13/05/2015

Entendam de Onde Vieram e Onde Estão Agora-IV

"O que vocês estão esperando"? 

"Vocês não estão indo para a sua unidade.
Vocês estão indo para os seus Muitos". 


4ª Parte
(continuação)                          1ª Parte clik aqui

Tendências Mundiais 

Seguindo. 

Prometi que falaríamos de duas tendências. 

São tendências mundiais. 

Vou falar sobre elas muito, muito rapidamente. 

Em primeira mão, pra vocês. 

E não é de Tobias; é de mim. 

Uma das maiores tendências no mundo, neste momento, é o poder. 
Todos estão usando o poder, quer percebam ou não. 

Há um acúmulo de poder. 

Pode ser manifestado através do dinheiro, da política, do governo, do sexo, da indústria, do comércio, da religião.

 Tudo isso tem a ver com poder

Há um enorme direcionamento neste planeta para o poder

Não só isso, mas o desejo de poder neste planeta está, de fato, fazendo com que seres de outras esferas não homenzinhos em espaçonaves, mas outros seres – tenham um interesse particular neste planeta, porque há essa obsessão com o poder acontecendo.

 Vocês veem isso em todo lugar, mas agora mais do que nunca. Ele está aparecendo. 

Leiam nas entrelinhas ou prestem atenção no que está por trás das notícias sobre os eventos.

 Parem um instante e digam: 
“Bem, como isso tem a ver com poder?” 

Vocês vão perceber que quase tudo que está ocorrendo é um jogo de poder. 

Acho que vocês têm uma série de TV famosa chamada Game of Thrones (Jogo de Tronos), mas é meio que a mesma coisa, Game of Power (Jogo de Poder). 

É a troca e o movimento do poder. 

Poder é uma ilusão. 
Não existe poder nas esferas claras. 
Não há necessidade de poder. 

Não estou falando de power (fonte) de energia, vocês sabem, da gasolina que vocês colocam no carro pra ele andar. 

Isso é combustível. 

Estou falando de poder psicológico, poder mental. 

E que vai continuar a crescer cada vez mais. 

Os humanos são viciados em poder, mais do que em qualquer outra coisa.



É, de fato, quase impossível – eu diria que é impossível – ficar viciado a uma substância física. 

Álcool, tabaco, drogas.


 É fisicamente impossível ficar viciado nisso.

 Alguns irão argumentar quanto ao que estou dizendo, mas vocês podem ficar viciados no poder, de diversas maneiras diferentes, às vezes, até insidiosas. 

Vocês podem ficar viciados no poder e, então, usar esse vício em coisas como drogas e álcool, ou usar drogas e álcool pra tentar matar aquela dor de poder. 

O mais estranho é que é prazeroso e é doloroso, mas vocês vão ver isso cada vez mais neste planeta. 

Por favor, percebam, enquanto vocês seguem adiante, que não há necessidade de poder. 
Não há. 

Tem gente com quem converso nessas nossas sessões noturnas que vai argumentar isso. 

Dirão: 
“Tudo bem, vou reduzir a minha necessidade de poder, mas ainda precisarei manter algum pra me proteger de outros humanos, porque eles estão no jogo do poder. 
Sendo assim, preciso ter algum.” 

Não.
 É tudo ou nada, por assim dizer; tudo ou nada. 
Poder é uma ilusão. 

O poder acaba reforçando a crença de vocês, de que existem coisas que vocês precisam obter de fora de si mesmos, e vocês não precisam

Nem uma única coisa. 
Toda a energia – a química de atração para a energia – já está aí, particularmente quando vocês começam a usar isso

Kyeper, sua criatividade, seu espírito, já está aí.

 Mas, se vocês ainda estiverem viciados no poder e esse será o enfoque da minha parte nas apresentações de agosto –, se ainda estiverem viciados no poder, vocês ainda tentarão obter mais poder e assegurar esse poder. 

Em outras palavras, vocês traziam o poder pra si e o guardavam no seu banco de poder. 

Uma vez percebido que esse poder é uma ilusão, vocês não precisarão dele na vida. 

Vocês se tornam invisíveis pra queles que jogam com o poder. 

Eles não estão interessando em vocês, de modo algum.

 Eles não vão tentar chegar e tomar nada de vocês, porque não tem comida na despensa. 
Não tem nada lá. 

