08/05/2015

O.M. AÏVANHOV - Abril - Parte I -

Ensinamentos, Abril 2015

"Agora, eu repito, o segundo evento assinala, verdadeiramente,... e como nós dissemos,
 O CHOQUE;(...)"

O.M. AÏVANHOV 
- Parte I -

Questões e Respostas

Bem, caros amigos, estou extremamente contente por reencontrá-los.

Permitam-me, primeiramente, apresentar-lhes todas as minhas bênçãos e, sobretudo, instalar-nos, primeiramente, em um momento de comunhão com o Espírito do Sol, entre nós todos, aqui presentes, durante alguns instantes, se quiserem.

… Silêncio…

Bem, caros amigos, vamos, agora, poder começar a dialogar.

Vamos prosseguir certo número de coisas que dizemos, progressivamente e à medida das semanas, e que correspondem, eu diria, agora, não mais a Notas, mas, diretamente, como vocês dizem, à gazeta, se querem, da Ascensão.

Porque vamos tentar, progressivamente, uns e os outros, avançar um pouco mais – tanto nesse espaço como em todo espaço – nessa espécie de Luz Branca que os invade e que é vocês, e que nos faz, a todos, desaparecer nessa Felicidade e nesse êxtase total do desaparecimento.

Cada um, é claro, de vocês, com suas características, com suas resistências, com suas liberações em curso, com suas histórias a organizar nesse mundo.

Mas o que quer que vocês vivam (como vocês sabem), o que se apresenta a vocês, cada vez mais, é apenas a realização do que eu já havia enunciado, em grande parte, no mês anterior, não é?

Como vocês sabem, se, talvez, tenham acompanhado a gazeta cósmica, sabem que as irradiações sobre a Terra, que vêm do céu, aliás, e, também, da Terra, estão em muito profunda aceleração e, portanto, desvendamento e revelação total de tudo o que deve ser, para fazer a paz consigo mesmo, com esse mundo, com suas oposições e suas alegrias, para não mais ser tentado, se tal é seu estado de espírito, não mais ser tentado por experiências, digamos, difíceis, não é?

Então, cada um em sua vez, vocês vivem coisas um pouco diferentes: alguns de vocês estão apanhando o que podiam perceber como um atraso, e há, também, outros irmãos e irmãs que brincam, ainda, de «tournicoti-tournicota», ou seja, dar meia volta, permanentemente, entre o Si, a dualidade e a Infinita Presença.

Mas tudo isso, como vocês sabem, são apenas ajustes, se posso dizer, que vão afinar-se, progressivamente, em função da densidade da Luz adamantina e da intensidade das irradiações que lhes chegam, doravante, por toda a parte, o que explica que muitos de vocês comecem a sentir uma espécie de globalização dos processos vibratórios, que se traduzem por uma anestesia do corpo, como se vocês tivessem um escafandro sobre si, que os faz desaparecer, também.

Tudo isso é normal.

Como nós temos dito, também, nós sabemos, pertinentemente, que nem sempre é fácil jogar com duas realidades que se sobrepõem no mesmo campo de consciência, o que é, exatamente, o caso da Terra, nesse momento.

Porque tudo o que era obsoleto convulsiona porque não quer desaparecer – e tudo o que, ainda, não eclodiu, de maneira firme, tem medo dessa eclosão.

E há, também, vocês estão suficientemente a par de tudo o que se desenrola em vocês e ao seu redor para constatar que isso começa a esquentar, seriamente, não é?

E nós teremos, aliás, após a minha intervenção de hoje, a vinda de três Arcanjos, em um modo especial, com o Espírito do Sol.

Aliás, como vocês todos e como nós todos, assim que entramos na relação, no diálogo, na comunicação ou na fusão, nós passamos, todos, doravante, por esse Canal Mariano, que está ao mais próximo do eixo mediano e, para aqueles de vocês que são os mais aptos a acolher a totalidade da Luz por esse eixo que foi perfurado por Uriel, entre a parte de trás e da frente do corpo, que se coloca em seu peito e permite, de algum modo, despertar, de maneira sincrônica, desta vez, a partir do fim do mês de abril, o tétrakihexaèdre que é essa figura magnífica, geométrica, é claro, do Coração de Eternidade, do Coração de Diamante, ou vocês chamem-no como quiserem.

E tudo isso se revela não, unicamente, no Absoluto, ou seja, ao centro dessa estrutura, mas vai revelar-se, também, em seu mundo, ou seja, em seu corpo, primeiro, o que dá as percepções que nós já descrevemos, ao nível de dormências, de formigamentos e sensações diversas e variadas que podem percorrê-los assim, de repente, mesmo se você não está, precisamente, nas melhores disposições para acolher o que se apresenta.

Tudo o que se traduz em suas manifestações, em suas vidas é, diretamente, ligado a essa penetração e ao que eu nomeei, agora, essa densificação da Luz adamantina, não mais, unicamente, nos vórtices de que eu havia falado, mas, também, não, unicamente ao seu redor, mas, mesmo, ao redor, eu diria, dos mais incrédulos.

