espera isso.

Que você mantenha sua casa limpa.

Então, talvez, a casa tenha, ainda, sujeiras.

Mas se você fala, as sujeiras vão precipitar-se.

Então, esqueça-se das sujeiras, esqueça-se do que o outro lhe propõe ou a situação lhe propõe, coloque-se, trinta segundos, e deixe emergir.

Sem querer.

Sem nada.

É, simplesmente, o Aqui e Agora que vai colocá-lo nesse estado.

Ative, se quiser, se você é capaz disso, os Triângulos Aqui e Agora.

Você os sente vibrar primeiro.

O processo será, sempre, o mesmo.

Se você permanece em uma relação, em uma situação, com seu amor, com sua mônada, com o pior inimigo que você tem vontade de matar, pouco importa, não o faça.

Nada faça.

Nada diga.

Alguns segundos de silêncio, algumas respirações, o olhar.

E deixe vir o que vem.

Vocês serão, todos, canais da Eternidade.

E vocês verão que sua vida e a Terra inteira mudarão, tão rapidamente como vocês mudam, doravante.

E vocês viverão o desaparecimento das convenções arcaicas, patriarcais, em todos os níveis.

Mesmo com o irmão, a irmã, o marido ou a mulher, em que lhe pareça que há uma incompreensão, talvez, exacerbada nesse momento.

Mesmo se isso deva ir ao extremo, será melhor ir ao extremo no Amor do que na recusa do Amor.

Porque Cristo está aí.

E você deve a Ele esse respeito.

Assim como Maria estará, em breve, aí, totalmente em você.

E Maria é nossa Mãe, no sentido o mais nobre.

Ela nos deu não a vida da alma, mas a possibilidade de experimentar uma esfera específica, mesmo se tenha sido, digamos, confinada.

Você vê?

Pense em qualquer situação.

Pense, também, desde a manhã ao acordar, qualquer que seja seu estado, quer você tenha transpirado toda a noite, quer tenha os pés em fogo, quer aquele que dorme ao seu lado, você tenha vontade de estrangulá-lo antes que ele acorde.

Nada faça.

Respire.

Não expulse, mesmo, os pensamentos.

Não procure o que você vai fazer como gesto, como movimento ou o que você vai dizer.

Entre em si.

Não é necessário vivê-lo meia hora, caso contrário, você vai desaparecer, aí, é preciso estar presente.

Mas engaje o processo de desaparecimento pelo silêncio das palavras, pelo silêncio dos pensamentos, pelo silêncio dos gestos, a partir da manhã, ao acordar.

Centre-se.

Isso não toma uma hora, não é uma oração, isso não toma, como um alinhamento, um número de minutos importante.

É instantâneo.

E, quanto mais você pensar nisso, mais você se tornar obsessivo em relação a isso, mais você desaparecerá.


Isso será, verdadeiramente, evidente a viver, vibração ou não vibração.

Se você respeita isso, se faz a experiência disso, constatará, muito rapidamente, que você não poderá mais, jamais, ser como antes.

E que a mudança, antes mesmo do Apelo de Maria e da Ressurreição, você já estará nesse estado.

É muito importante.

Talvez, não para você.

Talvez, não para o outro na relação ou na situação, mas para Cristo e para o conjunto da humanidade, mesmo no outro extremo do planeta.

Porque você demonstra, aí, sua verdadeira mestria, que não é um controle, que não é uma necessidade de parecer ou de aparecer ao outro como isso ou aquilo, mas você deixa emergir Cristo.

E, aí, as palavras que saem não são mais suas palavras.

O olhar que você tem não é mais seu olhar.

Faça isso porque, através do que eu acabo de dizer, que é extremamente simples, você tem a possibilidade de levantar o mundo, de fazer afundar uma montanha, de parar a chuva.

Não para mostrar um poder ou para manifestar um poder.

Porque você encarna o Verbo.

E o Verbo não é, unicamente, a palavra, o Verbo criador é o conjunto de seu corpo aqui presente, ao mesmo tempo no corpo físico, nos casulos de Luz e no corpo de Existência, sobretudo, que vai dar-lhe a viver isso.

Você vê, é muito simples.

Não há necessidade de analisar o que quer que seja.

Não há necessidade de projetar o que quer que seja, nem de imaginar ou pensar o que quer que seja.

E você verá que a comunicação, qualquer que seja, será repleta da Essência de Cristo.

Você terá se tornado o Espírito Solar, aqui mesmo, antes mesmo que Cristo instale-se, definitivamente.

Você vê, isso se torna cada vez mais simples, na condição de vê-lo.

É por isso que eu devia vir, para dar-lhes isso antes de amanhã.

Porque, amanhã, é um dia no calendário, por toda a parte, que se chama a Anunciação.

Olhe o que isso quer dizer, a Anunciação.

Você verá que é algo de importante.

Sobretudo, em relação a tudo o que nós temos dito há tantos anos.

Aí está o que eu tinha a dizer.

Se há questões, unicamente em relação a isso, sobre como fazê-lo, se você tem necessidade de outras respostas, então, eu os escuto.

Se está claro, é simples.

Bem, nós fazemos a mesma coisa para saudar-nos.

Imediatamente, aí, agora.

Calamo-nos.

Não se tem pensamentos.

Estamos confortáveis.

Você pode decidir, a qualquer momento, abrindo os olhos, olhar quem você quiser.

Ir apertar uma mão.

Tomar nos braços alguém.

Deixar fazer o que vai sair, naquele momento.

No Aqui e Agora.

Mas, também, sobretudo, na espontaneidade da Transparência total.

A pessoa não está mais, o que sai é o Verbo, quer esse Verbo manifeste-se pelo gesto, pelo olhar ou algumas palavras.

Nós o fazemos agora.

… Silêncio…

Queridos irmãos e irmãs, vou deixá-los agora entre vocês.

Nós continuamos aí, é claro, mas vou deixá-los viver o que eu acabo de dizer.

Eu os abraço.

Não todos, caso contrário, isso vai tomar demasiado tempo, mas todos juntos, digamos.

Todas as minhas bênçãos, e tentarei – dizem-me não, veremos – eu tentarei dar-lhes um pequeno olá, ainda amanhã, não é?

Vocês me dirão como isso aconteceu, a partir de hoje, o que eu acabo de dizer-lhes.

Todas as minhas bênçãos em seu coração.

Até breve.

5 - O. M. AÏVANHOV
Tudo se encaminha agora e Q/R



Post. e Formatação
Semeador de Estrelas

http://semeadorestrelas.blogspot.com

Tradução e Divulgação
Célia G.
Leituras Para os Filhos da Luz

Imprimir ou Salvar em PDF

3 Mais Lidas do Blog

DOAÇÃO/MANUTENÇÃO


– DOAR – Abro este canal para doações espontâneas para este blog, sem qualquer compromisso, qualquer valor auxilia a manutenção deste espaço.
Opção de deposito: Caixa E.Federal - Ag:0505 -
Conta:013-00007103-7 L.A.P.M.B.
Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...