Eles não se interessam; vocês não são participantes do jogo. 

Eles vão pedir que se retirem da mesa, porque vocês não são jogadores. 

Vocês não tem nada nos bolsos.
 É quando vocês ficam livres. 
Verdadeiramente livres. 

Poder é a maior e, talvez se possa dizer, a única verdadeira força “viciante neste planeta. 

É uma ilusão. 

Uma vez que vocês sigam além da necessidade de poder em sua personalidade, em sua vida, vocês estarão livres

Vocês perceberão que não precisam de poder algum. 

A energia sempre estará lá. 
É uma coisa natural. 

Quando vocês estão na consciência, existe energia
Quando vocês se arrebatam, 
existe energia. 

Vocês não precisam de poder. 
É algo muito, muito falso. 

Tenham isso em mente e, agora, o outro lado da equação, a outra principal tendência que está ocorrendo no planeta no momento, é, acreditem ou não, a diversificação.

 A diversidade.
 Estranho, porque, se pensarmos no poder aqui [de um lado], não teria... [diversidade do outro.] 

Mas há um movimento pela diversidade, que alguns chamariam de aceitação, mas é um pouco de ambos. 

É diversidade. 

Observem o planeta neste momento. 
Como nunca antes, há um movimento para aceitar um pensamento diferente, um estilo de vida diferente. 

Observem o que está acontecendo nos muitos países deste mundo.

 Estão permitindo o casamento entre pessoas do mesmo sexo.

 Oooh!
Que grande passo pra este planeta![Adamus ri.] 

Primeiro, perceberão que não é a primeira vez que isso acontece no planeta. 

Primeiro, em Lemúria, para a maioria...

 A maioria de vocês tinha tanto órgãos e partes do corpo masculinos e femininos.

 Meio que dava pra... 


Não, não vou falar sobre isso. [Risadas] 

Então, vocês não queriam se casar com alguém do mesmo sexo; vocês eram ambos e estavam juntos no mesmo corpo. 

Digo, o que Deus pensaria disso? [Adamus ri.] 

SART: Oh, merda.
ADAMUS: Merda.
 Olhe o que eu fiz. [Mais risadas]

Vocês são todos masculino e feminino, juntos, e o verdadeiro equilíbrio é trazer de volta ambos.

 Mas, de qualquer foram, voltando à diversificação, voltando ao casamento entre pessoas do mesmo sexo. 

Era lugar-comum em Atlântida. 

Na verdade, o casamento não era bem um lugar-comum, mas era lugar 
comum amar quem se escolhesse amar, sem ninguém interferindo e dizendo: “Ah, sim, mas têm que ser de sexos opostos.” 

Então, vocês vão ver cada vez mais diversificação.

 A aceitação do que chamam de “transgêneros”. 

Vejam bem, é interessante ver o que está acontecendo em relação a isso. 
Partiu de uma coisa estranha e bizarra para: “Ah, uau, que interessante.” 

Não que vocês todos precisem fazer operações, mas... [Algumas risadas] 
Vocês são masculino e feminino juntos.

É difícil, muito difícil, viver num corpo tentando ser um – só masculino, só feminino.

 Vocês são ambos! 

É hora de liberarem isso, de se abrirem e, então, deixarem que os dois meio que se fundam, coexistam. 

E, sim, alguns que vieram pra esta existência, cujos pais não fizeram o DreamWalker Birth – culpem os pais... 
E os pais realmente queriam um menino e tiveram uma menina. 

O quanto é difícil isso pra quem está chegando? 

Mas o que estava chegando, querendo o primeiro corpo que pudesse conseguir, disse: 
“Ah, não tem problema.
 Posso lidar com essa família. 
Posso lidar com esse negócio de corpo masculino. 
Vou trabalhar nisso quando chegar lá.” 

Ehh, e então é bem difícil trabalhar a coisa da família e a coisa do corpo. 

Mas, vejam bem, há um desejo irresistível, de dizer, mesmo na metade da vida: 
“É, cumpri os primeiros 40 anos no corpo masculino. 
Talvez agora eu passe pro feminino.” 

O que tem de errado nisso? 

Então, enfim, neste planeta no momento há uma tendência para a diversidade.

 Não apenas sexual, mas com relação a tudo. 

A aceitação de outras culturas e outros pensamentos, outros modos de viver, e será cada vez mais assim. 