Então, é claro, isso passa, às vezes, por processos um pouco virulentos, não é?

Vocês o constatam, certamente, ao seu redor, em especial para irmãos e irmãs humanos que, ainda, não demonstraram interesse pelo que se desenrola no interior ou no exterior deles, porque, talvez, eles têm medo ou estão, mesmo, fossilizados eu diria, em comportamentos que não têm mais curso, em qualquer que seja.

Então, é claro, os reajustes, de uma pessoa a outra, de uma situação a outra, como de um país a outro, tomarão proporções cada vez mais exageradas, eu diria, e cada vez mais visíveis.

O âmbito de minha intervenção, nesse primeiro dia, é, sobretudo, em relação a isso.

Vocês terão inúmeros Anciões, Estrelas e Arcanjos que vão vibrar com vocês, no sentido dessa Ascensão, no sentido dessa Liberação que está em curso, para permitir-lhes ajustar-se, de algum modo, bem além de simples palavras ou de simples jogos de questões-respostas, para afiná-los, vocês mesmos, no estado o mais claro possível, na compreensão direta do que vocês vivem e no significado real, e não suposto mentalmente, de tudo o que acontece, tanto nessa Terra como em seus corpos.

Aí está, um pouco, o quadro geral.

Se vocês têm questões gerais, justamente, em relação a isso, estou pronto a responder a essas questões gerais, mesmo sabendo que eu virei, em outras circunstâncias, em relação a questões escritas, sobretudo, com o Espírito do Sol, mas eu terei, também, a oportunidade de voltar uma ou duas vezes, independentemente dessas duas, para exprimir-me após os Arcanjos ou algumas Estrelas.

Aí está o que eu tinha a dizer.

Eu lhes deixo, agora, a palavra, para trocar entre nós, como de hábito.

Questão: como você sabe que os três dias virão em menos de um ano?

Oh, isso faz parte de tudo o que está escrito em todas as profecias.

A única referência, já que ninguém conhece nem a hora nem o dia e, como eu evoquei, eu diria, no mês passado, há um ajuste que se situa não, unicamente, em sua vida ou de país a país, como eu disse, mas, também, de sistema solar a sistema solar.

Há irradiações que são emitidas, irradiações de algumas estrelas no céu que, elas também, encontram, nessa emissão de irradiações, zonas de maior facilidade ou de resistência, em função, não mais do que eu chamaria o astral coletivo, mas, mais, da noosfera, ou seja, o último envelope(bloqueio) no qual banha-se esse Sistema Solar, que está em curso, se quer, de dissolução ou desagregação.

Portanto, é exatamente a mesma coisa, há sinais cósmicos que anunciam que outro evento chega em um prazo, como eu disse, de um ano.

Agora, eu repito, o segundo evento assinala, verdadeiramente,......., e como nós dissemos, o choque; vocês o vivem, nesse momento, em sua vida, mas, também, ao nível do planeta, que começa por toda a parte, já, há três semanas, mas, de momento, vocês não podem dizer que o conjunto do planeta, ao nível dos humanos, está a par do que se desenrola.

Bem ao contrário, há seres que estão, mais do que nunca, submetidos à própria rotina, aos próprios hábitos e o próprio modo de “carneirinho”, como vocês dizem, eu creio, que não levantaram, ainda, a mínima sobrancelha ou o mínimo olhar ao que se desenrola e fora de seu pequeno umbigo.

O segundo evento, corresponde a um momento no qual ninguém poderá ignorar, mesmo sob a terra, mesmo enterrando-se, o que está acontecendo.

Então, vocês estão nessa fase, a cavalo, entre essas duas realidades, com alguns irmãos e irmãs que estão enquistados, cada vez mais, em certa forma de fossilização, como eu disse, ou de densificação, e, outros, que estão, ainda, fazendo «tournicoti-tournicota», e, outros, que se estabelecem e que se afirmam, cada vez mais.

O que acontece para você acontece, também, no Sistema Solar e nos outros sistemas, nos outros universos e multiversos.

O que quer dizer que há um evento inicial e um evento final.

Esse evento final deve sobrevir de maneira mecânica, eu diria, entre o evento de que havíamos falado no início deste ano e a chegada da segunda Kachina, se preferem.

Então, esse intervalo de tempo é o que é nomeado de Tempos reduzidos.

Se querem, em referências na Bíblia, era dito: dois temposum tempo – a metade de um tempo; vocês estão na metade de um tempo.

Um tempo – dois tempos – a metade de um tempo: calculem, e isso dá entre um dia e um ano, conforme os diferentes modos de calcular.

Mas, o que quer que seja, o tempo do segundo evento, que é o mais importante, é claro, e tudo isso corresponderá, no mesmo tempo, com uma sincronia mais ou menos perfeita, mas que será, de qualquer modo, perfeita, entre o evento cósmico, o Apelo de Maria e o que você nomeia os três dias e, depois, como eu disse, restarão cento e trinta e dois dias.