Então, lembrem-se, aqui [de um lado] o poder e aqui [do outro lado] a diversidade, a diversificação

Esta será uma das maiores questões no planeta. 

As duas coisas não são, necessariamente, compatíveis. [Algumas risadas] Não funcionam muito bem, mas vocês têm as duas. Vocês têm esses dois fatores enormes, então, o que esperar? 

A propósito, voltando um instante. 

Quase todos os aspectos da cultura humana, no momento, estão se diversificando
Faz parte do meu programa de não unidade. [Adamus ri.]

Tudo está se tornando individual e soberano; tudo, exceto a religião.

 Eh, isso não está se diversificando tão bem. 

Em outras palavras, as religiões estão tendo dificuldade de aceitar outras religiões

Vocês ou são muçulmanos ou cristãos ou judeus ou o que for e, se não forem, Deus não ama vocês. 

Isso porque o poder na religião é tão forte que reprime a diversificação. 

Isso vai ser um tiro pela culatra para as religiões. 

Tiro pela culatra” no sentido de que, ah, na próxima década mais ou menos, cada vez mais pessoas vão se desvincular das igrejas. 

Vão chamá-las de ultrapassadas

Mas as pessoas vão sentir que elas têm realmente como base o poder. 

E, então, vocês vão ver um monte de gente no planeta meio que perdida, porque não terá a igreja na qual, uma vez, confiava pra lhe dar as respostas.

 Na verdade, nunca deram respostas, mas fingiam que davam as respostas. 

Então, isso cria um caos geral. 
Cria muita confusão. 
Poder, diversificação. 

E o poder das igrejas e as pessoas querendo se diversificar. 


Isso não vai dar muito certo. 


Ocorrerão choques continuamente. 

E o poder vai achar que venceu. 

Vai fazer de tudo pra vencer, mas há um movimento neste planeta agora pela diversidade

Já existem pessoas como vocês que estão aceitando outras. 

Porque vocês sabem como tem sido o caminho de vocês.


 Mas vocês também estão se diversificando. 

Vocês não estão indo para a sua unidade.


 Vocês estão indo para os seus Muitos

Assim, são duas grandes tendências.
 Falaremos mais sobre isso depois, mas agora é hora de respirarmos fundo.

 Hora... Ah, meu amigo, aquele que estava escrevendo, caiu no sono. 
Fico imaginando o que será que aconteceu. [Algumas risadas] Hora de respirar bem fundo.
 É hora para um merabh. 

É
Vocês merecem. 
Podem dormir também, se quiserem. 

Assim, vamos reduzir as luzes um pouquinho e logo colocaremos uma música suave. 

Mas antes quero, mais uma vez, agradecer, dar reconhecimento a cada um de vocês.
Reconhecimento por quem vocês são

Não pelo que estão fazendo juntos enquanto grupo; mas pelo que estão fazendo consigo mesmos. 

Sei que é difícil e sei quantas vezes vocês tentaram virar e correr pro outro lado. 
Não deu certo. 

E quantas vezes vocês tentaram enterrar a cabeça na areia. 
Também não funcionou muito bem. 

Quantas vezes vocês entraram totalmente no makyo (futilidade), mas aqui estão vocês.
 Aqui estão vocês. 

Quero que sintam, cuidadosamente, cuidadosamente, esta questão de por que, se podiam ter se iluminado umas duas existências atrás ou mesmo nesta existência, por que esperaram. 

Há um lindo presente aí. 
Não pensem nisso; apenas sintam.

 Sintam.
 Isso lhes dará a resposta que vêm procurando há bastante tempo. 

Mas, neste momento, vamos mudar as energias para o merabh. 

Merabh para a Iluminação 

[A música começa; música do álbum Into Knowingness

Minha segunda pergunta – qual é a última coisa que o humano faz antes da realização, do reconhecimento da sua iluminação? 

–É como uma brincadeira com as palavras, porque eu dissequal é a última coisa que um humano faz”, como se houvesse algo a ser feito, mas não há
É pra parar de tentar. 
Parem de tentar. 

E isso pode parecer meio contraintuitivo, tipo:
“Ah, não, mas não preciso fazer alguma coisa?
 NÃO 

“Não preciso estudar, Adamus?” 
NÃO

“Não preciso fazer quinze minutos diários de respiração profunda?” 
Não, de jeito nenhum.

“Não preciso observar minha dieta?”
 Não. 

“Não preciso ter pensamentos espirituais?” 
Não. 

“Então, o que diabos preciso fazer??!” 
Nada. 
Nada. 

Vocês podem fazer o que quiserem. 
Andar de bicicleta. 

Vejam bem, vocês podem fazer coisas pela casa que costumam fazer, mudar a lâmpada que queimou há seis meses. 

Sei que isso faz com que se sintam muito humanos, mas, vejam bem, talvez vocês queiram fazer isso. 

Consertar a maçaneta quebrada da porta.

 Sei que não é algo muito espiritual, mas já que não têm nada mais pra fazer, podem fazer isso. 

Façam o que quiserem, porque este é o momento, bem agora, a verdadeira época da evolução, da transformação, do que quiserem chamar, em que vocês serão solicitados a pararem com toda essa coisa humana, porque há algo irresistível que está além da coisa humana. 

Algo tão irresistível que vai muito, muito além daquilo que o humano pode lidar, daquilo que o humano acha que precisa lidar. 

Irresistível”, significando algo muito arrebatador e muito real; muito amoroso e muito grandioso

Não vamos chamar de “alma”. 
Vamos começar a ir além dessa palavra.
 Esse algo são vocês, simplesmente

Não está num lugar lá longe. 
Não precisa ter asinhas de plumas mágicas. 
Esse algo são vocês, apenas. 

Esse algo que é tão irresistível, simplesmente tão irresistível, tão arrebatador que precisa acontecer – não pode não acontecer – é a sua realização, o seu reconhecimento, a sua iluminação

Vai acontecer. 
É quando um Mestre chega nesse ponto em que a última coisa que ele faz é parar de tentar, porque percebe que isso era ridículo.

 Era tudo um mecanismo de uma mente ou uma personalidade limitada. 

E ele se entrega a si mesmo, ao Eu Sou

Ele para de cuspir makyo em si mesmo e nos outros. 

Ele para de ficar se perguntando quando, onde e como... 

E para de tentar tornar a iluminação uma coisa humana. 

Não é o humano o responsável por ela, afinal.

 Enquanto o humano achar que é ele que está fazendo a coisa, o restante do Eu Sou vai se sentar e esperar pacientemente. 

Quando o humano para – para de tentar, para de se esforçar, para de estruturar as coisas –, então, a iluminação irresistível acontece.

 Bem, a verdadeira maneira de dizer que, então, por causa da natureza irresistível, a natureza genuína da iluminação, vocês percebem que ela sempre esteve aí. 

Não quero dizer que isso seja um jogo.
 Não é um jogo de palavras.

 Quando vocês respiram fundo e param de tentar, param de tornar a iluminação esse embate, vocês sentem a natureza irresistível, muito irresistível da sua própria realização, do seu reconhecimento. 
Daí, ela acontece. 

Eu gosto da palavra “irresistível”. 
Significa que envolve uma dinâmica, uma paixão. 

Não é um “se”, um “talvez” nem um “quando” ou um “porquê”.

É algo irresistível, arrebatador. 

Tão irresistível que vocês não conseguem errar
Não dá pra errar. 

Aproveitem este momento, simplesmente, pra pararem de tentar. 
Nestes breves minutos aqui, parem de pensar, parem de tentar entender. 

Neste momento, sintam a natureza irresistível da sua iluminação. 

O arrebatamento...

O presente... 

Esta iluminação não faz concessões.

 Não faz concessões nem negocia com o humano, de jeito nenhum. 
Não tem por quê. 

Não participa dos jogos de poder nem dos jogos da mente. 

É tão irresistível que sabe que vai acontecer. 

Respirem fundo com isso. 

Sei que vocês, na parte humana, vocês estão cansados, quase sempre confusos, se perguntando o que vem a seguir

Simplesmente, respirem fundo.
 Esta iluminação está além de vocês. 
Digo, além das suas limitações. 

Esta realização não é uma coisa que precise ser estruturada ou planejada. 
Simplesmente, precisa ser aceita. 

[Pausa] 

É muito irresistível, significando que já sabe que a coisa está feita. 
Já sabe que está realizada. 

Não é uma meta. 
Não é uma meta para o Eu Sou. 
É tão irresistível que já está aí. 