Agora, vocês podem especular, tanto quanto quiserem.

Simplesmente, todas as etapas de constituição do corpo de Luz estão concluídas, isso quer dizer que a matriz Crística de Liberação está presente para quem o quer nesta Terra, qualquer que tenha sido seu avanço – se você quer falar de avanço – ou qualquer que tenha sido seu interesse para a Luz, até agora.

Os últimos serão os primeiros, e esses últimos serão esperados até o último momento, e não são vocês que decidem, nós dissemos, nem nós, nem a Terra, nem o Sol, isso é ligado a esse Reencontro entre a Eternidade e o efêmero.

Houve um primeiro Face a Face, que se revelou, conforme seu tempo linear, durante certo lapso de tempo a partir da atribuição vibral, e houve o evento, imediatamente após a atribuição vibral e o período de chamado que você mesmo vive, na confrontação consigo mesmo, com as situações, conosco mesmo, talvez.

Tudo isso, se querem, desenrola-se agora, e tudo isso corresponde a esse período do último tempo, que corresponde ao Apelo de Maria.

Aí está onde vocês estão nisso.

E esse tempo está gravado no mármore, mas ninguém pode dizer quando ele se situa, nesse intervalo de tempo.

Agora, eu repito, atenção, eu não disse que vocês tenham desaparecido 100%, durante esse período, porque vocês estão aí, ainda, até o final deste período.

Então, alguns de vocês desaparecem 99%, outros, 50%, mas, outros, não têm, absolutamente, vontade de ser liberado, e é a liberdade deles.

Mas, até esse último evento, a Graça está ativa e eficiente, ela está ao alcance de todo ser humano, de toda consciência presente, hoje, nessa Terra ou nesse Sistema Solar.

E não há apenas os seres humanos, é claro, há os arcontes residuais de dimensões intermediárias etc., há hierarquias das quais eu jamais falei que se chama de «rebeldes», mas para as quais para nada serve falar disso.

E tudo isso faz com que você esteja na última batalha, mas no plano simbólico, porque essa batalha está em você, entre as duas partes de si mesmo, antes de qualquer coisa.

É claro, ela se ilustra, à sua visão, através dos Elementos, através da economia, através da sociedade e através de todas essas coisas.

Tudo isso, vocês veem todos os dias.

Mas não coloque na cabeça que em três meses e três dias está terminado, então, você pode fazer não importa o quê, porque, se você reage assim, é que, verdadeiramente, você não está pronto.


Eu esclareço, aliás, que em ciclos que existiram há mais de trinta anos, isso começou, eu o lembro – faz, muito exatamente, trinta e quatro anos, em 1984 – e nós estamos aqui, sobre a Terra, vocês estão em 2015, não é?

Portanto, esse período corresponde à idade de Cristo, também, o início da primeira efusão do Espírito Santo até o momento do Retorno ao Espírito.

Tudo isso se desenrolou, também, em um ciclo, mas nesses ciclos dados e, mesmo, se você toma os ciclos que estão inscritos, por exemplo, na precessão dos equinócios, essa precessão dos equinócios dura 25.920 anos, aproximadamente.

Aproximadamente está, justamente, ligada às interações de mecânica sutil (vocês dizem quântica, eu acho), que existem entre os diferentes universos, os diferentes multiversos, as diferentes dimensões e, também, os diferentes sistemas solares.

Porque tudo isso, vocês sabem, é UM.

E, portanto, toda ação em um extremo provoca uma repercussão no outro extremo, mas em alguns limites, é claro.

Nós temos uma mecânica celeste, que nos permite saber um período que corresponde às mudanças, mudanças as mais importantes como em toda vida, e todos os sinais, obviamente, como eu disse no último mês, estão sob os seus olhos.

Façam-me pensar em não ultrapassar uma hora hoje, caso contrário, os Arcanjos vão ficar muito zangados.

E eu aproveito, como de hábito, entre cada questão, para deixar o Espírito do Sol estabelecer-se, de maneira cada vez mais premente, aqui mesmo e, mesmo, na leitura do que eu digo.

… Silêncio…

As questões silenciosas são, também, bem-vindas, porque a resposta é silenciosa, também.

Questão: se algumas pessoas tornam-se Melquisedeques para ir liberar outros sistemas, isso significa que a dissociação vai perdurar em outros sistemas?






Post. e Formatação
Semeador de Estrelas

http://semeadorestrelas.blogspot.com

Tradução e Divulgação
Célia G.
Leituras Para os Filhos da Luz

Imprimir ou Salvar em PDF

3 Mais Lidas do Blog

DOAÇÃO/MANUTENÇÃO


– DOAR – Abro este canal para doações espontâneas para este blog, sem qualquer compromisso, qualquer valor auxilia a manutenção deste espaço.
Opção de deposito: Caixa E.Federal - Ag:0505 -
Conta:013-00007103-7 L.A.P.M.B.
Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...