Só quer compartilhar isso com o humano. 

Já está feita, realizada. 

Irresistível”, significando que já aconteceu. 
Só quer compartilhar isso com vocês. 

Mas vocês têm que parar de tentar. 

Vocês têm que parar de pensar que vocês vão fazer acontecer, ou que têm que fazer acontecer. 

Isto não é um labirinto. 
Não é um quebra-cabeça enorme que pediram que vocês concluíssem.

 Seria cruel. 
Simplesmente, é hora de pararem de pensar, por favor. 

Agora, parece tão simples. 
O humano pensa:
 “Bem, preciso fazer alguma coisa.” 

Tudo bem. 
Troquem aquela lâmpada, consertem a maçaneta quebrada, limpem a garagem, saiam pra caminhar, comprem um cachorro, amem um cachorro. 

Realmente não importa, mas parem de tentar se iluminar. 

O humano nunca vai entender. 
Não é sua responsabilidade, afinal de contas. 
É apenas pra receberem isso. 

[Pausa longa] 

Essa coisa de iluminação é muito irresistível; já está aqui.

 Foi acompanhada de tanta paixão, de tanta expressão, que já está aqui.

 Portanto, vocês não podem mais pegar caminhos errados.
 Não dá pra fazer errado.
 Vocês podem evitá-la.

 Podem esperar que ela venha daqui a algumas existências.
 Mas a natureza irresistível do Eu Sou faz acontecer, de modo que ela já está aqui. 

Serão dois meses antes de voltarmos a nos reunir novamente assim em nosso Shoud. 
Vou sentir falta. 

Vou falar para outros grupos, mas vou sentir falta deste. 

Vou deixá-los com uma grande questão entre agora e depois. 

O que vocês estão esperando? 

Não deem a si mesmos as respostas de makyo que muitos deram hoje. 
Isso é fachada. 
É um tipo de máscara.

 Quando a resposta surgir, virá com muita, muita clareza. 

O que vocês estão esperando? 

E, quando vier, então, vocês realmente estarão prontos. 

Nesse ínterim, meus queridos amigos, vou viajar pelo mundo com Cauldre e Linda. 
Ir a lugares distantes e além, não apenas neste planeta, mas em todas as esferas. 

E, na minha ausência da esfera física com vocês, por favor, saibam que, realmente, estamos juntos em cada passo do caminho. 

E, sendo assim, tudo está bem em toda a criação. 

Obrigado por sua condescendência. 
Obrigado. [Aplausos da plateia] 

LINDA: E assim é.
 Então, eu convido vocês pra ficarem mais um pouco e continuarem nessa respiração por mais tempo e realmente se permitirem estar totalmente presentes. 

Esse merabh pode ser um lugar de sonho. 
Então, respirem bem fundo, sentindo-se inteiramente em seu corpo, inteiramente no chão pra que seja realmente seguro se levantar e andar por aí. 

Então, por favor, cuidem-se. 

Obrigada ao Geoffrey por canalizar Adamus.

Obrigada a todos que estão acompanhando online.
 Sabemos que não é só esta plateia aqui, são todos vocês, em cada canto deste lugar, deste planeta

Obrigada por nos acompanharem. 
Voltaremos em julho.
 Daqui a nove semanas. 

Então, até lá, por favor, cuidem-se, cuidem-se. 
E nos veremos lá.
Obrigada a todos que estão acompanhando online. [...] 
Até lá, cuidem-se. 
E assim é.



Post. e Formatação
Semeador de Estrelas

http://semeadorestrelas.blogspot.com

Tradução de:
Inês Fernandes

mariainesfernandes@globo.com

Série do Kharisma
SHOUD 9: “Kharisma 9” –
Apresentando ao
Círculo Carmesim
em 2 de maio de 2015
Fonte: www.crimsoncircle.com


Tradução de Inês Fernandes – mariainesfernandes@globo.com

Imprimir ou Salvar em PDF

3 Mais Lidas do Blog

DOAÇÃO/MANUTENÇÃO


– DOAR – Abro este canal para doações espontâneas para este blog, sem qualquer compromisso, qualquer valor auxilia a manutenção deste espaço.
Opção de deposito: Caixa E.Federal - Ag:0505 -
Conta:013-00007103-7 L.A.P.M.B.
Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...